A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos História

O que o Corvette e as missões espaciais têm em comum? Os astronautas!

É bem difícil encontrar alguém que encha o peito e diga, em alto e bom som: "não gosto do Corvette". De fato, com um V8 na dianteira, carroceria de fibra de vidro, tração traseira e, quase sempre, um belo visual, o bom e velho Corvette é um verdadeiro clássico americano e, como tal, coleciona milhões de admiradores — alguns bem especiais, como vários astronautas americanos. Os homens que iam para o espaço nos anos 60 e 70 adoravam acelerar o Corvette quando não estavam acelerando foguetes. Mas de onde veio esta relação aparentemente sem sentido? Como você talvez já saiba, o Corvette foi lançado no fim de 1953 e, mesmo quando ainda era equipado apenas com o seis-em-linha de 3,9 litros e 136 cv conhecido como Blue Flame, que não era exatamente um motor empolgante, seu visual garantiu que ele caísse no gosto dos fãs de esportivos. A partir de 1955, um V8 small block de 4,3 litros começou a ser oferecido como o opcional, e em 1957 a Chevrolet já oferecia até injeção mecânica de co

Matérias relacionadas

A evolução do Civic Type R: de leveza e agilidade à selvageria turbinada

Dalmo Hernandes

Os supersedãs com motor W18 e V24 que a Mercedes tentou fazer

Leonardo Contesini

50 anos do Opala: a sobrevivência aos anos 1980 e o fim depois de 25 anos de estrada

Leonardo Contesini