A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Mercado e Indústria

Ford Bronco Sport: como ele se compara com os possíveis rivais no Brasil?

Da apresentação dupla de hoje, certamente o Ford Bronco Sport é a novidade mais relevante para o mercado brasileiro – com ele, a fabricante terá a chance de concorrer com uma vasta seleção de rivais, de VW Tiguan e Jeep Compass a Volvo XC40 e Toyota RAV4, podendo incomodar até mesmo as versões mais baratas do Range Rover Evoque. Como entusiastas em um mar de SUVs, também não dá para não sentir ao menos simpatia pelo Bronco Sport, que promete capacidade off-road excelente mesmo na versão básica.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

 

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Conforme falamos no Zero a 300 de hoje, o Bronco Sport tem sua chegada ao Brasil praticamente confirmada. A Ford já comunicou a seus acionistas que ele será vendido na América do Sul – e, como maior mercado do continente, o Brasil dificilmente ficará de fora. Ainda mais com a importação facilitada de automóveis fabricados no México.

Considerando que o Bronco Sport tem tudo para ser uma opção mais entusiasta – em um segmento que normalmente não nos emociona, é natural que investiguemos mais a fundo para ver como ele se compara com os rivais em potencial. Leia-se: SUVs de porte médio com construção monobloco e preço na faixa dos R$ 200.000. Para isto, vamos analisar cada um deles em dimensões, motorização, preços e equipamentos. Começando, claro, pelo próprio Bronco Sport.

 

Ford Bronco Sport

Motor: 1.5 turbo três-cilindros, 184 cv, 26,3 kgfm / 2.0 turbo quatro-cilindros, 248 cv, 38 kgfm
Câmbio: automático de oito marchas
Tração: integral
Dimensões: 4,38 m de comprimento, 2,08 m de largura e 2,67 m de entre-eixos

Com Bronco Sport, a Ford tem alguns caminhos diferentes para seguir no Brasil. As versões Base, Big Bend e Outer Banks são equipadas com o motor 1.5 de 184 cv, que deixariam o Bronco Sport no mesmo nível dos possíveis rivais. Já a versão Badlands, equipada com um 2.0 turbo de 248 cv, ficaria consideravelmente acima deles.

O design levemente retrô é comum a todas as versões, bem como a tração nas quatro rodas com autoblocante automático e o câmbio automático de oito marchas. E mesmo o Bronco Base já vem com central multimídia com tela de oito polegadas, sistema Ford Co-Pilot 360 de assistências ao motorista, rodas de 17 polegadas, vigia traseiro basculante, cinco modos de condução, e demais itens de conforto que se espera de um SUV na faixa dos R$ 200.000.

Mas é mais provável que a Ford considere as opções a partir do Outer Banks, que traz bancos de couro aquecidos de série, rodas de 18 polegadas, partida keyless, sistema multimídia Sync 4 com conexão wireless.

Com motor 1.5, não duvidamos que a Ford consiga até vender o Bronco Sport por (pouco) menos de R$ 200.000. Caso decida-se pelo Bronco Sport Badlands com motor 2.0, a fabricante pode até arriscar um preço na faixa dos R$ 220.000. Parece caro? Bem, para saber, precisamos compará-lo aos rivais. Mas é importante mencionar que o visual retrô/conceitual tem potencial de fisgar o público que não pode pagar um Range Rover Evoque ou um Land Rover Defender.

 

Volkswagen Tiguan Allspace R-Line

Motor: 2.0 turbo quatro-cilindros, 220 cv, 35,7 kgfm
Câmbio: dupla embreagem de sete marchas
Tração: integral
Dimensões: 4,70 m de comprimento, 1,84 m de largura e 2,79 m de entre-eixos

De cara, parece que o VW Tiguan em sua versão R-Line – a única com motor 2.0 TSI de 220 cv e 35,7 kgfm – será um rival duro para o Bronco Sport. Custando R$ 206.550, ele tem quase 30 cm a mais no comprimento e entre-eixos 12 cm maior, o que faz uma diferença gigantesca no espaço interno e permite ao Tiguan Allspace acomodar sete pessoas. Seu único opcional é o teto solar panorâmico, que acrescenta ao preço mais R$ 5.420. O Bronco Sport traz um teto solar simples como opcional a partir da versão Big Bend.

