A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Isuzu City: a incrível cidade em miniatura com carros que andam de verdade

Quando eu era criança, vivia procurando maneiras de criar um cenário realista para meus carrinhos. Eu geralmente usava aqueles bloquinhos de madeira, pintados como se fossem casas (lembra deles?) e o padrão do piso de cerâmica da sala para fazer as ruas. Em um dia bom, eu ia para o quintal e fazia estradas na terra, usando a vegetação natural como parte do cenário. Não era muito, mas a imaginação cuidava do resto.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Pois eu tive um belo surto de nostalgia quando assisti a este vídeo, enviado pelo FlatOuter Kenji Ashimi: trata-se de uma demonstração da Isuzu City, um diorama simplesmente sensacional feito pela fabricante japonesa. O diorama faz parte do museu da companhia, o Isuzu Plaza, que fica Kanagawa, no Japão. Segundo a Isuzu, é o maior diorama do país. E é nada menos que épico.

Feita em escala 1:87, Isuzu City tem cerca de 140 m² – é uma cidade em miniatura, afinal. Mas parece real e viva: nela “vivem” 3.300 pessoas, todas minúsculas, incluindo não apenas os moradores, mas todos os profissionais que uma cidade boa para se viver tem, incluindo uma empresa de logística, transporte público eficiente, um corpo de bombeiros, uma equipe de salvamento e os funcionários responsáveis pela manutenção do lugar.

Como? Usando pistas magnéticas e miniaturas em escala, cuidadosamente posicionados em um cenário com prédios, casas, árvores, parques e tudo o que uma cidade precisa ter – incluindo um parque de diversões, quartel dos bombeiros, hospital, um belo lago e uma estação de trem. Também há uma ampla área verde com árvores, montanhas e arquitetura tradicional japonesa.

No total, a Isuzu usou 665 miniaturas – e, segundo a fabricante, cerca de 200 delas são de carros e caminhões da Isuzu. Os demais são modelos de diversas outras fabricantes  – como em uma cidade de verdade. Ou você conhece alguma cidade em que todos os carros são da mesma marca?

A atenção aos detalhes é impressionante. Todos os carros respeitam a sinalização, dão a seta ao estacionar ou virar em um cruzamento, e seguem seus trajetos em harmonia e com precisão. Isuzu City foi planejada como uma cidade de verdade e se comporta como tal.

O vídeo de demonstração foi produzido para mostrar um ciclo de 24 horas em Isuzu City. E a cidade nunca dorme.

Os ônibus circulam o tempo todo, sem atrasar, e param em todos os pontos. De madrugada, os caminhões de limpeza passam para garantir que tudo esteja impecável. Os bombeiros estão sempre prontos para atender a qualquer chamado – trabalhando de forma muito eficaz com a equipe do hospital, garantindo que ninguém se machuque.

À noite, o parque de diversões abre as portas e as pessoas vão curtir um concerto ao vivo, enquanto os entusiastas locais reunem-se em um mini-encontro:

E é preciso tomar cuidado – há um disco voador que abduz automóveis (no caso, um Isuzu Vehicross):

Normalmente o Isuzu Plaza recebe visitantes sob agendamento durante a semana, enquanto aos sábados a visitação é livre. Os visitantes podem conferir todos os acontecimentos de Isuzu City de perto – cada ciclo dura cerca de 15 minutos, e certamente há muito para ver.

Contudo, com a crise do coronavírus, as portas do museu estão fechadas – foi por isto, aliás, que a Isuzu decidiu publicar um vídeo mostrando Isuzu City ao mundo. Só para deixar a gente com vontade de morar lá…

Fotos: 87’Aerobus/Flickr

Matérias relacionadas

Lendas do WRC: quando o Toyota Corolla largou o escritório e se tornou campeão do Mundial de Rali

Dalmo Hernandes

V10: a história e a glória dos motores de dez cilindros – parte 2

Dalmo Hernandes

Uma aventura de moto através da Coreia do Norte

Leonardo Contesini