A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Honda Civic Si é flagrado na versão sedã, Hennessey VelociRaptor ganha potência de Ford GT, os carros mais vendidos em fevereiro e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Novo Civic Si é flagrado em versão sedã

Civic_Si_Sedan_011

Enquanto o novo Civic Type R está próximo de seu lançamento, a versão Si ainda está em fase de desenvolvimento pela Honda. Já vimos o modelo cupê em testes no início de 2016, e em novembro ele foi apresentado na forma de protótipo. Agora, quem deu as caras foi a versão sedã do Si, que acabou fotografada durante testes.

 

Civic_Si_Sedan_005

A camuflagem tenta ocultar os para-choques, mas não consegue disfarçar as formas mais pronunciadas das tomadas de ar da versão esportiva. Na traseira também é possível ver a saída de escape centralizada, presente nos conceitos e protótipos das versões esportivas do Civic. Isso tudo, claro, além do spoiler traseiro espetado no sedã — bem menor que no cupê.

Civic_Si_Sedan_012

 

Sob o capô, assim como o cupê, ele terá uma versão anabolizada do 1.5 turbo L15B7, já usada no Civic Touring oferecido no Brasil. A Honda ainda não entrou em detalhes de potência e desempenho mas, apesar do motor menor que o esperado, a marca disse que ele será o Civic Si mais potente já feito, o que significa que o motor 1.5 turbo terá ao menos 207 cv nesta nova geração. O Civic Si deverá ser lançado no Salão de Nova York, em abril deste ano.

 

Nova Hennessey VelociRaptor chega perto do Ford GT em potência

2017-Hennessey-VelociRaptor-600-Moving

John Hennessey realmente não sabe brincar. Além de criar um dos carros mais rápidos do planeta (o Venom GT), ele também costuma extrair níveis obscenos de potência de carros naturalmente rápidos e potentes. Veja por exemplo a nova geração da VelociRaptor 600: o texano pegou o V6 biturbo de 456 cv e 70,4 mkgf, deu a ele um pouco mais de ar, um pouco mais de pressão e extraiu 157 cv a mais do motor EcoBoost, colocando a picape em um patamar de potência próximo dos 647 cv do novo Ford GT.

2017-Hennessey-VelociRaptor-600-Engine

Para chegar aos 613 cv a Hennessey otimizou o fluxo de ar do motor usando uma admissão menos restritiva e turbocompressores maiores. Depois, antes de entrar no motor, o ar passa por um sistema de intercooler ar/ar. A Hennessey também instalou um novo sistema de escape menos restritivo e reprogramou a ECU do motor para que os turbos atinjam uma pressão de trabalho mais elevada. O câmbio continua o mesmo automático de 10 marchas, compartilhado com a Chevrolet e presente no Camaro ZL1.

2017-Hennessey-VelociRaptor-600-Side-

Com este novo conjunto a picape de 2.500 kg agora é capaz de chegar aos 100 km/h em 4,2 segundos. Como comparação isso é quase um segundo mais rápido que a antiga VelociRaptor 800 feita por Hennessey em 2010 com um V8 biturbo de 800 cv. Imagine como esse negócio vai acelerar no deserto com o modo Baja ativado.

 

Aliás, falando em off-road, a Hennessey também irá oferecer um kit off-roader para a VelociRaptor. Ele consiste de para-choques mais parrudos, luzes auxiliares de LED (uma barra integrada ao para-choque) e pneus Toyo de 35 polegadas em rodas de 20 polegadas. Como a F-150 Raptor custa US$ 48.860 nos EUA e o upgrade mecânico custa US$ 22.500, isso significa que para ter uma das 100 VelociRaptor 600 que Hennessey planeja construir, será preciso desembolsar ao menos US$ 71.360. O kit off-roader sai por mais US$ 12.995, levando o preço a US$ 84.355.

