FlatOut!
Image default
Top

As melhores músicas para acelerar — Parte 2


Há alguns dias nós perguntamos aos leitores quais eram suas músicas favoritas para pisar fundo, e depois fizemos uma lista com as melhores sugestões de rock/metal. Agora é a hora da segunda parte, dedicada a outros estilos, como rap, trilhas sonoras e música eletrônica.

“Omen” — The Prodigy

O Prodigy é um dos maiores nomes da música eletrônica, com quase 25 anos de carreira e uma sonoridade que mistura vários estilos de eletrônica com pitadas de punk e rock pesado (ou seria rock com doses cavalares de eletrônica?). “Omen”, escolhida pelos leitores, é a segunda faixa de Invaders Must Die, o álbum mais recente do conjunto, de 2009.

“Act a Fool” — Ludacris

“Velozes e Furiosos 2”, de 2003, foi bem malhado pela crítica em comparação com o primeiro capítulo da franquia. Isto não impediu que o filme fizesse sucesso e nem que ajudasse a formar toda uma geração de entusiastas. “Act a Fool”, do rapper Ludacris, toca logo no início, e a gente duvida que você não sinta vontade de acelerar ao ouvi-la, mesmo 11 anos depois.

A trilha sonora eurobeat de Initial D

Seria injusto escolher só uma música de um dos animes favoritos dos gearheads que nos acessam. A estranha combinação de música eletrônica europeia e esportivos japoneses andando de lado dá absurdamente certo. Faça o teste e comprove — mas a gente não se responsabiliza.

“Born Slippy” — Underworld

Uma das músicas mais conhecidas do grupo britânico de música eletrônica Underworld (e uma das que mais estimulam o pé direito no acelerador) não saiu em nenhum álbum — é um single lançado em 1995. “Born Slippy” era o nome de um cão de corrida da raça greyhound  no qual a banda apostou e ganhou uma grana.

“Riders on the Storm (Fredwreck Remix)” — The Doors feat. Snoop Dogg

Sim, muitos sugeriram a versão original do Doors, bem como Roadhouse Blues. Ótimas faixas, diga-se! Mas na parte mais eclética e diversificada da lista, o lugar fica com a versão remixada que fez parte da trilha sonora de Need For Speed Underground 2, que mistura rimas de Snoop Dogg (Lion?) e uma batida perfeita para cruzar a cidade em alta velocidade com seu carro tunado. Não nos olhe assim — você (e todo mundo) gostava disso em 2003!

“Goodbye (Klayton Revision)” — Celldweller

Nem toda música para acelerar precisa de guitarra, baixo e bateria. Duvida? Então faça uma experiência agora mesmo: dê o play nesta música do Celldweller, projeto do multi-instrumentista americano Klayton, feche os olhos e se imagine em uma estrada deserta, com um V8 berrando debaixo do capô do seu muscle car. Combina perfeitamente. Além disso, mostra que música eletrônica também pode ser pesada e cheia de energia.

“Cavalgada das Valquírias” — Richard Wagner

Muitos leitores sugeriram este “clássico da música clássica” como um dos melhores sons para acelerar, provavelmente por causa de sua atmosfera épica. Na verdade, a “Cavalgada das Valquírias” é o início do Ato III da ópera Die Walküre, composta pelo alemão Richard Wagner em 1854.

“Crush” — Pendulum

O Drum n’ Bass é um tipo de música eletrônica caracterizada pelas fortes linhas de graves e breakbeats rápidos — de 160 a 180 batidas por minuto. Trilha sonora perfeita para pegar a estrada, e o Pendulum é um dos maiores nomes do gênero da atualidade, mesmo que o grupo esteja em hiato. “Crush” é a 5ª faixa de Immersion, mais recente álbum do Pendulum, lançado em 2010.

“Nightcall” — Kavinsky

O artista francês é um dos grandes representantes do revival do French house nos últimos anos. Na ativa desde 2006, o cara só lançou seu primeiro álbum de estúdio no ano passado, e “Nightcall” é um dos melhores sons. Trilha sonora do filme “Drive”, a música foi composta em parceria com Guy-Manuel de Homem-Christo, uma das metades do Daft Punk, e conta com os vocais de Lovefoxxx, da banda brasileira Cansei de Ser Sexy. Vai na contramão das músicas rápidas e empolgantes aqui, mas é a trilha sonora perfeita para um passeio noturno de carro. Isto sem falar na atmosfera totalmente (Miami Vice, anyone?) e na capa do álbum, Out Run, que abre este post.

O tema de Top Gear

Não, não estamos falando de “Jessica”, do Allman Brothers. O Top Gear aqui é o game de Super Nintendo lançado em 1992. Como tudo no game, o tema de abertura é icônico e já recebeu inúmeras releituras pela internet (é só dar uma procurada no YouTube) e, quando tocado dentro do carro, faz seu pé direito ganhar tanta força quanto o seu polegar no controle do SNES.

ESTE Gol GTS 1.8
PODE SER SEU!

Clique aqui e veja como