A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Golf R não será híbrido, Detrans mudam prazos e serviços online, Le Mans adiada para o segundo semestre e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Pode comemorar: VW Golf R não vai ter tecnologia híbrida

Projeção: Autocar

Veja bem: não temos nada contra híbridos, e a ideia de um motor elétrico que dá um reforço na potência e ainda ajuda a economizar combustível é mesmo ótima. Mas seríamos hipócritas se disséssemos que não lamentamos um pouco o fim iminente dos motores a combustão “puros”. E é por isso que ficamos bem satisfeitos ao descobrir o seguinte: o novo Golf R não terá qualquer tipo de tecnologia híbrida.

Foi John Capito, chefe da divisão R da VW, quem confirmou esta informação aos americanos da Motor Trend. E ele foi além: “Não posso falar muito sobre o que colocamos no carro, mas ele tem várias pequenas melhorias. No geral ele é uma máquina para quem gosta de guiar de verdade.” Ele também disse que é uma questão de logística: desenvolver um sistema híbrido para o Golf R não compensa financeiramente, por conta do volume de produção comparativamente melhor em relação às outras versões do hatchback.

Por outro lado, Capito disse que “o Golf R terá outros tipos de tecnologia inesperados” – mas não falou mais nada. E também fez questão de manter outras informações em segredo: potência, torque e a possível adoção de um câmbio manual ainda são um mistério. Sequer a data de lançamento original está de pé: a ideia era revelar o Golf R durante o Goodwood Festival of Speed, no Reino Unido, mas a pandemia de coronavirus pode fazer com que a Volks mude de planos e apresente o carro em uma live pela Internet. Torcemos que ainda seja neste ano. (Dalmo Hernandes)

 

Departamentos de trânsito alteram regras para CNH vencida e serviços

 

Como você deve saber, a pandemia do coronavírus afetou o comércio, a indústria e a prestação de serviços, porém atividades e serviços essenciais precisam continuar de alguma forma. Para atender a população, os Departamentos de Trânsito de todo o Brasil modificaram seus sistemas de atendimento e até determinaram  prazos estendidos para vencimento de documentos e licenças.

Em São Paulo, o fluxo de pessoas nos postos do Poupatempo e nas agências do DetranSP será controlado para reduzir o risco de transmissão do vírus, porém os prazos de vencimento de CNH e outros documentos serão mantidos inalterados. Felizmente, o departamento paulista oferece diversos serviços de renovação simplificada online, que dispensam a ida ao posto de atendimento. No caso da renovação da CNH, por exemplo, é possível agendar o exame médico online, fazer o pagamento pela internet e receber o novo documento pelos Correios — a única etapa presencial é, evidentemente, o exame médico.

No Rio de Janeiro o Detran publicou uma portaria para estender a validade de documentos emitidos pelo próprio Detran-RJ por até 60 dias, desde que tenham vencimento posterior a 17 de março de 2020, data de publicação desta portaria. Além disso, o prazo da vistoria obrigatória para expedição do registro do veiculo em caso de transferência também foi flexibilizado, não gerando penalidade por seu descumprimento.

Em Minas Gerais o Detran irá aumentar a oferta de serviços online, permitindo abertura de processo de habilitação, inclusão de atividade remunerada ou renovação da CNH, além de agendamento de provas de reciclagem e solicitações de habilitação permanente e segunda via de documentos, bem como a alteração de endereço de CNH. (Leo Contesini)

 

24 Horas de Le Mans adiada por causa do coronavírus

Surpreendente? Não. Mas com certeza é lamentável: o Automobile Club de l’Ouest, que organiza as 24 Horas de Le Mans, optou por adiar a corrida para o setembro, três meses depois da data original. Ao menos ainda vai acontecer, a princípio.

Em comunicado oficial, Pierre Fillon, presidente da ACO disse o seguinte:

“Adiar as 24 Horas de Le Mans de 2020, originalmente marcadas para os dias 13 e 14 de junho, é uma solução apropriada em face das circunstâncias excepcionais pelas quais a saúde vem passando hoje. Não preciso dizer que faremos todos os esforços possíveis para garantir a segurança e a qualidade de nossos eventos. Mas hoje a questão e deter a propagação do vírus. Também gostaria de direcionar bons pensamentos a toda a equipe médica que trabalha na proteção de nossa saúde.”

Gérard Neveu, chefe da FIA e da EMEC, disse que o adiamento é uma medida adequada, e que a organização já começou a definir um novo calendário para as demais provas do WEC marcadas para 2020. O que é quase certo é que os adiamentos gerarão um efeito dominó, provavelmente atrasando o início da próxima temporada do campeonato e, consequentemente, a estreia da categoria Hypercars. (Dalmo Hernandes)

 

GM, Ford, Honda, Mercedes e Porsche paralisam produção

A GM, a Ford, a FCA e a Honda anunciaram que irão fechar suas fábricas americanas até o dia 30 de março para limpeza geral, em medida de proteção contra o coronavírus. Nesse período, será negociado com o sindicato dos trabalhadores da indústria automobilística (UAW) quais serão os procedimentos para não interromper a produção de veículos durante a pandemia.

Além das fabricas americanas, a Ford também suspendeu a produção na Alemanha e na Romênia. Até agora somente a unidade de Valência, na Espanha, estava paralisada. Ainda na Europa, a Porsche anunciou a suspensão da produção por duas semanas.

A GM também irá interromper sua produção no Brasil, entrando em férias coletivas entre 30 de março e 12 de abril — período semelhante ao da Volkswagen de Taubaté. A Mercedes-Benz também entrará em férias em suas três unidades (Iracemápolis, Juiz de Fora e São Bernardo do Campo) entre os dias 30 de março e 22 de abril. (Leo Contesini)

 

Fabricantes podem ajudar na produção de equipamento médico

A Ford e a GM anunciaram nesta semana que conversaram com o presidente norte-americano Donald Trump para auxiliar na produção de equipamento médico necessário para tratar os pacientes infectados com o coronavírus.

O tratamento da doença causada pelo vírus, COVID-19, nos casos mais graves em que o pulmão é fortemente afetado, requer o uso de aparelhos de respiração mecânica, que, segundo a GM e a Ford, poderiam ser produzidos pela indústria automobilística. Esse tipo de atuação é relativamente comum na indústria em temos de guerra ou situações excepcionais — como a atual pandemia. Além disso, a GM teve um papel crucial no desenvolvimento da primeira máquina de circulação extracorpórea, fundamental para manter o sangue circulando em cirurgias cardíacas (leia a história aqui).

Atualmente há quase 10.000 casos de COVID-19 nos EUA, dos quais 64 estão em estado crítico. Caso o número aumente, as fabricantes afirmaram já estar prontas para produzir o equipamento.

A medida também foi tomada no Reino Unido, onde Rolls-Royce, Ford e Honda irão produzir esse tipo de equipamento para auxiliar no tratamento da população. (Leo Contesini)

 

Novo Kia Sorento terá tecnologia híbrida e novo motor 2.5 turbo

O Kia Sorento 2021 teve seu visual revelado no mês passado e, enfim, a fabricante decidiu revelar mais alguns de seus dados técnicos.

Já sabíamos que o SUV tem uma plataforma nova e que adotou um visual mais quadrado e imponente. Agora, sabemos que ele utilizará um inédito motor 2.5 turbo com 281 cv e 42,9 kgfm de torque – um motor que provavelmente chegará ao Brasil – acoplado a uma caixa de dupla embreagem e oito marchas. E que também será adotado um conjunto híbrido leve, batizado Smartstream, que consiste em um motor 1.6 turbo com injeção direta, mais um motor elétrico de 60 cv.

No total, serão 230 cv e 35,7 kgfm de torque, moderados por uma caixa automática de seis marchas. Este sistema híbrido utiliza a movimentação do carro e a energia recuperada das frenagens para recarregar a bateria, porém mais adiante a Kia pretende colocar no mercado uma variante híbrida plug-in (ou seja, que pode ser carregada na tomada).

O novo Kia Sorento deveria ser apresentado no Brasil durante o Salão do Automóvel de 2020 – o que não vai acontecer dadas as circunstâncias. Não há previsão oficial de lançamento para o nosso País, mas considerando o timing que a fabricante costuma adotar no Brasil, é provável que vejamos o novo SUV entre as novidades para o primeiro semestre de 2021. (Dalmo Hernandes)

Matérias relacionadas

Jeep registra novo SUV no Brasil, “elétricos não estão prontos”, Lego lança Aston de James Bond (com assento ejetável e metralhadoras) e mais!

Leonardo Contesini

Chevrolet Cruze ganha quatro estrelas no Latin NCAP, Mercedes irá manter CLA Shooting Brake, Hyundai mostra a cara do novo HB20 e mais!

Leonardo Contesini

McLaren Senna Can-Am e LM revelados, Mercedes mostra AMG GT 73 em vídeo, 2020 será “o ano dos elétricos” e mais!