FlatOut!
Image default
Avaliações Lançamentos

Nissan Kicks é revelado oficialmente: veja os detalhes do rival do Honda HR-V e Jeep Renegade

Todas as fichas na mesa: no dia 5 de agosto – data de início das Olimpíadas do Rio de Janeiro, por sinal –, começam as vendas do Nissan Kicks, crossover baseado na plataforma do March e Versa, fruto de um investimento de R$ 750 milhões e desenvolvido para tentar buscar um filão dos líderes de mercado Honda HR-V e Jeep Renegade. Mas hoje mesmo alguns brasileiros farão o primeiro contato visual com o SUV compacto: ele parte nesta terça para o revezamento da tocha olímpica, iniciando uma jornada de 20 mil quilômetros, 328 cidades e 95 dias.

nissan-kicks-juliano-barata-7

Ontem à noite, a Nissan revelou oficialmente o Kicks a um grupo de jornalistas convidados. Ainda com muitas informações guardadas a sete chaves, como detalhes do powertrain, preços e versões, pudemos ter não muito mais do que um contato inicial com o produto – especialmente com a cabine, algo que só havia sido revelado parcialmente em projeções de CG.

nissan-kicks-juliano-barata-interior01

 

Plataforma de March, surpresas nas entranhas

Já se sabe que os Nissan Kicks 2016 virão a princípio importados do México, da planta de Aguascalientes, devido a um atraso no início da produção da planta local de Resende (RJ) – fala-se na conclusão das adaptações de processos e treinamentos. Os modelos brasileiros, que não terão nenhuma diferença em termos construtivos ou de versões, só começarão a sair do forno no começo de 2017.

nissan-kicks-juliano-barata-47

Suas dimensões já foram reveladas: 4,29 m de comprimento (o mesmo do HR-V e 15 cm menor que o Renegade), 1,76 m de largura (1 cm menos que o HR-V e 5 cm menos que o Jeep), 1,59 m de altura (1 cm mais alto que o HR-V e 12 cm menos que o Renegade) e entre-eixos de 2,61 m, o mesmo do HR-V e 3 cm menor que o do Jeep. Em resumo, suas dimensões já passam uma mensagem clara: o alvo é a proposta do HR-V. Para concorrer com o Honda, conte com uma estratégia baseada em pacote de equipamentos e preços. Estima-se o preço inicial na faixa dos R$ 65 mil.

nissan-kicks-juliano-barata-45

O Kicks usa a já conhecida plataforma V, empregada no March e Versa, com alguns redimensionamentos estruturais e possíveis mudanças na suspensão e no cofre do motor. A Nissan fala que seu motor será o 1.6 16V, o que automaticamente dá a entender que se trata do HR16 flex (111 cv a 5.600 rpm e 15,1 mkgf de torque a 4.000 rpm), com bloco e cabeçote de alumínio, comandos de válvulas duplamente variáveis com tratamento térmico e sincronizados por corrente.

Contudo, um documento esquecido no interior do Kicks apresentado exibia não só o câmbio CVT (que está chegando ao March e Versa) como também a potência de 114 cv – se uma nova família de motores seria um exagero, é provável que estejamos falando de uma evolução do HR16. Nos bastidores fala-se também em uma versão 2.0 – no caso, o motor do Sentra – ou até mesmo na 1.2 turbo para fazer frente os líderes da categoria, que possuem motores 1.8. Vale lembrar que os veículos Nissan plataforma V são extremamente leves, o que significa que mesmo o 1.6 deverá apresentar desempenho satisfatório: o Versa 1.6 Unique, por exemplo, pesa 1.088 kg.

nissan-kicks-juliano-barata-interior02

A cabine do Nissan Kicks é completamente diferente dos irmãos de plataforma. Embora não traga luxos em termos de materiais – com honrosa exceção para a seção central do painel revestida de couro sintético, um toque bacana que deve ficar restrito às versões mais caras -, sua execução é precisa e o design é bastante moderno, deixando-o bastante compatível com o que vemos no Honda HR-V. Nota-se capricho nos botões e diversos tipos de texturas, entre prata, piano black, couro sintético e diferentes grãos de plástico preto.

