A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Neoclássicos: consertando o passado com os primeiros carros retrô da história

Poucas coisas mudaram o mundo do automóvel quanto a segunda guerra. Os anos parados durante a guerra, junto com o avanço tecnológico alcançado durante ela, fizeram uma indústria automobilística que, quando finalmente começa a lançar coisas novas ao redor de 1950, era muito diferente do que fora antes. O carro do pós guerra era diferente em muitas coisas. O processo de abandono em massa das antigas técnicas de produção de carrocerias em madeira revestidas de metal, iniciada nos anos 1930, se torna universal. O monobloco em chapa de aço estampado soldado a ponto é a norma agora, mesmo nos carros que mantinham um chassi separado.  Também os para-lamas, antes da guerra separados da carroceria, eram relegados ao passado; no pós guerra todo mundo os integra ao corpo do carro. Quando os anos 1950 se tornam 1960, mais progresso acontecia: tração dianteira se populariza, suspensões independentes

Matérias relacionadas

O Alpine A110 vendeu mais que todos os Porsche somados na França. Como (e por que) isso aconteceu?

Leonardo Contesini

A última Ferrari a vencer as 24 Horas de Le Mans: acelere na história da 250P

Dalmo Hernandes

Quais são os circuitos mais legais que só existem nos games?

Dalmo Hernandes