A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Avaliações Lançamentos

Grande veneno, pequeno frasco: aceleramos o BMW M2 no autódromo da Capuava

Se você está procurando pelo legítimo sucessor espiritual do widow maker Porsche 930 – o famoso 911 Turbo, aquela arma letal produzida entre 1975 e 1989 –, meu conselho é que você pare de procurar na casa de Zuffenhausen e olhe para 465 km a nordeste dali, mais precisamente na planta alemã de Leipzig, próximo à Polônia. É de lá que estão saindo do forno os BMW M2, carro que a marca quer que você associe ao histórico coupé 2002 Turbo de 1972, o que talvez seja mais preciso historicamente, ainda que com restrições – se você leu nosso texto "lost feeling", você já sabe do que digo. Mas na primeira saída de curva em que você procurar mais fundo o pedal do acelerador sob a programação dinâmica Sport+, que ativa o mapeamento M Dynamic Mode (MDM), ou pior, com todas as assistências desligadas, você vai entender na hora o primeiro parágrafo deste texto. E, ao pesquisar pela quantidade de 1M que já sofreram perda total no Brasil, talvez concorde com a minha associação.

Matérias relacionadas

Cayman GT4 2020 testado: seria este o melhor Porsche da atualidade?

Dalmo Hernandes

O fim da era aspirada: agora todo Porsche 911 será turbo – conheça as novidades

Gustavo Henrique Ruffo

Clio R.S. 16: motor 2.0 turbo e 275 cv no Renault mais rápido de todos os tempos

Dalmo Hernandes