FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ford Maverick é registrada no Brasil em versão “FX4”, o novo Porsche 911 GTS, supostas fotos do carro da Fórmula 1 para 2022 vazam na Internet e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Ford Maverick é registrada no Brasil em versão “FX4”

A Ford praticamente confirmou a chegada da Maverick, sua nova picape intermediária monobloco, ao Brasil em 2022. Agora, evidências concretas dos planos da marca aparecem: a Ford Maverick foi registrada junto ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Intelectual) na versão “FX4”.

A variante não existe nos Estados Unidos, onde a Maverick é vendida nas versões XL, XLT e Lariat, por enquanto. Com isso, ganha força a teoria de que a Ford prepara um “pacote Brasil” para a Maverick, da mesma forma que fez com o Bronco Sport, que é vendido por aqui na variante Wildtrak, exclusiva para nosso mercado.

A Ford já usa o nome FX4 em um pacote especial para a Ranger vendida nos Estados Unidos. Trata-se de um conjunto de equipamentos para uso off-road – amortecedores reforçados, pneus maiores, skid plates para proteger os componentes mecânicos, diferencial central eletrônico e uma tela dedicada no interior para mostrar dados como ângulos de esterçamento e inclinação da carroceria. A Maverick, como produto de apelo mais amplo, deve aproveitar a sigla para denotar uma variante bem equipada e com visual agressivo.

Com isto, temos mais motivos para acreditar que a Ford vai investir na Maverick como produto premium, um degrau acima da Fiat Toro, e dificilmente vai tratá-la como rival direta.

 

Porsche 911 GTS é lançado com motor de 480 cv e parte de R$ 920.000

A Porsche ainda não terminou de mostrar todas as variantes do 911 992. A mais recente delas, lançada mundialmente, é o 911 GTS – que vem para equilibrar a gama, preenchendo o espaço entre o Carrera S e as variantes com pegada de pista que começam na GT3.

Para isto, ele conta com uma versão mais potente do motor boxer 3.0 usado pelo Carrera S, calibrado para entregar 480 cv e 58,1 kgfm de torque – exatos 30 cv e 4,1 kgfm acima do Carrera S. É o bastante para ir de zero a 100 km/h em 3,2 segundos com câmbio PDK (a geração 991.2, que tinha 457 cv, fazia o mesmo em 3,7 segundos). O câmbio manual, também disponível para o GTS, traz um minúsculo prejuízo na aceleração mas compensa com envolvimento ao volante. Vai da preferência do comprador.

O Carrera GTS também conta com alguns elementos emprestados do 911 Turbo – freios e suspensão, sendo que esta última inclui molas auxiliares na traseira e o sistema PASM, que ajusta ativamente a altura da suspensão e pode deixar o carro até 10 mm mais perto do chão.

Como a pegada do GTS é mais próxima daquela de um carro de pista, ele tem visual ligeiramente mais “na cara”, com detalhes escurecidos nos faróis, lanternas e emblemas. No caso do 911 Targa, que também pode ser comprado na variante GTS, o santo-antônio do teto perde o acabamento em alumínio escovado e ganha pintura preta.

O Porsche 911 GTS já pode ser encomendado no Brasil. Confira os preços a seguir:

911 Carrera GTS Coupe – R$ 919.000
911 Carrera GTS Cabriolet – R$ 969.000
911 Carrera 4 GTS Coupe – R$ 959.000
911 Carrera 4 GTS Cabriolet – R$ 1.009.000
911 Targa 4 GTS – R$ 1.009.000

 

Supostas fotos do novo carro de Fórmula 1 para 2022 vazam na Internet

Anteriormente previsto para este ano, o novo carro da Fórmula 1 só será usado a partir de 2022. E agora, pode ser que as primeiras imagens dele tenham sido publicadas na Internet.

Embora sua autenticidade não tenha sido confirmada, as fotos parecem legítimas e mostram um monoposto com linhas mais fluidas, o que vem ao encontro do novo regulamento da Fórmula 1 – uma asa dianteira maior e mais agressiva, enquanto ao longo do carro o que se têm são superfícies limpas, saias laterais largas e uma asa traseira mais baixa e estilizada. Além disso, o projeto do carro trará de volta o efeito solo, o que garantirá downforce extra com geração de menos arrasto.

Com isso, a FIA espera tornar mais fácil para os pilotos se aproximarem do carro da frente, aumentando a ocorrência de disputas roda-a-roda entre os pilotos e, consequentemente, maior entretenimento aos espectadores.

Segundo o Motorsport.com, tudo indica que as imagens publicadas no site LiveGP.it sejam do primeiro carro de demonstração, feito pela FIA no ano passado. Ele deve ser revelado ao público durante o fim de semana do GP da Grã-Bretanha, marcado para o mês que vem em no autódromo de Silverstone.

 

Audi confirma que deixará de produzir carros a combustão em 2033 – com uma exceção

Depois de revelar que seu último motor a combustão será lançado em 2026, a Audi deu mais detalhes de seu plano de transição para os carros elétricos.

Agora, a marca de Ingolstadt tem uma data para tornar-se uma fabricante 100% elétrica: 2033. Até lá, a Audi espera já ter lançado as novas gerações 100% elétricas dos modelos A3, A4, A5 e A6 – que, em um primeiro momento, poderão até conviver com as versões a combustão, mas depois de 2033 serão as únicas opções.

A exceção, de acordo com a Audi, será o mercado chinês – onde a marca acredita que poderá haver demanda por carros a combustão após o deadline. 

Se nos permitem o comentário, o anúncio é um tanto contraditório – afinal, não será uma transição completa. O que a Audi diz é que espera chegar à neutralidade total de emissões até 2050, o que nos leva a crer que, em algum momento entre 2033 e 2050, mesmo os exemplares vendidos na China adotem por completo os motores elétricos.

 

Toyota GR86 pode ganhar versão Lexus

A Toyota apresentou recentemente o GR86, segunda geração de seu esportivo à moda antiga desenvolvido com a Subaru. E agora surgem boatos de que a Lexus, marca de luxo do grupo, terá sua própria versão.

De acordo com o site japonês Spyder7, o carro será o terceiro cupê esportivo da Lexus, e uma opção mais em conta ao Lexus RC, que briga com o BMW Série 4 em preço e porte; e o Lexus LC, que é o topo de linha da marca e está no mesmo nível do BMW Série 8.

Para isto, ele terá o mesmo conjunto mecânico e a mesma carroceria do GR86, porém a dianteira trará a identidade visual da Lexus – que inclui faróis menores e afilados e uma grade gigantesca em formato de “ampulheta”.

Corrobora os rumores um flagra do suposto “Lexus GR86” em testes no Japão, que serviu de base para as projeções do artista Elio Anzora (@jdmcarrenders). Parece uma proposta interessante – e, se for verdade, até imaginamos que há mais possibilidades de o GR86 ser vendido no Brasil como Lexus que como Toyota, já que a marca é mais exclusiva e faria mais sentido do ponto de vista mercadológico.

Pode ser delírio nosso? Pode. Mas que seria legal, seria.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora