FlatOut!
Image default
Cinema História

“Le Mans”: quando Steve McQueen quase foi expulso do próprio filme por ser teimoso demais


Hoje em dia, "As 24 Horas de Le Mans" (Le Mans, 1971) é um filme reverenciado por entusiastas de todo o planeta por ser uma ode nua e crua ao automobilismo: o filme de quase duas horas quase não tem história ou diálogos, sendo praticamente um documentário da vida à beira da pista no Circuito de La Sarthe, palco da corrida de longa duração mais icônica do planeta. A carreira de Steve McQueen estava no auge depois do sucesso de Bullitt, em 1968, e ele se julgava pronto para produzir seu próprio filme. Ele queria mostrar ao mundo a sua visão das 24 Horas de Le Mans, com corridas autênticas, pilotos de verdade, carros de verdade e ação na pista, não fora dela. Só que McQueen queria que tudo fosse feito do seu jeito – ele havia aberto sua própria firma de cinema, a Solar Productions, para produzir Le Mans, e não se contentava em apenas atuar. Ele desejava um papel muito maior. Acontece que a indústria não funcionava assim. Quem paga as contas é mais poderoso do que quem faz o serviç