A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Il Commendatore: a trajetória de Enzo Ferrari, dos Grand Prix aos carros mais rápidos do mundo – Parte 3

Nos primeiros dois posts desta série, contamos como foram os primeiros anos da vida de Enzo Ferrari e falamos sobre sua estreia no automobilismo, além de contar como foi sua saída da Alfa Romeo e a fundação da Ferrari. Agora, nesta terceira parte, vamos mergulhar um pouco mais fundo em sua trajetória com a marca que leva seu sobrenome. Depois de sair da Alfa Romeo e fundar a Auto Avio Construzioni, foi questão de tempo até Enzo começar a usar seu próprio sobrenome para construir carros de corrida, algo que sempre quis fazer. Carros de rua... nem tanto. Ele os encarava como um mal necessário – no caso, para financiar a Scuderia Ferrari, que estava prestes a entrar de cabeça na mais nova categoria automobilística da época, a Fórmula 1. A própria Ferrari 125S, de 1947, ganhou uma versão monoposto para competir nos Grand Prix da época: a 125 F1, que usava o mesmo V12 de 1,5 litro com comando nos cabeçotes, porém equipado com um com

Matérias relacionadas

Depois de um acidente impressionante, pilotos solidários ajudam uns aos outros

Dalmo Hernandes

Flat-4: a história dos Porsche com motores de quatro cilindros

Leonardo Contesini

Bandeiras, bolas de golfe e excrementos: tudo o que a humanidade já deixou na Lua

Dalmo Hernandes