A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Inspeção veicular em todo o Brasil até 2019, Maserati pode voltar à F1, Tesla roubando clientes Porsche e mais!

Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

 

Inspeção veicular será obrigatória em todo o país até o final de 2019

vistoria-detran-ba-40-800x500_c-1-680x380

O Contran publicou nesta sexta-feira (8) a regulamentação do programa de inspeção técnica veicular previsto no Código de Trânsito Brasileiro desde 1998. O objetivo é verificar as condições de segurança e controles de emissões dos veículos em circulação. O prazo-limite para a implementação da inspeção é 31 de dezembro de 2019.

Segundo a regulamentação, a inspeção será obrigatória para todos os veículos com mais de três anos, ou veículos com até três anos sem modificações e sem envolvimento em acidentes com grande ou média monta (danos). A periodicidade será de cada dois anos, e a aprovação será condicional para o licenciamento do carro. Os veículos com placa preta estão isentos.

A regulamentação não especificou o que caracteriza um veículo com modificações e não estabeleceu os preços da vistoria, mas determinou que cada um dos 27 Detrans do país terá que apresentar um cronograma de implementação da inspeção até 1º de julho de 2018. A vistoria deverá estar operando em todos os estados e no DF até 31 de dezembro de 2018, e será feita pelo próprio Detran ou por empresas credenciadas, o que sugere um modelo semelhante ao de países como a Inglaterra e Japão, no qual oficinas particulares podem obter o credenciamento para oferecer o serviço.

Os critérios de reprovação são “defeito muito grave” em qualquer ponto do veículo, “defeito grave” dos freios,  pneus, rodas e equipamentos obrigatórios, nível de emissões acima do permitido e nível de ruído acima do permitido. O que é um defeito grave ou muito grave? Bem… aparentemente a resolução esqueceu de definir o critério de classificação, pois não consta no documento nenhuma explicação. Os carros reprovados estarão isentos da re-inspeção pós-correção.

Fiat anuncia recall de todas as unidades do Argo

fiat_argo_hgt_opening_edition_mopar_51

Não foi somente o Kwid que teve problemas com todas as suas unidades produzidas. A Fiat acaba de anunciar praticamente todas as unidades produzidas do Argo desde maio. O problema? o chicote elétrico do volante pode ser esmagado pela cobertura do airbag, o que pode impedir as bolsas de funcionar ou até mesmo detoná-las subitamente. Segundo a Fiat o problema envolve 21.778 dos 22.336 Argo emplacados entre maio e novembro.

Todas as versões e motorizações do ano/modelo 2017/2018, com chassi entre 9BD358A42JYH10115 e 9BD358A9WJYH10215 deverão passar pelo serviço que envolve a inspeção, correção ou substituição dos componentes. O agendamento para o reparo será iniciado na segunda-feira (11), e pode ser feito pelo telefone 0800 707 1000 ou pelo site www.fiat.com.br.

 

Maserati também pode voltar à Fórmula 1

Screenshot-2016-07-12-22.56.27

Enquanto a Ferrari ameaça sair da F1 mais uma vez por não concordar com as novas regras para os motores que passarão a valer em 2021, a Alfa Romeo retorna à categoria em parceria com a Sauber e agora a Maserati também pode estar prestes a repetir sua participação na categoria.

Segundo o site britânico Auto Express, a Maserati pode seguir o caminho da Alfa Romeo, voltando à Fórmula 1 por meio de uma parceria com uma equipe já estabelecida. Nesse caso, a equipe é a Hass, que já usa motores Ferrari e passaria a usar os motores rebatizados como Maserati. De acordo com a apuração dos britânicos, o acordo envolve um pagamento de 20 milhões de euros pela mudança do nome da equipe para Maserati Haas, dinheiro que voltaria à Ferrari com a compra de motores.