nissan-kicks-juliano-barata-interior03

A versão apresentada era a topo de linha SL (a nomenclatura deverá seguir os demais modelos da marca), e dela pudemos identificar uma série de equipamentos interessantes à categoria: controle de estabilidade, botão de partida no console central, câmbio automático do tipo CVT, assinatura de LEDs nos faróis halógenos, bancos revestidos de couro sintético, cluster combinando velocímetro analógico a uma tela LCD, ar-condicionado digital de uma zona e o sistema multimídia Multi App com tela de 7″ (entre os aplicativos, Waze, Skype e Spotify). O volante multifuncional, de base chata e revestido de couro sintético, é uma peça bem mais sofisticada do que a que equipa March e Versa.

nissan-kicks-juliano-barata-interior04 nissan-kicks-juliano-barata-interior04b nissan-kicks-juliano-barata-interior05 nissan-kicks-juliano-barata-interior06nissan-kicks-juliano-barata-interior10nissan-kicks-juliano-barata-interior09nissan-kicks-juliano-barata-interior11nissan-kicks-juliano-barata-10

O espaço traseiro apresenta bom espaço longitudinal para os joelhos, bem como vertical: dá pra levar quatro adultos com pouco mais de 1,80 m com bastante conforto. Mas o banco traseiro não é exatamente largo: um quinto passageiro complica um pouco a vida. Considerando as dimensões similares ao HR-V, espera-se que seu porta-malas esteja na casa dos 430 litros.

nissan-kicks-juliano-barata-interior13 nissan-kicks-juliano-barata-interior14

Além disso, na revelação a Nissan apresentou duas tecnologias que estarão presentes ao menos no modelo topo de linha: o Around View Monitor, que usa imagens capturadas nas quatro câmeras do veículo (na grade, espelhos laterais e tampa traseira) para projetar na tela de 7″ uma visão de 360 graus do veículo visto de cima, e, de forma mais vaga, o Moving Object Detection, que detecta objetos em movimento ao redor do crossover. Contudo, ao menos por enquanto, não se falou em frenagem emergencial autônoma.

nissan-kicks-juliano-barata-27nissan-kicks-juliano-barata-38 nissan-kicks-juliano-barata-40

Por outro lado, pudemos observar que o sistema de suspensão traseira é do tipo eixo de torção e que os freios traseiros permanecem a tambor. Mas, ao menos nesta versão topo SL, vimos pneus muito bons: Continental Sportcontact EcoPlus 205/55 R17. Nas versões mais simples, espera-se rodas aro 16 com pneus 205/60. A configuração de cores do tipo saia-e-blusa deverá ser restrita às versões topo de linha.

nissan-kicks-juliano-barata-25nissan-kicks-juliano-barata-11nissan-kicks-juliano-barata-43 nissan-kicks-juliano-barata-44

Em relação ao conceito apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo de 2014 (foto abaixo), nota-se uma simplificação na solução do para-choque dianteiro, vincos de raios maiores e menos acentuados, uma linha de cintura mais baixa, linha de teto mais alta e rodas menores, tanto nas bitolas resultantes quanto no aro. O efeito de teto flutuante foi bastante reduzido pelas colunas foscas mais espessas.

O resultado ainda é bastante interessante, mas se o conceito o fazia flertar com a ideia de um Evoque acessível, a versão de produção exibe uma execução sem grandes surpresas para a categoria. Contudo, o que é mais importante é que o Kicks marca um novo capítulo no design dos Nissan da plataforma V: espera-se que esta releitura de design esteja presente nas futuras repaginações de March e Versa.

salaosp-barata-nissan-3nissan-kicks-juliano-barata-9    nissan-kicks-juliano-barata-12 nissan-kicks-juliano-barata-24   nissan-kicks-juliano-barata-28 nissan-kicks-juliano-barata-31 nissan-kicks-juliano-barata-39  nissan-kicks-juliano-barata-41 nissan-kicks-juliano-barata-42  nissan-kicks-juliano-barata-46    nissan-kicks-juliano-barata-interior07 nissan-kicks-juliano-barata-interior08   nissan-kicks-juliano-barata-interior12  nissan-kicks-juliano-barata-48