A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Lançamentos Motos

NMoto Nostalgia: um tributo à BMW R7, uma das motos mais bonitas do planeta

Quando a BMW Motorrad lançou a R nineT (assim mesmo, com “n” minúsculo e “T” maiúsculo), em 2014, a ideia era colocar no mercado uma moto com visual minimalista e charme retrô natural. Isto influenciou até mesmo a escolha do motor: ela ganhou um boxer bicilíndrico arrefecido a ar, com cilindros grandes e aletados, em vez de um motor arrefecido a líquido – um radiador bem na frente do quadro pareceria moderno demais.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Uma bem-vinda consequência desta abordagem foi que a BMW R nineT se tornou muito popular entre custom shops ao redor do globo, que a encaram como uma ótima “tela em branco” para projetos – seus componentes são facilmente removíveis e seu estilo é facilmente adaptável a diferentes escolas de personalização.

O exemplo mais recente é a NMoto Nostalgia, apresentada nesta semana. A NMoto, que fica em Miami, nos EUA, decidiu transformar a BMW R nineT em uma réplica de outra moto emblemática feita pelos alemães: a BMW R 7 Prototype, de 1937.

A BMW lançou sua primeira motocicleta, a R32, em 1923. Ela já tinha diversos elementos que se tornariam característicos das motos BMW, como motor boxer de dois cilindros, carcaça da transmissão integrada ao motor e transmissão por cardã. Seu visual, mesmo anos depois, ainda remetia ao das primeiras motocicletas da história – que eram, em essência, bicicletas com motores.

Com o passar do tempo o desenho das motos da BMW começou a ficar mais refinado e a adquirir identidade própria. O tanque de combustível ficou mais volumoso, os para-lamas ganharam uma silhueta mais rebuscada, e havia um rudimentar sistema de suspensão com mola do tipo cantilever na dianteira – a suspensão traseira se resumia a um par de molas sob o banco. Tomemos como exemplo a BMW R42 de 1927:

A BMW R7 nasceu com uma missão simples, porém ambiciosa: ser a moto mais bonita do planeta, e dar origem a uma nova linhagem de esportivas da companhia alemã. E ela era realmente muito bonita, com influências Art Déco, com formas complexas na carenagem moldada à mão, para-lama dianteiro vazado, tanque de combustível cromado e o conjunto mecânico oculto sob painéis de metal.

Mas a BMW R7 jamais passou da fase de protótipo – a iminência da Segunda Guerra Mundial, que estourou em 1939, fez com que a companhia cancelasse o projeto e guardasse o protótipo em um galpão por quase 70 anos.

Apenas em 2005 a BMW decidiu tirar o protótipo de seu descanso e restaurá-lo por completo, em um processo que levou quase quatro anos e foi levado a cabo por dois renomados restauradores alemães –Armin Frey, que cuidou da mecânica, e Hans Keckeisen, que encarregou-se da estrutura e da carroceria.

O grande trunfo da BMW K7 era justamente seu design. Embora ela tivesse todos os elementos típicos das motos da época, a maneira como foi executada a tornou quase atemporal. E foi por isso que a NMoto decidiu transformar a BMW R nineT em uma versão atual da R7 – com um resultado impressionante.

Da moto original só sobraram parte da estrutura tubular e o boxer de dois cilindros – um quatro-tempos de 1.170 cm³ com comando duplo nos cabeçotes, 110 cv a 7.550 rpm e 12,1 kgfm de torque a 6.000 rpm, acoplado a uma caixa de seis marchas que leva a força para a roda traseira através de um cardã. É o bastante para passar dos 200 km/h.

O restante da NMoto Nostalgia é uma reprodução quase 100% fiel da BWM R7 original, em formas, proporções e materiais. Tanque de combustível, carenagens, a carcaça do farol (que traz o painel de instrumentos embutido), o guidão e demais componentes foram moldados à mão em alumínio, a exemplo do protótipo de 1937. Observando as duas motos em sequência, é possível notar o posicionamento do motor e o formato dos cabeçotes como principais diferenças entre ambas – mas é fácil confundi-las.

Naturalmente, a NMoto Nostalgia também possui alguns recursos modernos, ainda que eles sejam mais difíceis de notar: o banco é regulável em cinco posições; a traseira usa um subchassi mono-amortecido (como a Harley Davidson Softail); a partida é do tipo keyless e os freios usam discos de 320 mm na dianteira, com um disco de 265 mm na traseira – ambos com ABS.

A NMoto Nostalgia já pode ser encomendada, e custa a partir de US$ 49.500 (cerca de R$ 191.000 em conversão direta). Ela será construída em quantidade limitada, com apenas um punhado de exemplares deixando a oficina em Miami a cada mês.

Matérias relacionadas

Novo Polo 2018 chega com plataforma do Golf, motores turbo e preço competitivo – confira tudo sobre ele

Dalmo Hernandes

Um Chevelle 1969 hot rod de 540 cv, dois Camaro nervosos e as atrações da Chevrolet no SEMA 2016

Dalmo Hernandes

Genovation GXE: que tal um Chevrolet Corvette elétrico de 800 cv com câmbio manual de sete marchas?

Dalmo Hernandes