A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Carros Antigos

Os carros espetaculares de um dos maiores leilões de clássicos da história

Grandes leilões de clássicos costumam virar notícia por que os carros à venda costumam ser históricos, muito raros, ou muito caros, ou todas as alternativas anteriores. Sendo assim, é bem provável que o último leilão da RM Auctions, realizado em Mônaco, entre para a história. Com mais de € 41 milhões arrecadados, este foi, simplesmente, o leilão mais lucrativo já feito pela companhia na Europa desde sua fundação em 1991. E o motivo, em boa parte, são os carros — um mais espetacular do que o outro.

O leilão foi o outro grande evento para entusiastas do automobilismo que ocorreu em Monaco no último dia 10 — ao lado do Grand Prix Historique, onde aconteceram os “pequenos contratempos” que resultaram em três clássicos da Fórmula 1 acidentados. Durante o leilão, porém, os carros antigos ficaram bem quietinhos e protegidos enquanto aguardavam o resultado dos lances.

Uma coisa interessante: ao contrário do que se possa imaginar, não aconteceu nenhuma venda com valor absurdamente alto — na casa dos 20 ou 30 milhões, como costuma acontecer neste tipo de evento. O carro mais caro, uma Ferrari 275 GTB/C, foi vendido por € 5,7 milhões. Acontece que, dos 81 carros leiloados, apenas cinco não foram vendidos — e em apenas cinco horas, com lances presenciais, por telefone e pela internet. No total, a RM arrecadou €41.355.430 — ou R$ 125.581.387 — um recorde absoluto.

Confira, a seguir, alguns dos destaques do leilão.

Ferrari 275 GTB/C Scaglietti

leilao-rm (20)

O carro mais caro, vendido por € 5.172.000 (R$ 15,7 milhões), é o nono de 12 exemplares produzidos da Ferrari 275 GTB/C, em 1966. O motor é um V12 (lógico) de 3,3 litros e 275 cv a 7.700 rpm e a carroceria foi projetada pela Pininfarina.

Alfa Romeo Tipo 33/2 Daytona

leilao-rm (1)

O Alfa Romeo T33 Stradale é um dos carros de rua mais bonitos do mundo — a ponto de quase nos fazer esquecer que ele é a versão de homologação de um carro de corrida — no caso, o Alfa Romeo Tipo 33. Este carro acima, um Tipo 33/2 Daytona, foi usado nos 1000 km de Nürburgring em 1968, e chegou em terceiro lugar na classificação geral com Herbert Schultze e Nino Vaccarella ao volante. O motor é um V8 de dois litros e 270 cv e, acredite, o carro está legalizado para as ruas! Foi vendido por €1.260.000 (R$ 3,82 milhões)

Brabham Repco BT20

leilao-rm (7)

O Branham BT20 é, sem dúvida, um dos carros mais importantes do leilão — construído em 1967, selou de uma vez por todas a excelência do carro criado e pilotado por grande Sir Jack Brabham no ano anterior, que o levou ao título mundial de Fórmula 1. O BT20 também conquistou um título — mas, desta vez, para o companheiro de equipe de Brabham, Denny Hulme. O motor é um V8 Repco de 300 cv a 8.000 rpm que, embora fosse menos potente, era mais confiável do que os italianos, e isso acabou decidindo o título. Foi vendido por €1.092.000 (R$ 3,31 milhões).

Porsche 959 Prototype 1985

leilao-rm (23)

O 959 foi a “primeira obra-prima” da Porsche. Com motor boxer de seis cilindros e 2,85 litros com dois turbos sequenciais e 450 cv, além de injeção eletrônica, tração integral e suspensão duplo A com amortecedores ajustáveis, é também um dos carros mais avançados de sua época. Nos anos 80, vários protótipos foram feitos para testar componentes específicos — este, de 1985, foi feito para desenvolver o sistema de freios ABS. Foi vendido por € 476.000 (R$ 1,44 milhão).

Ford GT Heritage Edition

leilao-rm (17)

O Ford GT, lançado em 2004, já é uma homenagem incrível ao GT40, o clássico de Le Mans. Contudo, o Heritage Edition é uma homenagem ainda maior — principalmente por causa da pintura com as cores da Gulf, a mais icônica a estampar a carroceria do GT40. Foram feitos 343 Ford GT Heritage Edition, e este exemplar fabricado em 2006 é um dos poucos que cruzaram o Atlântico — o que torna a experiência de acelerar o V8 de 5,4 litros e 550 cv no Reino Unido algo notável por si só. O carro foi arrematado por €336.000 (R$ 1,02 milhão).

Bugatti EB110 GT 1993

 

leilao-rm (12)

O EB110 é o carro que veio antes do Bugatti Veyron, e não são poucos os que não pensariam duas vezes antes de ficar com ele no lugar de seu hiperbólico herdeiro. Foram produzidas apenas 139 unidades deste superesportivo em forma de cunha com motor V12 de 3,5 litros com quatro turbos e 561 cv a 8.000 rpm, acoplado a um câmbio manual de seis marchas — o suficiente para chegar aos 100 km/h em 4,2 segundos e acelerar até os 343 km/h. Este exemplar verde foi arrematado por € 280 mil (R$ 850 mil). Se querem saber, achamos que foi uma pechincha.

A lista completa dos carros vendidos pode ser acessada aqui — dá para perder alguns minutos babando nos lotes e imaginando quais deles você levaria para casa.

Matérias relacionadas

Reborn: agora você pode comprar um Range Rover 1978 “zero-quilômetro” com garantia de fábrica

Dalmo Hernandes

Esta Ferrari 312 PB em escala 1:3 funciona de verdade – e é a coisa mais impressionante que já vimos

Dalmo Hernandes

Isuzu Piazza: o “Chevette” japonês que tinha um motor turbo de 180 cv

Dalmo Hernandes