A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
GT40 Classificados Zero a 300

Os carros de R$ 20.000 a R$ 25.000 mais legais anunciados no GT40

Como vai o sábado, pessoal? Já que você está aqui, por que não conferir mais uma lista de anúncios selecionados do GT40? V;amos dar sequência à lista de anúncios separados por faixas de preço. Agora, o intervalo vai de R$ 20.000 a R$ 25.000. Por esta grana, você pode comprar um daily driver completinho, um importado raro ou um clássico até que inteirinho. Vamos conferir!

Antes, um lembrete: você vai notar que alguns carros estão, na verdade, um pouco abaixo ou um pouco acima da faixa. Isto porque a gente sempre estabelece uma pequena tolerância – na lista de hoje ela é de 5% para mais ou para menos, e não dez como na lista anterior, pois optamos por uma janela mais estreita.

Também é importante reforçar que esta é uma situação diferente das listas de anúncios de pessoa física, que seguem uma ordem cronológica: escolhemos a dedo os carros desta lista, e todos são interessantes em nossa opinião, por uma ou outra razão.

img_124932_4_5bc8267a-3247-4283-b93c-b93af3fdd878

O anúncio diz que este Ford Escort GLX 1.8 16v 1998 tem apenas 33.000 km rodados e, pelo estado de conservação apresentado nas fotos, com plásticos protetores no banco traseiro, no carpete e no charmoso relógio analógico. O dono ressalta que o carro tem diversos itens de série, com ar-condicionado, volante ajustável e trio elétrico. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_16416_4_15138c49-dbe7-448e-b1b0-2c34bd6282ff

Mais raro de encontrar que um Supermini ou BR-800, este Gurgel Xavante 1981 foi personalizado com motivos militares e ganhou alguns acessórios para off-road, como um guincho elétrico na dianteira e pneus fora-de-estrada novos. O motor é um boxer VW 1600 e o dono garante que o veículo está bastante íntegro. Também diz que estuda trocas. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_118444_4_b1b5f54d-7689-45de-8807-afe8636e1802

Este Chevrolet Calibra 1994 tem, de acordo com seu proprietário, pintura original, interior refeito em couro de boa qualidade e o motor C20XE (um belo quatro-cilindros de dois litros com comando duplo no cabeçote e 150 cv) em pleno funcionamento. O dono do carro também ressalta que estuda trocas por outros carros diferenciados que estejam nessa mesma faixa de preço. Olha a oportunidade! [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_69704_4_e4731322-814e-46a6-8ad7-30a5d48c6dab

O dono desde Honda Accord diz que o mesmo tem cerca de 66.000 km rodados e que, fora alguns retoques na pintura, o sedã fabricado em 1994 é completamente original. Ele também conta que fez todos os serviços de manutenção de praxe, e afirma que todos os opcionais funcionam perfeitamente. Vale lembrar que o motor deste carro é um 2.2 16v de 145 cv a 5.500 rpm e bons 20,3 mkgf a 4.600 rpm, acoplado a uma caixa automática de quatro marchas. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

 

img_123808_4_90a61758-2825-46a4-aa43-7314ba9a2547

Se você prefere o Escort XR3 a céu aberto, este exemplar da geração MK4, fabricado em 1992 (último ano antes da reestilização) e equipado com um motor AP 1.8 litro pode ser uma boa escolha. O dono diz que a capota elétrica funciona, que o motor foi todo revisado, e reforça o bom estado de conservação geral do XR3, que também tem ar-condicionado e direção assistida.[highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_91604_4_9bdfb722-ca4f-4b19-99fa-e812fe5972cb

Este Chevrolet Kadett GL 1995 tem uma receita bem interessante: swap para o motor 2.4, preparação para render 173 cv nas rodas e caracterização completa como GSi, incluindo o painel digital. A cor metálica Azul Pacific é a mesma usada por alguns modelos da Nissan. O proprietário diz que o carro foi montado para participar de track days, com suspensão preparada e bancos concha, porém também aceita muito bem uso nas ruas.  [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_47432_4_9cd7f03d-c76c-4b27-9ade-05c0830599d6

Esta é uma VW Brasilia 1973, do primeiro ano de fabricação, identificável pelos para-choques finos, pelas lanternas traseiras lisas e pelo volante de aro fino no interior, sem encostos de cabeça nos bancos. O carro aparenta bastante originalidade, tem placa preta e acompanha rádio e manual originais. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_21532_4_ff9379fa-f482-4894-ba12-e33a2e6ac259

A descrição é sucinta, porém promissora: segundo o dono, este Mercedes-Benz W202 tem 70.000 km rodados e acabamento monocromático azul com couro nos bancos e está completamente funcional, sem detalhes a acertar. O motor é um quatro-cilindros de 2,2 litros com comando duplo no cabeçote de 150 cv.[highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_34512_4_9cdeefe1-6a1c-40ea-aad2-b60ae8f07b08

Há diversas opções de carros clássicos na faixa dos R$ 25.000, mas dificilmente se encontra um DKW Fissore por este preço. Pelas fotos é possível ver sinais de desgaste (afinal, este é um carro fabricado em 1967), porém o automóvel parece íntegro e não muito difícil de trazer de volta à sua melhor forma. Vale lembrar que seu layout de motor e tração na dianteira era exceção na época. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_2268_4_99f31970-c1ff-4427-9ed9-ab58ef2199b7

Um dos poucos exemplares do Ford Taurus de terceira geração vendidos no Brasil, este exemplar de 1997 teve apenas uma dona em seus vinte anos de idade de acordo com o anúncio, que também diz que o carro tem apenas 47.800 km rodados. O motor é um V6 Duratec de três litros e 200 cv (opcional; o motor de série era o V6 Vulcan de três litros e 145 cv), e o carro de fato aparenta excelente estado de conservação. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_73308_4_d07f74cb-9899-4943-a878-1dd5fd321e89

Se liga neste Honda Civic 1995, que veio em uma das configurações mais desejadas pelos entusiastas: trata-se de um EXS Coupé, com teto solar e motor 1.6 de 125 cv com V-TEC. A quilometragem declarada pelo dono é baixa para o modelo, com 86.000 km marcados no hodômeetro, e ele garante que o carro é muito íntegro e totalmente original em termos de mecânica, pintura e interior, com apenas alguns detalhes do uso. Ele também ressalta que possui diversos itens originais, como as rodas, o toca-fitas original e as setas na cor âmbar. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_73884_4_a39c8459-7445-48b1-a1ca-66fe2f873148

O ano de 1998 foi o último do Chevrolet Omega, e a maioria deles recebeu o motor seis-cilindros de 4,1 litros. Este exemplar é um dos poucos com o quatro-cilindros 2.2, e o dono diz que o mesmo está completamente original por fora e por dentro, com 77.200 km rodados. Ressalta que este é um exemplar bem equipado, contando até mesmo com CD-player original Chevrolet em perfeito funcionamento. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

 

img_105684_4_60457325-8ae0-4d40-9250-4a6efccbe1fc

Por mais que não seja a mais moderna ou a mais potente, a Fiat Palio Weekend é uma boa opção para quem quer uma perua como daily driver. Fabricado em 2011, este exemplar da versão ELX 1.4 tem ar-condicionado, volante ajustável, trio elétrico e computador de bordo, marcando 78.000 km no hodômetro segundo o anúncio. A descrição diz também que são aceitas trocas. [highlight color=”eg. yellow, black”]Clique para ver o anúncio.[/highlight]

Matérias relacionadas

Justiça suspende cancelamento de radares, venda de automáticos no Brasil triplicou em 10 anos, coleção de Porsche destruída e mais!

Citroën lança edição especial de 100 anos no Brasil, fim das aulas para “cinquentinhas”, novo Aston se chamará Valhalla e mais!

Um Voyage quatro portas turbo, um Cadillac com motor de 8,2 litros (!), um Vectra B da última leva e mais no GT40!

Dalmo Hernandes