 

Os carros mais vendidos de fevereiro

chevrolet_onix_18_1

Com 132.405 unidades emplacadas o mês de fevereiro registrou um dos piores desempenhos do mercado nos últimos anos. Embora o número seja proporcional a janeiro, se comparado a fevereiro de 2016 o desempenho deste último mês é 6,8% menor.

A liderança continua ocupada pelo Chevrolet Onix, que tem tudo para se tornar o segundo Chevrolet a liderar o mercado por três anos seguidos. Em fevereiro o hatchback emplacou 11.980 exemplares, superando o vice-colocado Hyundai HB20 por 5.459 unidades — foram emplacados 6.521 HB20 em fevereiro. O Ford Ka subiu ligeiramente para 5.765 e conquistou o terceiro lugar em fevereiro. Note que a soma de HB20 e Ka resultam em apenas 306 exemplares a mais que o Onix. No quarto lugar veio o Volkswagen Gol com 4.564 unidades, seguido de perto pelo Renault Sandero com 4.181 unidades.

Nas três posições seguintes uma incomum sequência de modelos de categorias superiores: o Honda HR-V aparece em sexto, com 3.594 unidades, seguido pelo Fiat Toro, com 3.582 e pelo Toyota Corolla, com 3.469 unidades. O top ten é completado pelo Chevrolet Prisma, com 3.368 exemplares e pela picape Fiat Strada, com 3.289.

 

Nova Nissan Frontier irá custar R$ 166.700

salao-sao-paulo-flatout-nissan-5

Depois de deixar escapar o preço da nova Frontier em seu site oficial, a Nissan divulgou todos os detalhes do lançamento da nova geração da picape no Brasil. O modelo será trazido inicialmente do México, somente na versão topo-de-linha, equipada com o motor 2.3 turbodiesel de 190 cv e câmbio automático de sete marchas, que custará R$ 166.700.

A nova geração da Nissan Frontier compartilha a plataforma com a Renault Alaskan e a Mercedes-Benz Classe X. Por isso, a intenção da fabricante japonesa é abastecer o mercado brasileiro com os modelos produzidos na Argentina. Como a produção ainda não iniciou no país vizinho, a fabricante optou por trazê-la inicialmente do México somente em sua versão LE, que ocupa o topo da linha — uma estratégia semelhante à adotada com o crossover Kicks.

Além do novo motor 2.3 turbodiesel no lugar do 2.5 que equipa a geração anterior, a nova Frontier terá ar-condicionado digital de duas zonas, revestimento de couro nos bancos, sensor crepuscular, sensor de estacionamento traseiro, sistema de chave presencial, e controles de tração, estabilidade e de declives.

Hyundai Creta supera Ford EcoSport em vendas

salao-sao-paulo-flatout-hyundai-20

Apesar de ter sido apresentado ao público no Salão do Automóvel em novembro de 2016, o Hyundai Creta chegou ao mercado somente há pouco mais de seis semanas. Nesse tempo, ele já mostrou que tem potencial para roubar a cena no segmento dos SUVs/crossovers compactos. Mesmo partindo de R$ 86.000, ele já desbancou o Ford EcoSport no ranking de emplacamentos da Fenabrave (a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), ocupando a quarta posição de seu segmento em fevereiro.

Nos 28 dias do mês, o Creta vendeu 2.331 unidades, diante de 1.734 do Ecosport, agora quinto colocado no ranking. Somando as vendas nos últimos dias de janeiro, o Creta chega a 3.513 emplacamentos, enquanto o EcoSport tem 118 unidades a menos, mesmo com duas semanas de vantagem.

 

Matérias relacionadas

Porsche 911 GT3 Touring Pack e Audi R8 RWS: os supercarros puristas estão de volta?

Dalmo Hernandes

Corvette ganha versão Yenko/SC de 800 cv, novos carros de F1 são até 40 km/h mais rápidos nas curvas, Mercedes pode ter mostrado hipercarro “sem querer” e mais!

Leonardo Contesini

Porsche 911 RS 3.5 Red Evolution: 940 kg de pura selvageria e um motor aspirado de 365 cv!

Dalmo Hernandes