FlatOut!
Image default
Zero a 300

Hondas viajam no tempo // Dodge Challenger ultrapassa Mustang // a pintura que muda de cor da BMW e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Hondas voltaram a 2002 no ano novo

Há pouco mais de 20 anos, todo mundo se perguntava sobre o bug do milênio, uma falha geral nos sistemas computadorizados que iria ser causado quando o ano 1999 virasse 2000. Alguns ajustes tiveram que ser feitos, mas no fim, o tal bug perigosíssimo não afetou praticamente ninguém.

Agora, o site Jalopnik informa que uma série de carros da Honda voltaram para o ano 2002 neste ano novo. O problema ocorre em modelos Honda e Acura, de 2004 até 2012. O problema é generalizado, atingindo um grande número de carros não apenas nos Estados Unidos, mas também no Canadá e até mesmo no Reino Unido.

Perguntada sobre o problema pelo site, disse a Honda: “A American Honda está ciente de uma possível preocupação relacionada ao visor do relógio em alguns modelos mais antigos da Acura e Honda equipados com sistemas de navegação. No momento, estamos investigando esse problema para determinar possíveis contramedidas e não temos detalhes adicionais para compartilhar no momento.”

Já para membros do fórum dos donos de CR-V, a Honda respondeu: “Encaminhamos o problema para nossa equipe de engenharia e eles nos informaram que você enfrentará o problema de janeiro de 2022 a agosto de 2022 e, em seguida, será corrigido automaticamente. Tenha certeza de que continuaremos monitorando isso e avisaremos se uma correção estiver disponível antes dessa data.”

O problema não parece ser grave: afeta apenas o sistema de navegação. Mas não deixa de ser curioso, mais este caso de fantasmas escondidos dentro das milhares de linhas de código que fazem o carro moderno, impossíveis de serem detectados ou expelidos. O site especula uma confusão relacionada ao sistema de datas dos satélites de GPS, que já teriam feito a mesma coisa em 2017, nos carros da marca. Mas certamente é um problema estranho, que parece sobrenatural. Eu, ein… Só falta aparecer o ano 666! (MAO)

 

Mustang perde liderança de vendas nos EUA.

Aqui no Brasil o Mustang é um sucesso frente a seu único competidor, o Chevrolet Camaro. Muito pela novidade: veio oficialmente agora, e o Camaro é notícia velha há anos já. Mas no seu país de origem as coisas não vão tão bem assim: depois de muito tempo liderando as vendas de Pony-Cars, em 2021 o Mustang perdeu a liderança para… o Dodge Challenger! Sim, um carro já com 14 anos de idade.

A Dodge reporta 54.314 vendas de Challenger em 2021, um aumento de 3% em relação a 2020. Enquanto isso, as vendas do Mustang caíram 14,2%, chegando a 52.414, oficialmente tornando 2021 o pior ano de vendas na história de 56 anos do carro. Antes disso, 2020 foi o pior ano, seguido de perto por 2009. Quanto ao Chevrolet Camaro, sua queda livre desenfreada continua, com apenas 21.893 vendidos no ano passado. Isso é uma queda de 26,5%. Se somarmos as vendas do SUV elétrico Mach-E as coisas mudariam, mas nem a Ford faz isso.

Pode-se apontar para a escassez global de semicondutores como uma razão potencial para o declínio do Mustang em 2021, mas as vendas do Mustang estão em declínio desde 2016. Quanto ao Challenger, talvez o ocasional aparecimento de novos pacotes e acabamentos como o Jailbreak e outros, seja o suficiente para mantê-lo atualizado aos olhos dos compradores. De qualquer forma, o Dodge Challenger é agora o rei das vendas entre os Pony-cars na América do Norte. O rei está morto; vida longa ao rei! (MAO)

 

Este é a Chevrolet Silverado EV 2024

A GM pode não inovar ou lançar moda; mas tecnicamente continua um gigante, sempre criando veículos que superam a concorrência quando analisados à luz dos dados. A história mostra que isso não tem sido bom para empresa; os inovadores criam imagens que número nenhum pode destruir depois.

Mas talvez seja diferente no caso do Chevrolet Silverado EV 2024. Ele não é a primeira picape eletrificada a aparecer. Não é nem a primeira a vir da General Motors, vide o novo Hummer. Mas pelos dados de desempenho, pode ser a mais significativa de todos eles. E olhando além dos números, ela vem com todos os tipos de recursos inteligentes que os fãs deste tipo de veículo devem adorar. E ainda por cima não é um carro feio!

