FlatOut!
Image default
Guia de Compra

Guia de compra: Mini John Cooper Works Mk2 (R53/R56)


Inglaterra, 1961. John Cooper havia acabado de conquistar o bicampeonato de construtores da Fórmula 1 e tentava convencer seu amigo Sir Alec Issigonis de que o Mini poderia ser um belo esportivo. O criador do Mini, contudo, não tinha grandes pretensões de transformar seu carro popular em um carro de corridas e até ficou relutante ao ouvir a ideia. Cooper não se deu por vencido. Confiante do potencial do carrinho, procurou os executivos da British Motor Corporation e explicou sua ideia. Deu certo. Os executivos deram o sinal verde. Cooper e Issigonis, agora convencido, começaram os trabalhos. O motor de 850 cm³ ganhou um novo virabrequim para aumentar a cilindrada para 997 cm³, um par de carburadores SU para otimizar o fluxo e a alimentação, e o conjunto passou a trabalhar com um câmbio encurtado. As rodas dianteiras receberam freios a disco e só. Com centro de gravidade baixo, rodas nas extremidades e entre-eixos curto, não foi preciso mais que isso para criar o Mini Cooper e, mais tarde, o