 

Como a Alfa Romeo, a Maserati esteve presente na Fórmula 1 durante os anos 1950, porém com uma história pouco menos sucedida, com apenas um títulos de pilotos — conquistado por Juan Manuel Fangio a bordo do lendário 250F em 1957. Apesar da conquista, a Maserati se retirou da categoria ao final daquela temporada, permanecendo apenas como fornecedora de carros e motores para equipes independentes até 1969.

Vale lembrar também que a Maserati já entrou no automobilismo anteriormente usando maquinário da Ferrari: O MC12 que disputou o campeonato de GT1 da FIA era basicamente uma Ferrari Enzo com uma nova carroceria e a marca do tridente.

 

Porsche admite que Tesla “roubou” clientes seus

Porsche-Mission-E-14

Apesar de ter um dos esportivos mais tradicionais e puristas do momento, a Porsche nunca se preocupou muito em dar um passo à frente e fazer produtos diferentes do que se espera deles. Foi assim com sua linha de modelos de motor dianteiro arrefecido a água, que iniciou com o 924 e terminou com o 968, com seu SUV Cayenne e com seu super-sedã, o Panamera. E como você já deve saber, eles estão desenvolvendo um sedã elétrico para ser lançado em dois anos. O que não sabíamos é qual foi a motivação da Porsche para desenvolver e lançar o Mission E. Até agora.

Em entrevista à TV americana, o CEO da Porsche North America Klaus Zellmer, disse que a marca alemã perdeu clientes para a Tesla. Ele não precisou dizer que foi essa a motivação para o Mission E — qualquer empresa que perde clientes para um concorrente tende a reagir tentando recuperá-los com um produto similar da marca que eles já conhecem e em que confiam.

“Temos muito respeito pela Tesla — e sim, tenho certeza de que alguns clientes da Porsche, em termos de conectividade, equipamentos digitais e propulsão elétrica, não encontraram o que queriam em um Porsche, por isso compraram outra marca”, disse.

A declaração vai ao encontro da notícia de que 60% das vendas do Panamera de segunda geração se referem à versão híbrida do modelo. A fabricante esperava que o híbrido correspondesse a apenas 15% das vendas do modelo, porém o sucesso do Panamera e-Hybrid no mercado americano e no mercado chinês acabou sendo quatro vezes maior.

 

Bugatti também anuncia recall

bugatti-chiron-1

Não pense que somente carros mundanos se envolvem em recalls. A Bugatti acabou de anunciar a convocação de 47 exemplares do Chiron devido a uma falha na solda do suporte do encosto dos bancos.

A Bugatti disse que já notificou todos os proprietários envolvidos e disse que irá recolher os carros em um caminhão fechado e irá levá-los até a autorizada mais próxima para substituir os bancos.

 

Nelsinho Piquet irá disputar a temporada de 2018 da Stock Car

19

Nelsinho Piquet terá trabalho dobrado em 2018. Além de disputar a Fórmula-E pela Jaguar, o brasileiro acaba de anunciar que irá disputar a temporada completa da Stock Car no próximo ano.

Piquet fechou contrato com a Full Time Sports, equipe de Rubens Barrichello e, agora, Ricardo Maurício, assumindo a vaga deixada por Allam Khodair após sua transferência para a Blau Motorsports. Com a decisão, Nelsinho terá que conciliar os calendários das duas categorias, mas avisou que dará prioridade a F-E pois assinou com a Jaguar antes de assinar com a Full Time.

 

Matérias relacionadas

Um Koenigsegg Agera RS folheado a ouro, BMW encerra produção do Z4, Porsche flat-8 quadriturbo é adiado e mais!

Leonardo Contesini

Ferrari FXX K Evoluzione já em testes, Lamborghini quer ter o SUV mais rápido em Nürburgring, Porsche pode comprar Red Bull Racing e mais!

Leonardo Contesini

Que tal um filme que mistura Fórmula 1, Fórmula 1600 e Divisão 3 na mesma história?

Dalmo Hernandes