FlatOut!
Image default
Notícias

Frentista mata adolescente durante protesto contra aumento da gasolina no Distrito Federal


Com o reajuste dos preços dos combustíveis provocado pela volta da Cide e o aumento do PIS/Cofins, os motoristas vêm organizando uma série de protestos em várias cidades brasileiras.

O protesto geralmente consiste em reunir o maior número possível de carros para que todos sigam juntos a um posto de combustível, abasteçam R$ 0,50 e paguem a conta com cartão — além de exigir a nota fiscal como forma de evitar a sonegação de impostos. A eficácia desse tipo de protesto é discutível, mas até agora a não houve relatos de confusões ou recusa de postos em realizar os abastecimentos da forma proposta pelos protestantes.

Até agora, por que na noite de ontem, quarta-feira (11), um protesto realizado na cidade de Planaltina/DF, acabou com a morte de um adolescente de 15 anos. Ele foi assassinado por um dos frentistas do posto com dois tiros de revólver.

A manifestação foi organizada pelo Facebook e reuniu cerca de 50 carros em um posto da cidade onde a gasolina subiu de R$ 3,19 para R$ 3,45. Como todas as outras manifestações, o ato consistia em solicitar o abastecimento com R$ 0,50 de combustível que seriam pagos com cartão de crédito, mas na hora de abastecer o terceiro carro, onde estava o garoto de 15 anos (provavelmente de carona com um familiar ou amigo), um dos frentistas se irritou e colocou R$ 50 de gasolina no tanque e se negou a abastecer os demais carros e o gerente do estabelecimento foi chamado. Foi quando a confusão começou.

Posto50

Segundo os participantes, o gerente endossou a recusa do frentista, dizendo que era o responsável pelo posto e não tinha a obrigação de abastecer os R$ 0,50 solicitados, mas depois aceitou prosseguir os abastecimentos contanto que os manifestantes pagassem com o dinheiro já trocado.

Enquanto isso um grupo começou a juntar o dinheiro para pagar os R$ 50, mas a discussão entre o frentista e o garoto continuou. Segundo o portal UOL, o frentista chegou a ameaçar matar o garoto, que respondeu com ironia dizendo que daria o endereço de sua casa para que a ameaça fosse cumprida. Minutos depois o frentista sacou um revólver .38 de sua mochila e disparou contra o adolescente. Ele foi atingido por dois tiros e morreu no local.

No mesmo momento havia uma patrulha policial nos arredores do posto. Eles ouviram os tiros e prenderam o frentista em flagrante. O homem de 26 anos não tinha antecedentes criminais e carregava a arma porque se sentia inseguro para trabalhar à noite. Ele foi acusado por homicídio doloso e porte ilegal de arma. O revólver foi apreendido e tinha sua numeração raspada.

 

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como