A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Il Commendatore: a trajetória de Enzo Ferrari, dos Grand Prix aos carros mais rápidos do mundo – Parte 3

Nos primeiros dois posts desta série, contamos como foram os primeiros anos da vida de Enzo Ferrari e falamos sobre sua estreia no automobilismo, além de contar como foi sua saída da Alfa Romeo e a fundação da Ferrari. Agora, nesta terceira parte, vamos mergulhar um pouco mais fundo em sua trajetória com a marca que leva seu sobrenome. Depois de sair da Alfa Romeo e fundar a Auto Avio Construzioni, foi questão de tempo até Enzo começar a usar seu próprio sobrenome para construir carros de corrida, algo que sempre quis fazer. Carros de rua... nem tanto. Ele os encarava como um mal necessário – no caso, para financiar a Scuderia Ferrari, que estava prestes a entrar de cabeça na mais nova categoria automobilística da época, a Fórmula 1. A própria Ferrari 125S, de 1947, ganhou uma versão monoposto para competir nos Grand Prix da época: a 125 F1, que usava o mesmo V12 de 1,5 litro com comando nos cabeçotes, porém equipado com um com

Matérias relacionadas

Este motor V8 de papel que cabe na palma da mão funciona (e até ronca) de verdade!

Dalmo Hernandes

Rosemeyer e Caracciola: os 80 anos do maior recorde da história do automobilismo – e seu final trágico

Leonardo Contesini

Volvo 1800ES: a belíssima perua com traseira de vidro que deu origem ao C30

Dalmo Hernandes