A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Avaliações Zero a 300

Ford GT: afinal, como anda a nova geração do supercarro?

Em 2005, a Ford trouxe de volta o GT40. Ele não se chamava mais GT40, porém, e sim Ford GT – uma oficina americana registrou o nome e não quis vendê-lo de volta a Ford. De qualquer forma, o carro sequer tinha 40 polegadas de altura como o vencedor das 24 Horas de Le Mans de 1966 a 1969. Mas era um tributo mais do que digno ao lendário bólido anglo-americano, reproduzindo com fidelidade impressionante as linhas de sua carroceria e de seu interior sem, com isto, parecer datado. Foi um grande feito de design. Só que o Ford GT lançado em 2005 e produzido até 2007 era um halo car, um superesportivo com motor V8 supercharged de 558 cv (derivado da picape F-150 SVT Lightning), interior relativamente confortável, um bom sistema de som (opcional), feito para rodar nas ruas. Dez anos depois, em 2015, a Ford anunciou que traria o GT de volta, e o fez junto com o anúncio de Forza Motorsport 6. Foi um escândalo, pois ninguém estava esperando. E

Matérias relacionadas

Uma chegada com 0,000 s de diferença, Renault Kwid zera crash test, Museu da Ferrari na internet e mais!

Leonardo Contesini

Crowdfunding do FlatOut: uma boa notícia… e outra nem tanto

Juliano Barata

Como o Bugatti EB110 deixou de ser um cover do Lamborghini Diablo (sim, isso quase aconteceu)

Dalmo Hernandes