A versão R-Line é a de topo e vem bem equipada de série: seis airbags, bancos dianteiros com aquecimento, ar-condicionado de três zonas, ajustes elétricos no banco do motorista, cruise control adaptativo, retrovisor interno eletrocrômico, sistema de som de 400W com subwoofer e rodas de 19 polegadas. Sua pegada é muito mais voltada ao uso urbano e o visual da versão R-Line tem inspiração nos esportivos da Volkswagen.

Considerando tudo isto, talvez a Ford precise apostar no Bronco Sport Badlands para encará-lo com mais segurança – afinal, ele tem uma vantagem de 28 cv na potência e também trará itens como cruise control adaptativo, bancos de couro de série e sistema de som premium. Por outro lado, o Outer Banks é quase tão bem equipado quanto o Tiguan e, por um valor mais em conta, poderia convencer o público mesmo com os  36 cv a menos.

 

Volvo XC40

Motor: 2.0 turbo quatro-cilindros, 190 cv, 30,6 kgfm
Câmbio: automático de oito marchas
Tração: dianteira
Dimensões: 4,42 m de comprimento, 1,86 m de largura e 2,70 m de entre-eixos

Em dimensões o Volvo XC40 é muito parecido com o Ford Bronco Sport, e os números do motor 2.0 T4 são parecidíssimos com os do 1.5 Ecoboost (mesmo que este tenha um cilindro a menos). Já a faixa de preço nos deixa duas opções: o XC40 Momentum, que custa R$ 203.950, ou o XC40 Inscription, que parte de R$ 224.950.

O que difere as duas versões é o nível de equipamentos. O XC40 Momentum vem de série com ar-condicionado de duas zonas, banco do motorista com ajuste elétrico e memória, quadro de instrumentos digital de 12,3 polegadas, central multimídia de nove polegadas (oito no Bronco Sport), airbags frontais, laterais, de cortina (e de joelho para o motorista), assistentes ativos de segurança, cruise control, câmera de ré, carregador de celular por indução, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e faróis de LED com nivelamento automático.

O XC40 Inscription acrescenta teto solar panorâmico, cruise control adaptativo (de série mesmo no Bronco Sport Base), navegador por GPS, faróis direcionais e luzes de neblina em LED. É um pacote mais generoso que o Bronco Sport Big Bend, que traz um pacote de segurança parecido e itens como chave presencial integração sem fio com smartphones, mas fica devendo itens como couro nos bancos e um quadro de instrumentos totalmente digital – além do teto solar, que é opcional e não é panorâmico. A potência de ambos se equivale, porém – 190 cv no Volvo e 184 cv no Ford.

 

Toyota RAV4 S Connect Hybrid

Motor: 2.5 quatro-cilindros + três motores elétricos, 222 cv (potência combinada)
Câmbio: CVT com sete marchas simuladas
Tração: integral
Dimensões: 4,60 m de comprimento, 1,85 m de largura e 2,69 m de entre-eixos

Lançado em março de 2020 por R$ 193.990, agora o RAV4 S Connect Hybrid, versão de entrada do SUV da Toyota, parte de R$ 217.990. Por esta grana, é verdade, leva-se um utilitário esportivo maior e mais espaçoso que o Bronco Sport – ainda que o espaço extra não possa ser aproveitado por sete pessoas, opção que existe lá fora.

Apesar do avançado conjunto híbrido, o RAV4 tem uma lista de equipamentos aceitável, mas que deixa devendo a rivais como o Tiguan e o próprio Bronco Sport. Ela inclui sete airbags, ar-condicionado dual zone, bancos dianteiros ventilados, banco do motorista com memória, central multimídia com tela de sete polegadas e integração com Android e iOS, câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, hill holder e som com seis alto-falantes.

