FlatOut!
Image default
Zero a 300

Ford tentará vender a Troller, Civic Type R não será híbrido, o fim do Salão de Detroit e mais!


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. Acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

 

Ford tentará vender a Troller até o fim do ano

A notícia do encerramento da produção local da Ford pegou até mesmo seus fornecedores de surpresa. Todos sabiam que a Ford não está em um bom momento no Brasil e no mundo, mas o encerramento repentino da produção brasileira era algo que ninguém esperava. A decisão matou Ka e EcoSport no momento em que foi anunciada, mas com a Troller a história poderá ter um final diferente.

A Ford anunciou que a operação da fábrica dos utilitários em Horizonte/CE, será mantida até o fim deste ano, o que significa que o modelo brasileiro continua em produção por alguns meses. Segundo o pessoal da revista Autoesporte, a Ford decidiu manter a operação cearense ativa porque pretende encontrar um comprador para a marca. Como a Troller é uma iniciativa independente brasileira que acabou comprada pela Ford em 2007, o encerramento de sua produção também mataria a marca.

Ford encerra produção no Brasil – qual o futuro da marca por aqui?

A questão é que a Ford não irá fazer isso porque ela estaria simplesmente jogando fora um ativo importante neste momento de reestruturação. A marca Troller é valorizada pelo público, tem uma base de clientes sólida e um volume de vendas estável desde que foi comprada pela Ford, com uma média de 1.200 unidades vendidas por ano, o que a torna atraente para investidores.

 

Próxima geração do Civic Type R poderá ser a última sem eletricidade

Apesar de o novo Civic ter sido apresentado apenas na forma de conceito, a Honda já está desenvolvendo a nova geração do modelo e sua variação esportiva mais radical, o Type R. Tanto o sedã quanto o hatchback foram flagrados em testes ao longo do ano passado e devem ser lançados ao longo deste ano como modelo 2022.

É certo que a nova geração do Civic ganhará um powertrain híbrido além da manutenção dos motores turbo e aspirado — sua chegada ao Brasil, contudo, é incerta considerando a quase-extinção dos sedãs médios. Quanto ao Type R, ele deverá manter o motor 2.0 turbo da atual geração livre de assistentes elétricos — e será o último de sua espécie a manter esse formato. S

Segundo a Autocar, o comprometimento da Honda em oferecer apenas híbridos ou elétricos na Europa até 2025 deverá fazer do novo Type R não apenas o último Type R puramente movido a gasolina, mas também o último Civic não-eletrificado.

Ainda não se sabe quanta potência o novo Type R terá, espere algo próximo dos atuais 320 cv, mas já sabemos que ele será sutilmente mais longo que o atual e manterá a tração nas rodas dianteiras. Alguns rumores que circularam na imprensa europeia ao longo de 2020 falavam em um Type R híbrido com até 400 cv e tração nas quatro rodas, mas isto, aparentemente, ficará para a geração seguinte ou para um upgrade durante o ciclo desta próxima geração.

 

BMW debocha de seu próprio passado para promover novo iX

A BMW anda mesmo confusa ultimamente e seu mais recente comercial, criado para o Consumer Electronics Show deste ano, é mais uma amostra desta falta de direção da marca. O vídeo mostra uma noite no museu da marca, em Munique, quando o conceito iX (será que este nome é o troco à Hyundai por ter criado a divisão “N” com parte de seu pessoal?) é deixado em frente ao Série 7 E66 e os dois dão início a uma troca de provocações dignas das piores brigas da quinta série.

Sim, os carros têm vozes e se provocam, como se fossem seres vivos — aparentemente a inspiração foi o filme infanto-juvenil “Uma Noite no Museu”. O problema, contudo, não é esse, mas a ideia de mostrar o E66 como um velho que não entende que seu tempo já passou e o iX como um millennial arrogante que pensa ser especial porque é mais novo e tecnológico. A argumentação chega a ser constrangedora quando as qualidades do iX são exaltadas, porque elas são superficiais e genéricas, enquanto tudo o que “deprecia” o velho resmungão é tudo o que fez a BMW ser a marca que é atualmente.

Ainda que seja um filme feito para o CES, a argumentação não convence, porque o público de tecnologia é ainda mais exigente e técnico que o público generalista de automóveis. Não se trata apenas de oferecer internet e mostrar seu carro como um gadget poderoso com voz de assistente pessoal digital, mas de construir uma reputação sólida de bons produtos porque, afinal, os carros ainda precisam rodar bem, ser confortáveis e confiáveis no uso diário.

Não sei exatamente qual o objetivo da BMW com este vídeo, mas ele mostra, mais uma vez, que a marca está dedicada a apagar seu passado em nome das frágeis certezas sobre o futuro.

 

Salão de Detroit muda de nome e de formato após segundo cancelamento

O Salão de Detroit está morto. Ao menos como o conhecemos até 2019. A edição de 2020 acabou cancelada devido à pandemia do coronavírus e remarcado para junho deste ano. Contudo, ainda no ano passado surgiram os primeiros rumores de que o evento seria reformulado nos moldes dos festivais de Goodwood. Agora, os organizadores do Salão de Detroit, oficialmente North American International Auto Show (NAIAS), anunciaram que o evento deste ano será cancelado e será substituído por um novo evento.

Este novo evento será exatamente como os rumores do ano passado mencionavam: um encontro aberto no formato dos festivais de Goodwood, com mais atrações do que um monte de carros parados sob luzes bem posicionadas e modelos atraentes. Como dissemos algumas vezes, o formato dos Salões foi criado no final do século XIX, quando os automóveis ainda eram uma novidade tecnológica. Hoje esse formato funciona para eletrônicos e games, como o CES, a E3 e a Dreamhack, mas já não comove o público não-entusiasta.

O novo evento que substituirá o Salão de Detroit foi batizado Motor Bella, e será realizado em Pontiac, a cerca de 50 km de Detroit, em uma área aberta de 150.000 m² que inclui um circuito de 2,5 km para test drives e demonstrações. O evento também será mais curto, sendo aberto ao público somente entre os dias 23 e 26 de setembro.

 

Corvette C8 chega a Forza Horizon 4 nesta semana

Depois de convencer os entusiastas do mundo real ao longo de 2020, o Corvette C8 finalmente está chegando aos games. Segundo a Chevrolet, o carro será lançado para Forza Horizon 4 no próximo dia 14 (quinta-feira) por meio de um pacote de atualização do game.

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora