A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Motores lendários: o Porsche seis cilindros refrigerado a ar

O Salão de Frankfurt de 1963 estava cheio de novidades incríveis. Pela primeira vez vimos o hoje famosíssimo cupê derivado da Alfa Romeo Giulia tipo 105, então denominado Alfa Romeo Giulia Sprint GT, depois Sprint GT Veloce, GT Veloce e GTV: um desenho imortal do jovem Giugiaro, na sensacional mecânica Giulia. A NSU mostrava o que parecia ser o futuro: o primeiro carro a venda no mundo com o motor rotativo Wankel, o NSU Spider. No estande da Daimler-Benz, o mais incrível, sofisticado e caro Mercedes-Benz da história também debutava: o magnífico 600 Grosser. A hoje esquecida Glas lançava seus 1300 e 1500, carros simples, mas que traziam em seu motor uma novidade que seria extremamente influente: seu comando no cabeçote era acionado por uma correia dentada de borracha, pela primeira vez na história. Mas nenhuma novidade daquele salão foi tão importante quanto a mostrada no estande da Porsche. Ali, ainda chamado de 901, estava o primeiro Porsche de rua totalmente novo da história da empres

Matérias relacionadas

Wörthersee Treffen 2017: confira tudo o que rolou no maior encontro de Volkswagen do planeta

Leonardo Contesini

Jean Rondeau: o piloto que construiu seu próprio carro e venceu as 24 Horas de Le Mans

Dalmo Hernandes

V-Spec II Nür Nismo R-Tune: os detalhes de um dos GT-R mais raros (e com o nome mais complicado) de todos os tempos

Dalmo Hernandes