A Chevrolet estima uma autonomia de 640 km com uma única carga, graças à maior bateria Ultium criada até agora. Dois motores dão tração nas quatro rodas e até 664 cv, e 108 mkgf de torque. Ative o modo “Wide Open Watts” e a picape atingirá 96 km/h em menos de 4,5 segundos. O carregamento rápido DC a 350 kW recuperará 160 km de autonomia em 10 minutos. Pode rebocar 4500 kg ou carregar quase 600kg na caçamba. Números que fazem bonito na categoria.

Mesmo o carro básico WT (work truck) não piora quase nada. Por exemplo, você ainda pode obter a autonomia de 640 km opcionalmente, bem como a capacidade de carga rápida, nesta versão básica. A potência é reduzida, mas 510 cv ainda é mais que suficiente, vamos combinar. Mas o mais interessante está realmente na versão de topo RST: a picape de cabine dupla oferece uma caçamba configurável com algo chamado Multi-Flex Midgate, parecidíssimo com o que foi oferecido na antiga Avalanche. Mas o nome Avalanche não é lembrado nenhuma vez neste lançamento, sabe-se lá o motivo.

O Silverado EV WT vai chegar na primavera de 2023, com o RST seguindo no outono. O RST deverá custar US $ 105.000, e o WT, US $ 41.595, embora a Chevrolet não especifique se isso inclui a bateria de alcance de 640 km. A Chevrolet, como sempre, fez o seu dever de casa. (MAO)

 

BMW apresenta envelopamento que muda de cor a um toque de botão

Quem precisa trocar o envelopamento para mudar a cor do carro quando se tem a tecnologia? A BMW apresentou nesta semana durante a Consumer Electronics Show (a CES) uma pintura eletroforética, que muda de cor ao receber uma carga elétrica.

A tecnologia, na verdade, não é novidade. Os e-papers dos leitores de livros digitais usam exatamente esta tecnologia, podendo alternar entre preto e cinza, que são as cores que o BMW pode adotar ao toque do botão. Para fazer a “pintura” que muda de cor, a BMW aplicou centenas de segmentos de e-paper ao seu SUV elétrico iX M60, modelados de acordo com as linhas da carroceria para que o efeito de mudança de cor fosse obtido de forma harmônica e contínua.

O ponto positivo desta “pintura” (ou seria envelopamento?) com e-paper é que a carga elétrica não precisa ser contínua. Um pulso basta para alterar a cor e mantê-la ativada.

Infelizmente a BMW não parece disposta a oferecer este revestimento para seus carros em um futuro próximo. Segundo a marca, a pintura é apenas um projeto de pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias. Seria interessante poder acender o carro para encontrá-lo no estacionamento ou então mandar mensagens pela carroceria para os motoristas na estrada, não? (Leo Contesini)

 

Lotse lança divisão de personalização de volantes

A fabricante brasileira de volantes Lotse, está lançando uma divisão de customização, redesign de empunhaduras e aplicação de materiais especiais a volantes, além de volantes especiais baseados nos modelos originais dos carros, a Lotse Concept Design.

Os primeiros modelos oferecidos são o volante para o Civic Si 2007/2012, para Volkswagen Up e linha Polo, e para o Subaru Impreza “Shark” 2007/2014, além de serviços de customização para os volantes originais. Para mais informações sobre o serviço, visite o instagram da Lotse Concept Design (link). (Leo Contesini)

 

França obriga publicidade de carros a mencionar caminhada e ciclismo

A partir de março deste ano a publicidade automobilística na França não terá mais foco apenas nos carros, mas também em outras formas de transporte. Uma lei aprovada recentemente, exige que os fabricantes divulguem meios de transporte alternativos para ajudar o país a reduzir as emissões e a poluição.

Não será uma campanha como a mais recente da Volvo, que tem enfoque nos ciclistas em vez do carro, mas será algo como as campanhas brasileiras e a publicidade de cigarro, com mensagens obrigatórias em algum local da peça publicitária. Para isso, o fabricante terá de escolher um dos três slogans oficiais: “Considere pegar/dar carona”, “Para a rotina diária use o transporte público” ou “Para viagens curtas, prefira caminhar ou pedalar”.

A lei exige as mensagens em peças de TV, impressos, rádio e internet, e já tem até uma hashtag oficial #SeDeplacerMoinsPolluer (“Mexa-se e Polua Menos” — só falou um “seu verme desprezível” no final). O não-cumprimento da nova lei pode resultar em uma multa de € 50.000. (Leo Contesini)


Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$ 26,90 / mês

ou

Ganhe R$ 53,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. Acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

R$ 14,90 / mês

ou

Ganhe R$ 29,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.