A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Manobra PIT, TPAC e os métodos de interceptação usados pela polícia em perseguições

Você conhece bem a cena: um carro civil em disparada, costurando o trânsito e dirigindo como um louco, seguido por uma viatura da polícia acompanhada por um helicóptero. Em certo ponto, a viatura policial alcança o meliante e toca sutilmente na lateral traseira do carro, que acaba rodando e encerra a perseguição. O que você talvez não saiba é que esta manobra tem um nome, tem regras para aplicação, que ela tem origem nas pistas de corrida, e que ela está com os dias contados. A "técnica de intervenção em perseguição", ou PIT na sigla em inglês, foi originada nos anos 1970, na Alemanha, como uma técnica anti-terrorismo para afastar carros intrusos de um comboio — como os BMW do Baader-Meinhof Gruppe. Na década seguinte, uma escola de pilotagem americana chamada BSR a adaptou, inspirada no "bump and run" da Nascar, aquele toque dado na traseira do carro para afetar a tração e tirá-lo do traçado ideal. https://www.youtube.com/watch?v=k_BOf2DtG8A Nessa versão da BSR

Matérias relacionadas

Peugeot, Lotus e Lancia: entenda o sistema de nomes destas três marcas

Leonardo Contesini

Voando baixo: os carros com motores de avião mais absurdamente incríveis do mundo

Dalmo Hernandes

Os opcionais e detalhes mais extravagantes que se pode ter em um carro

Dalmo Hernandes