Se quiser um RAV4 mais equipado, você terá que desembolsar R$ 239.990 pela versão SX Connect Hybrid, que acrescenta carregador de celular por indução, abertura automática do porta-malas, uma suíte de itens de segurança como cruise control adaptativo acima de 40 km/h (algo que o Bronco Sport oferece desde a versão Base), assistente de pré-colisão com alerta sonoro e visual, alerta de mudança de faixa, farol alto automático e frenagem automática de emergência.

Sem dúvida o Toyota RAV4 é um carro com powertrain bem mais moderno e econômico – é o único híbrido da lista. Por outro lado, desde a versão Base o Bronco Sport já tem os sistemas ativos de segurança, incluindo pré-colisão e frenagem autônoma de emergência. E quem não faz questão de um híbrido poderia facilmente preferir o 2.0 turbo do Ford com seus 26 cv a mais.

 

Honda CR-V

Motor: 1.5 turbo quatro-cilindros, 190 cv, 24,5 kgfm
Câmbio: CVT com sete marchas simuladas
Tração: integral
Dimensões: 4,59 m de comprimento, 1,85 m de largura e 2,66 m de entre-eixos

Vendido na versão única Touring, o Honda CR-V recebeu um aumento de R$ 10.000 em seu preço há alguns dias, chegando aos R$ 204.990. No Brasil lhe falta a opção de sete lugares, que estreou nesta geração e está disponível em outros mercados.

Não há opcionais, mas seus equipamentos de série são interessantes: iluminação full-LED, bancos de couro, head-up display, bancos dianteiros com ajustes elétricos, banco do motorista com memória, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, central multimídia de sete polegadas com Apple CarPlay e Android Auto, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, porta-malas com abertura automática, seis airbags, hill-holder, assistente de ponto cego, assistente de frenagem, e monitoramento de pressão dos pneus. Para se ter ideia, sobre o Bronco Sport Big Bend ele traz como vantagem o couro dos bancos e os ajustes elétricos para o banco do passageiro (manuais no Ford), mas o Bronco Sport Outer Banks já traz recursos como volante e bancos aquecidos de série – além da central multimídia com tela maior em qualquer versão.

 

Kia Sorento

Motor: 2.4 quatro-cilindros, 172 cv, 22,5 kgfm
Câmbio: automático de seis marchas
Tração: dianteira
Dimensões: 4,80 m de comprimento, 1,89 m de largura e 2,78 m de entre-eixos

O Kia Sorento é possivelmente o mais antiquado desta lista mas, para quem precisa de espaço, certamente é uma opção interessante. Disponível desde 2018 com motor 2.4 de 172 cv, ele fica um pouco atrás dos rivais em força mas destaca-se por ter sete lugares e o segundo maior entre-eixos entre todos os concorrentes citados – ele é 42 cm mais longo que o Bronco Sport e tem 11 cm a mais de entre-eixos. E também por ser o único que, simbolicamente, custa menos de R$ 200.000. Mais precisamente, R$ 199.990.

De série ele vem com ar-condicionado de duas zonas, ajustes manuais para os bancos dianteiros, partida sem chave, abertura das portas à distância, saídas de ventilação para a terceira fileira de bancos, sistema de som com quatro alto-falantes e dois tweeters, faróis de LED, seis airbags, central multimídia com tela de 7 polegadas e integração com iOS e Android, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e hill-holder. É um pacote que mesmo o Bronco Sport Big Bend não teria dificuldades em enfrentar, mesmo sem os bancos de couro (que, de todo modo, dificilmente não será oferecido no Brasil).

Matérias relacionadas

Governo suspende licitação para anel viário em Pernambuco e pode atrapalhar planos da Fiat

Dalmo Hernandes

Honda Civic Type R 2015: o que esperar da próxima geração do hot hatch

Leonardo Contesini

Os carros mais beberrões do Brasil em 2017

Dalmo Hernandes