A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Google homenageia aniversário de Ayrton Senna com um Doodle em sua página inicial

Senna nasceu em 21 de março de 1960, e completaria 54 anos se estivesse vivo, como homenagem, o Google deu de presente ao tricampeão um Doodle comemorativo. É a primeira vez que a empresa homenageia um piloto de Fórmula 1. E não pense que o Doodle é exclusivo do Google.com.br — ele começou a aparecer na tarde de ontem na Austrália, Japão e Nova Zelândia (que estão 12 horas à nossa frente) e se espalhou pelas páginas iniciais do Google em todo o mundo à medida em que chegava este dia 21.

Normalmente as celebrações póstumas de um aniversário acontecem ao completar décadas (ou séculos, no caso de personagens históricos), mas desconfio que a celebração de 54 anos se deve ao fato da morte do piloto completar 20 anos em 1º de maio, e é sempre melhor celebrar a vida do que relembrar a morte — especialmente quando ela foi tão trágica e sentida por todo um país.

Não há muito o que dizer sobre Senna que ainda não tenha sido dito, ou repetido exaustivamente. Você verá muito disso nos jornais e nos programas de TV, certamente. Por isso, vamos fazer nossa homenagem com uma pequena seleção de vídeos marcantes da carreira do piloto — e isso inclui os vídeos escolhidos por vocês; basta incorporar o vídeo nos comentários e compartilhar com todo mundo. Vamos nessa?

A primeira equipe de Senna na F1 foi a Toleman, e com ela veio a sua primeira corrida marcante, o GP de Mônaco de 1984. Mas a imagem que fez dele um ídolo nacional foi, sem dúvida, a da inesquecível Lotus preta John Player Special, usada entre 1985 e 1986. 

Antes disso, em seu ano de estréia, o brasileiro já era cercado de expectativas. Um dos preferidos da galera mais fanática é esse vídeo de uma corrida organizada pela Mercedes, com vários pilotos de F1 a bordo de um mesmo modelo, o 190E 2.3 16 Cosworth, e sob chuva. Adivinha quem foi o vencedor?

Em Mônaco, o domínio de Senna era tão absoluto que ainda hoje, vinte anos após sua morte, seu recorde de seis vitórias continua válido. As pole-positions dele no circuito não raramente eram mais de 1 segundo mais rápidas que a de companheiros com o mesmo equipamento. Nesse vídeo onboard, impressionam a sensação de velocidade, a violência das ondulações e o trabalho da mão direita do piloto, num período anterior ao câmbio com acionamento por paddle-shifts.

Tão genial quanto contraditório, Senna também pode ser considerado um dos pilotos mais solidários na preocupação com a segurança na F1. Em 1992, nos treinos de sexta-feira para o GP de Spa-Francochamps, ele viu Eric Comas espatifar seu carro e, ao passar pelo acidente, ouviu o ronco do motor indicando que o pé do francês continuava pressionando o acelerador. Como o próprio Comas explicou mais tarde, Senna correu para desligar o carro e, assim, evitou que ele explodisse com o piloto inconsciente a bordo.

Agora é com vocês, galera. Compartilhe com a gente o vídeo que você considera mais marcante da carreira de Ayrton Senna. A caixa de comentários é toda de vocês.

 

Matérias relacionadas

O Toyota Supra que disputou a última corrida de “Velozes e Furiosos” será leiloado!

Dalmo Hernandes

Drift Stage: o game moderno inspirado em toda a cultura dos anos 80

Dalmo Hernandes

Zokusha: entendendo a cena de carros modificados do Japão

Dalmo Hernandes