FlatOut!
Image default
História

Manual, automático ou DCT?


“Nosso objetivo não é ajudar o piloto, mas sim ser mais rápido.” – Rainer Wüst, da Porsche, sobre o PDK, em 1986. Reclamar sobre o fim das transmissões manuais hoje não é só inútil; é também receita para você imediatamente ser classificado como ludita, um daqueles caras que gratuitamente vandalizava teares mecanizados em 1811. Um Don Quixote atacando cegamente moinhos de vento. Um mané. Mesmo assim não vou refrear minhas tendências anarcoprimitivistas. Pelo simples fato de que tenho esperança de que, em algum ponto da história, as pessoas vão perceber o real problema aqui. Que não é um problema técnico, e sim financeiro: o câmbio manual (e, por sinal, também o motor aspirado) são ingredientes primários do carro realmente barato. E a iminente extinção do carro barato é algo que não vai, ou pelo menos não devia, passar desapercebida. O câmbio manual ainda é,