A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

O charme e a nostalgia dos interiores monocromáticos

Por mais que você seja do tipo que não admite que se faça modificações no visual do carro antes de melhorar o desempenho, é fato que o visual de um carro é reponsável por muito de seu apelo – tanto por fora quanto por dentro. E é justamente sobre o lado de dentro dos carros que vamos falar neste post. Na verdade, dá para ser mais preciso dizendo que vamos tratar da interação entre a cor da carroceria com as tonalidades do interior dos carros. Você sabe o que é um interior monocromático? "Evidentemente, FlatOut.", você deve ter respondido. Muito culto, prosseguiu "Mono quer dizer "um", e "cromático" é relativo à cor." E de fato, é isso aí. Mas nem sempre a expressão é usada da maneira correta. É comum usar o termo "monocromático" em referência aos carros com interior marrom, muito comuns aqui no Brasil (e, na verdade, no resto do mundo) na década de 1970. Só que não é bem assim que as coisas funcionam. A cor do interior de um carro é importante na percepção q

Matérias relacionadas

Audi R8 GT de mais de 1.800 cv é a mais nova loucura da Underground Racing

Dalmo Hernandes

Ford Midshipman, o rival do Fusca que (obviamente) nunca existiu

Dalmo Hernandes

Blue Wonder: o caminhão com motor de esportivo que transportava os Mercedes-Benz de corrida

Dalmo Hernandes