FlatOut!
Image default
Zero a 300

Honda Accord híbrido é lançado no Brasil por R$ 300.000, BMW pode produzir novos modelos no Brasil, Chevrolet Onix voltará a ser vendido em setembro e mais


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco!

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Honda Accord híbrido chega ao Brasil por R$ 300.000

Apresentado no último mês de abril no Brasil, o Honda Accord híbrido enfim começou a ser vendido em nosso País. O sedã de grande porte (para o nosso mercado) está em sua décima geração, e agora se torna o primeiro modelo eletrificado da marca no mercado brasileiro. O lançamento havia sido confirmado em outubro de 2019.

O Accord híbrido traz o sobrenome e:HEV, que se refere ao sistema híbrido utilizado pelo sedã. O motor 2.0 a gasolina de 145 cv e 17,8 kgfm de torque trabalha junto a um motor elétrico de 184 cv e 32,1 kgfm de torque – os números de potência e torque combinados não foram divulgados. Há também um segundo motor elétrico, que atua como gerador de energia para a bateria. Esta tem capacidade de 1,3 kWh, e ajuda o Accord e:HEV a rodar até 17,6 km por litro na cidade e 17,1 km por litro em rodovias.

O segredo está nos três modos de condução: EV Drive (totalmente elétrico), Hybrid Drive (elétrico e a combustão) e Engine Drive. No modo Engine Drive, o motor a combustão é usado para mover o carro através de uma embreagem hidráulica com uma única relação, que a Honda chama de e-CVT – e é ligado ao motor elétrico gerador. Esse modo é voltado a rodovias, e a transmissão atua como um overdrive para reduzir o consumo de combustível e gerar energia para carregar a bateria.

Além do complexo sistema híbrido, o Accord e:HEV já chega reestilizado com para-choques, grade e faróis de neblina novos. Ele é equipado com cruise control adaptativo, frenagem automática de emergência, alerta de saída de faixa, central multimídia com conexão Apple CarPlay e Android Auto e carregador de celular por indução. Custa R$ 299.900 e já pode ser encomendado nas concessionárias.

 

BMW pode produzir novos modelos no Brasil

 

Uma boa notícia aos preocupados com a indústria automobilística brasileira: a BMW considera a possibilidade de produzir novos modelos em sua fábrica em Araquari (SC). Atualmente, do complexo inaugurado em 2014 saem quatro modelos – o sedã Série 3 e os SUVs X1, X3 e X4.

O CEO da BMW na América Latina, Alexander Wehr, foi quem confirmou as intenções da marca à imprensa. “Temos linhas muito flexíveis, começamos a fazer elétricos em apenas uma fábrica em Leipzig e hoje já expandimos para outros lugares na Alemanha e outros países como China e México. Podemos fazer no Brasil também assim que houver demanda”, declarou o executivo.

A declaração é motivada pelo recente crescimento o market share da BMW no Brasil. Em 2020, o segmento premium foi liderado pela marca bávara – que abocanhou mais de 30% das vendas. E, em 2021, espera-se um crescimento superior a 30% em relação ao ano passado.

Vale lembrar que a fábrica da BMW em Araquari tem capacidade para produzir 36.000 carros por ano, mas até agora tem usado apenas uma fração disso – os quatro modelos fabricados somaram 4.600 exemplares em 2020 e, de janeiro a julho de 2021, já acumularam 5,6 mil. Ou seja, ainda há uma margem gigantesca para aumentar a produção – que, adianta Wehr, deve concentrar-se em híbridos e elétricos.

 

Chevrolet Onix terá produção retomada na semana que vem e voltará às lojas em setembro

Ex-líder do mercado brasileiro, o Chevrolet Onix voltará a ser vendido no Brasil mês que vem. Já faz cinco meses que o carro deixou de ser fabricado por conta da falta de semicondutores, mas agora a fabricante comunica que a produção será retomada na próxima segunda-feira, 16 de agosto, na planta de Gravataí (RS).

A princípio, a linha de produção operará em regime reduzido, com apenas um turno. As primeiras unidades começarão a chegar às concessionárias em setembro. A Chevrolet diz que tanto o Onix hatchback quanto o sedã Onix Plus voltarão ao mercado com as mesmas versões e equipamentos de antes da paralisação, incluindo os motores 1.0 com câmbio manual de seis marchas, 1.0 turbo com câmbio manual de seis marchas, e 1.0 turbo com câmbio automático, nas versões RS, Midnight e Premier.

Além da fábrica em Gravataí, as unidades de Joinville (SC), onde são fabricados motores; e de São Caetano do Sul (SP) também estão paradas. A fábrica em Santa Catarina também retomará as atividades em 16 de agosto, enquanto a previsão é que a linha do ABC paulista volte a funcionar no dia 26.

 

GTA III, Vice City e San Andreas devem ganhar versões remasterizadas ainda em 2021

 

Quem sente saudades dos GTA clássicos pode ter boas notícias em breve. De acordo com o site Kotaku, a Rockstar Games deve lançar versões remasterizadas de Grand Theft Auto IIIGrand Theft Auto Vice CityGrand Theft Auto San Andreas para todas as plataformas – XBox One, XBox Series X e S, PS5, PS5, Nintendo Switch, Google Stadia, PC e smartphones ainda em 2021.

Já é possível jogar as versões originais dos três títulos em sistemas modernos, porém sem qualquer alteração em relação aos originais da época. Segundo o site americano, a trilogia remasterizada utilizará a Unreal Engine e trará “uma mistura de gráficos antigos e novos”, com interface atualizada (sem perder a essência dos originais) e jogabilidade “a mais próxima possível” da época do PS2.

