A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

GSi e OPC: a história e a evolução das siglas esportivas da Opel

Estão cada vez mais distantes os anos de ouro da General Motors do Brasil. Os fãs da companhia sabem do que estamos falando: entre 1968 e 2012, a maior parte dos modelos de passeio oferecidos em nosso País pela Chevrolet eram desenvolvidos na Europa, pela Opel, e rebatizados com a marca norte-americana para o público brasileiro. A estratégia deu certo: muitos desses carros foram extremamente bem sucedidos no por aqui – e alguns até se tornaram ícones, como o Opala e o Chevette nos anos 60 e 70, o Monza nos anos 80, e o Omega e o Vectra nos anos 90. Estes dois últimos, na verdade, frequentemente são colocados em listas de "melhores carros já fabricados no Brasil" por seu refinamento em design, construção e acabamento, além da mecânica robusta e confiável – dizia-se que o design do Vectra B, por exemplo, estava anos à frente de seu tempo. Agora, outro fator decisivo para a popularidade dos "Opel" no Brasil, foram as versões esportivas. Depois do Opala SS, que era inspirado nos modelos no

Matérias relacionadas

Como as bicicletas salvaram as estradas e as tornaram melhores para os carros

Leonardo Contesini

Conheça a Elisa que deu seu nome ao Lotus Elise

Dalmo Hernandes

A verdade sobre o Supra de 300 km/h de Smokey Nagata e sua prisão nos anos 90

Dalmo Hernandes