A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Os carros brasileiros em “Irmão do Jorel”

Se você está passando um tempo preso em casa por causa da pandemia de coronavírus, uma boa ideia é colocar em dia os filmes e séries com temática automobilística que estão disponíveis nos serviços de streaming. Nós até atualizamos nossa lista para te dar uma forcinha – e ela está aberta para quem quiser acessar.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Pois pode incluir mais um nome na sua playlist: Irmão do Jorel, animação 100% brasileira que estreou em 2014 e, de lá para cá, vem fazendo bastante sucesso – especialmente nas redes sociais, onde os memes se espalham como um vírus (foi mal…). Mesmo que você nunca tenha assistido, é bem provável que ao menos tenha ouvido falar.

“Irmão do Jorel” foi criado por Juliano Enrico, que também é conhecido por seu trabalho como apresentador do Acesso MTV e roteirista de programas como Choque de CulturaO Último Programa do Mundo. Em “Irmão do Jorel”, os personagens principais são todos baseados na família do próprio Juliano – o protagonista (que nunca tem o nome revelado é é chamado por todos de “Irmão do Jorel”), seus dois irmãos (Jorel e Nico), seus pais (Seu Edson e Dona Danuza) e suas avós (Vovó Juju e Vovo Gigi).

Os episódios trazem histórias baseadas no cotidiano da família e dos amigos do Irmão do Jorel e são cheias de referências à cultura pop brasileira e mundial, surrealismo e sacadas extremamente nostálgicas. E é muito fácil se identificar com o garoto – suas desventuras na escola, seu gosto por filmes de ação (todos estrelados o impagável Steve Magal), as loucuras de sua família e sua imaginação extremamente fértil. Há muitas piadas engraçadíssimas que apelam para nossas memórias de infância – a vendinha do bairro, o irmão adolescente que tem uma banda, a turminha da escola que sempre tem o nerd, o valentão, a garota bonita de que todos gostam, e assim por diante. É tudo muito original e bizarro, mas ao mesmo tempo extremamente familiar e de fácil assimilação.

No geral, Irmão do Jorel é um desenho excelente, e não por acaso foi premiada como melhor animação nacional no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro em 2019. A série também é um dos finalistas para a categoria Animação Infantil do International Emmy Awards 2020, cuja premiação acontecerá no próximo dia 31.

Se nada disto te convenceu a dar uma chance, porém, temos um excelente argumento: os carros que aparecem em todos os episódios. Os artistas e animadores dão uma atenção extra à ambientação – como o desenho se passa no Brasil, eles tiveram o cuidado de só utilizar veículos brasileiros.

E, embora os traços sejam bastante caricatos, os veículos sempre são representados com muitos detalhes. E isto é bacana porque hoje existem empresas que vendem renderizações “prontas” para uso em animações, mas os produtores decidiram tomar o caminho mais difícil em nome da autenticidade.

E veja só que legal: o primeiro carro que aparece é o Fiat 147 – logo no primeiro episódio. Na verdade, vários deles, esmagados pelo Tricicloton – uma moto gigante “com motor de 10.000 cc movido por um gás chamado metano” que, apesar disso, é totalmente sustentável, claro.

O carro da família é um Fusca – o carro alemão mais brasileiro que existe. E não é qualquer Fusca, e sim um Baja Bug, que aparece em vários episódios.

Ele é representado com detalhes bastante fiéis à realidade, como o motor flat-four descoberto e a alça no painel, acima do porta-luvas.

A moto da Dona Danuza não é uma Yamaha, mas sim uma “Seamarra” – provavelmente uma mistura da TT e da RD…

… e aqui, ela contracena com uma verdadeira frota de Fiat 147, incluindo um Rallye (repare no spoiler na traseira do carro vermelho):

Já o carro que aparece no screeshot abaixo é claramente um Ford Galaxie limousine (a silhueta do vigia traseiro e o formato das lanternas entregam o jogo):

O ônibus da escola é um clássico Mercedes-Benz 608, também conhecido como “Mercedinho”. Ele tem fama de indestrutível e invulnerável, e sua versão em “Irmão do Jorel” (com o toque especial do cavallino rampante na grade) faz justiça: mesmo depois de inúmeros capotamentos e acidentes, ele continua firme e forte – aqui, com “Maquinito, o Robô Amigo” ao volante, ele está prestes a atropelar dois VW Gol BX com motor a ar.

No mesmo episódio, um Fiat 147 contracena com alguns Fuscas e com o que parecem ser dois Ford Del Rey:

Em outro episódio, quem faz uma aparição especial é outro ônibus Mercedes antigo – um O-321 Monobloco, bastante popular na virada das décadas de 1950 e 1960.

Nem todos os episódios de Irmão do Jorel contam com a presença de carros mas, quando eles aparecem, é sempre desta forma – caricatos, mas imediatamente reconhecíveis, e nacionais. Duas temporadas estão no Netflix, totalizando 51 episódios. A terceira foi ao ar no Cartoon Network ao longo de 2019, e logo também deve pintar no serviço de streaming.

Os episódios têm certa continuidade como parte de uma história maior, mas todos eles podem ser assistidos separadamente – e são curtinhos, com 11 minutos cada. Se você curte animação, quer assistir algo diferente e irreverente, Irmão do Jorel certamente é uma boa pedida. E ainda dá para tentar identificar todos os carros que aparecem!

Sugestão do FlatOuter Rodrigo José Bernardes

Matérias relacionadas

As famílias de motores que foram produzidas por mais tempo em toda a história

Leonardo Contesini

Como é testemunhar o espírito das 24 Horas de Le Mans?

Juliano Barata

Cimarron: quando a GM tentou transformar o Monza em um Cadillac… e não conseguiu

Dalmo Hernandes