 

Segundo as fontes do Kotaku, a remasterização dos títulos está a cargo da Rockstar Dundee, divisão escocesa da Rockstar Games. E eles também dizem que provavelmente o foco maior está nas versões para consoles domésticos, deixando as versões para PC e celular para um segundo momento.

 

Honda NSX Type S: última versão do supercarro é revelada com 608 cv

O fim de uma era está próximo: a Honda apresentou ontem o NSX Type S, última variante do supercarro híbrido, que terá 350 unidades produzidas – sendo 300 para os Estados Unidos (onde ele é vendido como Acura NSX) e o restante para outros mercados. No Japão, serão 30 as unidades vendidas.

Trata-se do NSX mais potente de todos os tempos: o motor V6 biturbo auxiliado por três motores elétricos entrega agora 608 cv e 68 kgfm de torque – um aumento de 27 cv e 2,2 kgfm em relação ao NSX “normal”. Que não existirá mais: todo NSX 2022 será um Type S.

Para ganhar mais força, o motor recebeu novos turbos emprestados do NSX GT3 e novos coletores, além de um reajuste na ECU. A grade dianteira foi aumentada para melhorar o fluxo de ar, e novos dutos nas entradas laterais cumprem a mesma função. Além disso, os intercoolers têm maior capacidade, e até mesmo as baterias do sistema híbrido foram trocadas por unidades com capacidade maior. O câmbio é o mesmo, de dupla embreagem e nove marchas.

O carro também recebeu teto de fibra de carbono, um novo splitter frontal, saias laterais redesenhadas, spoiler taseiro novo e difusor inspirado na GT3. Foram realizados ajustes na suspensão, que ficou mais firme, e a transmissão foi recalibrada para trocas mais rápidas – incluindo um sistema chamado Rapid Downshift, que reduz automaticamente para a marcha mais baixa possível ao segurar a aleta por meio segundo.  Além disso, os pneus Pirelli P-Zero foram projetados especificamente para o NSX Type S.

A Honda diz que o carro ficou dois segundos mais rápido em uma volta no circuito de Suzuka em comparação ao NSX normal. E ainda é possível deixá-lo mais leve com o “Lightweight Package”, que acrescenta freios de carbono-cerâmica, uma cobertura de fibra de carbono para o motor e acabamentos internos no mesmo material – o que ajuda a economizar 26 kg.

 

Honda e Acura anunciuam a volta do Integra

Acura today announced the return of the Integra during its annual appearance at Monterey Car Week. The legendary nameplate, one of two models in the original product lineup when Acura launched on March 27, 1986, will rejoin the performance brand’s product portfolio as a new compact premium entrant next year.

Fãs de Gran Turismo e de esportivos japoneses em geral lembram com carinho do Honda Integra (Acura Integra nos EUA), cupê esportivo que, como o próprio Honda Civic, provou que nem sempre a tração dianteira é “nas rodas erradas”. Com motor girador, dinâmica afiada e visual receptivo a modificações, o Integra virou um dos favoritos dos tuners, mas também tem apelo quando totalmente original. E agora, 15 anos depois de o Integra sair de linha, a Honda anuncia seu retorno.

A volta do Integra foi revelada durante o evento de lançamento do Acura NSX Type S nos EUA. A nova geração, que será a quinta, deverá a princípio ser vendida apenas no mercado americano como Acura Integra.

Não foram fornecidos detalhes, mas a expectativa é que o Acura Integra ocupe o posto do Honda Civic Si cupê nos Estados Unidos, já que uma próxima geração deste último ainda não está garantida.

Logo após a revelação surpresa, a Acura postou no Instagram um teaser que mostra o desenho dos faróis – horizontal e afilado, como no Integra clássico de terceira geração. E também diz que a estreia está marcada para o segundo trimestre de 2022.

Embora não tenha divulgado detalhes sobre o carro, a Acura garante que ele “vai fazer jus ao hype”. Parece que eles sabem o que têm em mãos, e torcemos para que seja mesmo um belo cupê esportivo.

 

Bentley Flying Spur Mulliner, versão mais luxuosa do sedã, é revelado

A Bentley revelou nesta semana o Flying Spur Mulliner, versão ainda mais luxuosa de seu sedã de topo. Feito pela divisão da Bentley que cuida de seus modelos mais sofisticados, o Flying Spur Mulliner recebeu uma série de elementos estéticos exclusivos.

Na dianteira, a grade do radiador traz o padrão em diamantes mais elaborado, acabamento cromado nas entradas de ar inferiores e o ornamento de capô “Flying B” iluminado com retração automática. As saídas de ar dos para-lamas dianteiros têm o emblema Mulliner.

O interior do Bentley Flying Spur Mulliner tem oito opções de acabamento, cada uma com três tons de revestimento – Ascot, com couro azul e caramelo com canaletas brancas; Flair, com couro “Hotspur” e “Beluga”; e Sirius, com couro “Brunel” e detalhes em prata.

As rodas são de 22 polegadas – gigantescas – com acabamento polido e detalhes em cinza. E elas trazem as calotinhas autonivelantes que deixam a letra “B” sempre na posição correta.

A Bentley ressalta que o Flying Spur Mulliner é o primeiro modelo da grife com powertrain híbrido, sendo que há três opções para a parte a combustão: um V6 biturbo de 2,9 litros (544 cv), um V8 biturbo de quatro litros (550 cv) e o W12 biturbo de seis litros (634 cv). Em todos os casos o câmbio é de dupla embreagem e oito marchas.

 

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora