A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Mercedes A45 S chega por R$ 435.000, Onix terá versão RS manual, X3 híbrido a venda no Brasil e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Mercedes-AMG A45 S e CLA 45 S começam a ser vendidos no Brasil

A Mercedes-AMG começou a vender nesta semana no Brasil as aguardadas versões 45 S do Classe A e do CLA. Os dois esportivos são equipados com o motor 2.0 turbo em uma configuração de insanos 421 cv – uma das maiores potências específicas já vista em um carro produzido em série, atrás somente do limitado Lancer Evolution FQ-440, que produzia 19 cv a mais também com um 2.0 turbo.

Toda essa potência e a capacidade de domá-la, claro, custa caro. O hatchback chega por R$ 434.900 enquanto o cupê de quatro portas sai por R$ 458.900. Além do motor de 421 cv, você também leva tração integral, um câmbio automatizado de embreagem dupla e oito marchas, que ajudam o A45 S a acelerar do zero aos 100 km/h em 3,9 segundos e o CLA45 S em 4 segundos — ambos vão até os 270 km/h, velocidade limitada eletronicamente. O sistema de tração integral, como já vimos anteriormente, tem um modo “drift”, que transfere 100% da força para o eixo traseiro

Com visual mais agressivo, os modelos trazem a grade inspirada no AMG GT, com doze frisos verticais; para-lamas alargados; quatro saídas de escape no para-choque traseiro; spoiler dianteiro e difusor traseiro mais imponentes e agressivos; e, no caso do hatchback, uma asa de bom tamanho na tampa do porta-malas. O CLA tem um spoiler mais discreto.

No lado de dentro, a tradicional decoração dos AMG: detalhes em metal no volante e nas portas, couro e microfibra alternando-se no revestimento dos bancos, portas, painel e volante e costuras amarelas. (Leo Contesini)

 

Onix RS será lançado neste ano… com o mesmo 1.0 turbo das demais versões

A Chevrolet deverá lançar ainda neste ano a versão RS do novo Onix. O modelo deverá chegar nos próximos meses como parte da linha 2021, e se posicionar no lugar da antiga versão Effect.

 

Com inspiração esportiva, o Onix RS se diferencia por elementos estéticos em preto, faróis com máscara negra e até um spoiler meio asa na traseira. Sob o capô, infelizmente, nada do motor 1.2 turbo ou maior, e sim o mesmo 1.0 turbo das demais versões, com 115 cv — ainda que a GM quisesse, ela encontraria o ridículo modo de cálculo do IPI, totalmente anacrônico, que o Brasil faz questão de manter apesar das mudanças evidentes no mercado local e global.

Ao menos ele será combinado apenas ao câmbio manual de seis marchas, segundo o site GM Authority, que divulgou a informação nesta segunda-feira (17). (Leo Contesini)

 

BMW X3 híbrido chega ao Brasil por R$ 343.000

Mais uma opção híbrida da BMW chega ao Brasil. Ou melhor, duas: agora, pode-se comprar o BMW X3 nas versões xDrive30e e X Line, tanto por encomenda online quanto nas concessionárias da marca. Ambas são equipadas com o mesmo conjunto, composto por um motor 2.0 turbo mais um motor elétrico de 109 cv. No total, o BMW X3 híbrido dispõe de 292 cv e 42,8 kgfm combinados. Segundo a BMW, é possível rodar até 46 km (WLTP) usando apenas a energia da bateria de íon de lítio, em velocidade máxima limitada a 135 km/h.

O BMW X3 xDrive30e custa R$ 342.950, enquanto o X Line, que conta com o Driving Assistant Plus – suíte de recursos de segurança que engloba assistente de manobras evasivas, assistente ativo de proteção lateral, alerta de tráfego em cruzamento e assistente de mudança de faixa, sai por R$ 367.950.

