A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
História Zero a 300

O nascimento, a ascensão e a queda do Fiat Tipo

Há exatamente 30 anos... e alguns meses, em janeiro de 1988, a Fiat apresentava na Itália o Tipo. Era um nome simples, derivado da própria plataforma do carro, a Tipo Due, usada do fim dos anos 80 ao início dos anos 2000 em modelos da Fiat, da Alfa Romeo e da Lancia. Apesar da falta de inspiração no nome (na minha humilde opinião "Due" seria mais apropriado, pois posicionaria o carro acima do "Uno", lançado quatro anos antes), o carro em si era bastante interessante. O desenho do carro, executado pelo Centro Stilo Fiat, era visivelmente inspirado pelo Uno, este assinado por Giorgetto Giugiaro: linhas predominantemente retas, com dois volumes bem definidos e uma traseira bastante vertical. Era como se o Uno tivesse comido fermento e feito exercícios para ficar mais robusto. Sendo um modelo mais caro, o Tipo também tinha acabamento mais refinado, com os gaps entre os painéis da carrocer

Matérias relacionadas

Studebaker: a história de uma fabricante que estava à frente de seu tempo – parte 2

Dalmo Hernandes

Os melhores carros de Adrian Newey, o mago da aerodinâmica da Fórmula 1

Dalmo Hernandes

Honda CG 125: a origem da motocicleta mais popular do Brasil

Dalmo Hernandes