FlatOut!
Image default
Zero a 300

Nova lei quer criar faixas exclusivas para motos, Mercedes revela interior do novo G-Wagen, um De Tomaso Pantera moderno e mais!


Este é o Zero a 300, nossa rica mistura das principais notícias automotivas (ou não) do Brasil e de todo o mundo, caro car lover. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere com a gente!

Mercedes revela o interior do novo Classe G

Mercedes-G-Class-2-1

A essa altura de 2017 você já deve estar sabendo que a Mercedes está preparando uma nova geração para o seu utilitário quarentão, o Geländenwagen, mais conhecido como Classe G. O modelo é basicamente o mesmo desde seu lançamento nos anos 1970, e desde então vem passando apenas por evoluções técnicas e refinamentos do acabamento, sem mudar realmente sua base mecânica.

Mercedes-G-Class-1

Apesar de os protótipos flagrados até agora mostrarem o mesmo tipo de caixote sobre rodas que conquistou os milionários do mundo todo, a nova geração dará um salto gigante em relação à antecessora no interior, que abandona de vez ponteiros e botões plásticos para adotar telas e superfícies sensíveis ao toque. É o que mostram as imagens oficiais do interior do novo G-Wagen, reveladas pela Mercedes nesta terça-feira (12).

Mercedes-G-Class-4

Sem ver o lado de fora (ou ignorando as janelas retangulares), você poderia dizer que se trata do interior do Classe E ou do Classe S. O volante ficou mais esportivo, com três raios e almofada do airbag circular — lembrando vagamente o volante dos Porsche atuais — e o quadro de instrumentos adotou a enorme tela dupla que a Mercedes vem usando em todos os seus carros (e que surgiu lá nos anos 1990 no conceito F200 Imagination). O sistema de áudio (que é controlado pela tela centralizada no painel) é fornecido pela Burmester e usa 16 alto-falantes.

Mercedes-G-Class-5

Apesar da reestilização completa, o Classe G mantém alguns detalhes de seus antepassados, como a alça de apoio no painel e os interruptores cromados para o sistema de tração no console central. Por fora, contudo, ele manterá muitos elementos tradicionais de seu design, como o estepe pendurado na traseira, as maçanetas salientes e os faróis circulares.

 

 

Projeto de lei quer criar faixas exclusivas para motos

moto-faixa

Um projeto de lei que tramita no Congresso Nacional quer modificar o Código de Trânsito Brasileiro para reservar e regulamentar faixas ou pistas exclusivas para motocicletas em “vias de grande circulação”.

O projeto, proposto pelo senador acreano Jorge Viana em 2013, pretende incluir no Código de Trânsito a competência dos departamentos e autoridades de trânsito em “planejar, projetar, regulamentar, implantar e operar esquemas especiais de circulação em vias com elevado volume de tráfego, de modo a promover a melhoria da segurança do trânsito” e “reservar faixa ou pista exclusiva para a circulação de motocicletas, motonetas e ciclomotores em vias com elevado volume de tráfego, selecionadas com base em critérios técnicos”. Também segundo a proposta, os condutores que circularem fora da faixa/pista reservada estarão cometendo infração média, sujeita a multa e quatro pontos na CNH.

A proposta tramita no Congresso em caráter conclusivo, o que significa que agora que foi aprovado pelas comissões da Câmara dos Deputados, segue para as comissões análogas do Senado e, caso aprovado em todas elas, segue para a presidência da república, que tem 30 dias para vetá-lo ou sancioná-lo.

 

União Europeia quer Mercosul aberto aos carros europeus

Bremerhaven Is Europe's Biggest Port For Car Exports

Nos últimos meses o Mercosul e a União Europeia (UE) retomaram as negociações para um acordo entre os dois blocos comerciais, iniciadas ainda nos anos 1990. Entre os pontos discutidos para o acordo, estão a revisão tributária para a carne e etanol sul-americanos e a abertura do Mercosul aos carros europeus.

A discussão agora gira em torno dos prazos e os detalhes do acordo; os europeus querem que o Mercosul abra o mercado para seus carros o mais rápido possível, mas Brasil e Argentina pedem até 15 anos para uma abertura gradual — uma vez que os benefícios incluem a isenção de impostos de importação. O Mercosul, por sua vez, ainda pede que a abertura do mercado europeu à carne e ao etanol produzidos por aqui seja feita em no máximo dez anos.

Outra exigência é que a concessão de benefícios às fabricantes europeias seja o investimento na produção dos carros no Mercosul. A Argentina já está planejando a transição, cogitando acordos com os sindicatos e redução de impostos, mas o Brasil ainda não definiu os detalhes do Rota 2030, que irá substituir o Inovar-Auto após 31 de dezembro. Por conta disso, a Argentina já estima uma redução de 35% nos preços dos carros — resultantes da redução dos custos de produção e de impostos. Já no Brasil…

A reunião dos representantes de cada bloco econômico aconteceria nesta quarta-feira (13), porém foi adiada para o início de 2018.

 

Um DeTomaso para 2020

ARES-Design-Project-Panther-1

Nós geralmente somos bastante céticos diante de projetos ambiciosos que divulgam apenas renderizações e nada muito concreto, mas desta vez a proposta é tão legal que não poderia passar batida. A ARES Design — a nova empresa de Dany Bahar, ex-CEO da Lotus que queria produzir SUVs pesados com a marca de Colin Chapman — revelou as primeiras imagens de seu “Project Panther”. Como o nome sugere, o projeto pretende criar uma interpretação moderna para o clássico De Tomaso Pantera.

ARES-Design-Project-Panther-2

O modelo será baseado no Lamborghini Huracán, que irá ceder seu V10 de 5,2 litros e 610 cv, seu câmbio de sete marchas e embreagem dupla, seu sistema de tração integral, e também seu monocoque de fibra de carbono e seus sub-chassis de alumínio. Sim: será um Huracán com uma carroceria modificada para ficar mais parecido com o Pantera.

E é aqui que o negócio fica interessante: além da silhueta matadora do Pantera, ele terá elementos clássicos como os faróis escamoteáveis do modelo original, combinado com tecnologias modernas, como faróis e lanternas de LED e paineis da carroceria feitos de fibra de carbono.

ARES-Design-Project-Panther-3

Bahar disse que o carro será feito na nova fábrica da ARES, em Modena e que os clientes irão recebê-lo no segundo semestre de 2018.

 

Já viu o Apollo Intensa Emozione em ação?

Em outubro os novos proprietários da Gumpert apresentaram o sucessor do Apollo, o novo Apollo Intensa Emozione, equipado com o V12 da Ferrari F12, porém com admissão, escape e ECU da Autotecnica Motori. São 780 cv a 8.500 rpm com máxima de 9.000 rpm.

Na época dissemos que as especificações soavam bem, afinal, são números vistosos. Mas agora podemos dizer que o motor também soa bem, por que alguém levou o carro para as ruas de Hong Kong e fez alguns burnouts com o supercarro. E é claro que haviam câmeras apontadas para ele.

A sonoridade brutal chega a distorcer a captura de áudio, e lembra vagamente os antigos V10 e V12 da Fórmula 1 dos anos 1990 saindo dos boxes. Se ainda resta alguma crítica ao carro, bem… que não seja ao powertrain.

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como