Nas duas versões, o valor inclui carregador do tipo Wallbox de 22 kW. Com ele, é possível carregar a bateria completamente em três horas e meia. Em uma tomada convencional, o tempo de carregamento é de menos de seis horas, segundo a BMW. (Dalmo Hernandes)

 

Três clássicos da Fórmula 1 estarão no Concours d’Elegance de Hampton Court

Em setembro, o palácio de Hampton Court, no sudoeste de Londres, receberá seu próprio Concours d’Elegance, nos moldes dos eventos que acontecem em Villa d’Este e Pebble Beach, entre os dias 4 e 6 de setembro. E, entre as atrações, estarão carros de Fórmula 1 de três das mais bem sucedidas equipes da história – Lotus, Ferrari e Williams.

A Lotus será representada pelo Lotus 18-21 – que, como o nome diz, era um híbrido entre o Lotus 18 e o Lotus 21 da década de 1960. Ele tinha o chassi triangulado de motor traseiro do Lotus 18, porém a carroceria mais aerodinâmica do Lotus 21. Com isto, o Lotus 18-21 foi o carro que deu à equipe sua primeira vitória como construtora. O exemplar de chassi nº 916, que foi conduzido por Sir Stirling Moss à vitória nos GPs da África do Sul e da Dinamarca de 1961, será o mais antigo dos três monopostos a aparecer no Concours de Hampton Court.

O outro carro da década de 1960 é a Ferrari 312 – mais precisamente, o exemplar de chassi 0007 que competiu em 1967 e 1968. O carro foi conduzido por Chris Amon e Derek Bell na época, e atualmente pertence à coleção de Pierre Bardinon, aparecendo regularmente no asfalto de Goodwood e também participando de algumas edições do Monaco Historic Grand Prix.

O carro que representa a Williams, por outro lado, é bem mais moderno: trata-se de nada menos que o Williams FW15C, que em 1993 era o rival a ser batido pelas demais equipes. Foi com o FW15C que Alain Prost conquistou seu quarto título naquele ano, enquanto Damon Hill venceu três vezes e consolidou-se no terceiro lugar do pódio.

Exposto no Concours estará o exemplar de chassi 02, conduzido por Hill em 1993. Ele ficava até 2018 no acervo da Williams, e depois foi vendido a uma coleção particular.

Os três monopostos estarão muito bem acompanhados por uma seleção interessantíssima de carros de corrida, incluindo três exemplares do Lancia 037 que correu no Grupo B e dos McLaren F1 GTR que disputaram as 24 Horas de Le Mans de 1995 e chegaram em primeiro, terceiro, quarto, quinto e 13º lugares. (Dalmo Hernandes)

 

Novo Mercedes-AMG S63e terá motor híbrido de 816 cv

Com a chegada iminente da nova geração do Mercedes-Benz Classe S, é claro que também teremos um novo Mercedes-AMG S63. Ou melhor, S63e – ele será um híbrido de mais 800 cv, e será capaz de ir de zero a 100 km/h em 3,5 segundos.

De acordo com a Car Magazine, que já deu uma volta no banco do carona do novo Classe S, o novo S63e terá mais de 800 cv e capacidade de ir de zero a 96 km/h (0 a 60 mph) em “menos de 3,5 segundos”. Já os alemães do site Mercedes-Benz Passion vão além e dizem que o S63e terá um conjunto híbrido composto por um V8 biturbo de quatro litros e 612 cv, mais um motor elétrico de 204 cv, totalizando 816 cv. A publicação alemã também acredita que não haverá uma versão puramente movida a combustão interna.

Fora isto, a imprensa internacional diz que provavelmente uma versão com motor V12 do Classe S, se existir, será reservada à submarca de luxo Maybach e batizada S650. Mais detalhes deverão ser confirmados em setembro, quando o novo Classe S for revelado em definitivo. (Dalmo Hernandes)

 

Matérias relacionadas

Fiesta RS deve chegar em 2017 com 250 cv, próxima geração do Civic Si terá motor 2.0 turbo do Type R, BMW M4 GTS crava 7:28 em Nürburgring e mais!

Leonardo Contesini

Sim, este VW Gol Mi 1.6 1999 tem só 2.100 km rodados – e está à venda!

Dalmo Hernandes

BMW Série 1 agora é nacional (e mais barato), o novo Escort de Ken Block em ação com Ryan Tuerck, o novo Mini conversível e mais!

Leonardo Contesini