A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Projetos Gringos WTF?

Os envelopamentos e revestimentos automotivos mais curiosos e inusitados que você já viu

Até algum tempo atrás, os entusiastas reclamando de como faltavam cores nas ruas. Os grandes centros traziam verdadeiras aglomerações de cores neutras, com carros pretos, brancos e prateados. Quem queria quebrar a monotonia, “ousava” e comprava um carro vermelho. Quando uma fabricante lançava alguma cor diferente (como a Fiat com o verde metálico ou o laranja do Fiat Palio e do Ford Fiesta na década de 1990, os exemplares acabavam encalhados nas concessionárias.

De uns anos para cá, isto mudou. Hoje temos o Fiat Uno Sporting laranja, o Mobi “Verde Amalfi” (que todo mundo acha mais parecido com azul), o Volkswagen Up amarelo… as ruas estão, sim, mais coloridas. Nada que se compare aos nostálgicos anos 1970, quando as ruas eram um mar de cores vibrantes, mas logo a gente chega lá.

A gente está falando tudo isso porque ter um carro colorido ainda é se destacar nas ruas. Mas há quem queira algo realmente diferente. Tão diferente que cor nenhuma, pintada ou envelopada, fosca ou brilhante, metalizada ou perolizada, é o bastante. Aí, é preciso inovar. Que tal pintar um Nyan Cat na lateral da sua Ferrari 458 Italia?

purrari (2)

Não, algo ainda mais único. Único como os carros desta lista, todos com a carroceria revestida ou decorada de forma realmente inovadora. Vamos dar uma olhada neles?

 

Porcelana no Bugatti Veyron

lorblanc

Existem ao menos dois exemplares do Veyron que utilizam o material. O primeiro é o L’Or Blanc, edição limitada de 2010 cujo nome significa “Ouro Branco”. De acordo com a Bugatti, o Veyron L’Or Blanc é o primeiro carro na história a usar componentes de porcelana no exterior e no interior. O material está nos centros das rodas, nas tampas dos bocais de combustível e óleo, no emblema “EB” na traseira e até no console central.

Além disso, a pintura foi feita usando a técnica dos artesãos alemães da KPM (Fábrica de Porcelana Real de Berlim), o que proporcionou um acabamento impecável — que dá a impressão de que o carro está refletindo as luzes do ambiente o tempo todo. A Bugatti até fez um vídeo documentando o processo de criação e execução do Veyron L’Or Blanc, do qual só existe um exemplar no mundo todo.

wraps (2)

O outro é o Veyron Wei Long, exemplar único criado em 2012 para comemorar o ano chinês do Dragão. Como o L’Or Blanc, ele foi desenvolvido em parceria com a fabricante de porcelana Königliche Porzellan Manufaktur, de Berlim, o que significa que ele tem detalhes do delicado material na cabine e na carroceria. A maioria das peças exibe um dragão chinês.

wraps (1)

A pintura é branca perolizada e o interior é de vermelho carmim com ideogramas nos encostos de cabeça e tapetes de seda feitos à mão, também com os dragões bordados.

 

Revestimento de ouro

wraps (4) wraps (5)

Não é difícil conseguir este efeito visual com um filme cromado dourado, mas no Oriente Médio é relativamente comum ver carros que realmente foram revestidos com folhas de ouro. É uma moda meio comum por lá (dá para entender), e existem vários.

wraps (6)

O exemplo mais recente é um quarteto de exóticos que chegou a Londres no fim do mês de março. De acordo com o Daily Mail, os carros pertencem a um turista árabe que não quis ficar longe de suas preciosidades sobre rodas. Os carros são um Lamborghini Huracán, um Aventador SuperVeloce, um Rolls-Royce Phantom Coupe um Mercedes-AMG G63 6×6 — este último, opulento por natureza.

 

Um Fusca de madeira

fusca-de-madeira-8-620x349

A gente falou deste carro aqui no FlatOut há quase dois anos: ele parece uma mera réplica decorativa mas, na verdade, por baixo de toda aquela madeira está um Fusca conversível 100% funcional. O projeto é de um bósnio de 73 anos chamado Momir Bojic. Aposentado, ele fez do projeto um hobby.

fusca-de-madeira-17-620x489 fusca-de-madeira-2

E não estamos falando de um simples envelopamento, não, senhor! A carroceria foi coberta por mais de 50 mil pequenas placas de carvalho entalhadas à mão que lembram escamas, e cada uma delas exigiu até 23 processos diferentes para atingir o resultado desejado. Mas Bojic não se limitou a isto: ele também fez retrovisores, volante, painel, calotas, pedais, absolutamente tudo de madeira. Alguns detalhes são verdadeiramente admiráveis, como as capas para as setas e os emblemas da Volkswagen. E outros são inacreditáveis, como as palhetas dos limpadores de para-brisa — sim, elas são de madeira.

fusca-de-madeira-3

Naturalmente, os pneus ainda são de borracha. E ainda não inventaram uma maneira de fazer um boxer de quatro cilindros todo de madeira funcionar…

 

Um Skyline decorado à mão

gt-r-sharpie-40-620x349

Quer prova de amor maior do que deixar sua mulher pintar seu carro à mão? Foi exatamente o que o dono deste Skyline GT-R R33 fez! O carro sofreu um pequeno dano no pára-choque e o cara decidiu que a melhor maneira de consertar era deixar sua mulher, artista de mão cheia, desenhar nele com uma canetinha — aqueles marcadores permanentes que você usava para escrever em CDs antes de eles ficarem quase obsoletos.

gt-r-sharpie-3

Agora, se foram feitos com canetinha, logo estes desenhos saíram , não é? Sem chance: o carro recebeu várias camadas de verniz transparente para conservar o novo visual. Talvez a inspiração tenha sido o Lamborghini Murciélago do rapper Timbaland, que também foi pintado com marcador permanente:

3224682680_9de31f944f_b

Ainda que a gente provavelmente jamais fosse fazer isto em nossos carros, sem dúvida o resultado é impressionante.

 

Envelopamento de couro sintético

18n3mf6iwf38qjpg

Um bom interior de couro, mesmo que artificial, é algo que muitos entusiastas apreciam. Mas couro na carroceria? Bem, há alguns casos e, apesar de questionar a praticidade do resultado, não podemos negar que o visual fica bem… diferente. O primeiro caso que conhecemos foi o da Ferrari F430 do rapper americano The Game, toda revestida em couro, em um trabalho feito pela customizadora russa Dartz.

18n3mfah5k9ydjpg

Se já é difícil cuidar de uma pintura normal, imagine lutar contra o ressecamento, a umidade e os cocôs de passarinho em um carro todo coberto de couro!

wraps (1)

Outro caso foi o de um Skoda Superb, flagship da divisão tcheca da Volkswagen feito sobre a plataforma MQB. A ideia, no entanto, não foi de um rapper extravagante, e sim do próprio chefe do departamento de design da Skoda, Josef Kaban. Na verdade, ele só pediu para que estudantes da Universidade de Florença, na Itália, customizassem o exterior de um Superb de forma inovadora. Eles escolheram o couro, com direito até a costuras nos cantos!

wraps (2)

Curiosamente, o lado de dentro permaneceu intocado.

IMG-20160512-WA0023

Mas você acha que só lá fora existem envelopamentos de couro? Que nada: aqui no Brasil também se faz isto! O Volkswagen Polo da foto acima é o único no país e, como os outros, usa couro artificial. De acordo com a oficina responsável pelo projeto, a Revest Customizações, de Porto Alegre, o carro foi inspirado por uma foto de um conceito Audi encontrada na Internet, e o dono do carro topou o desafio de fazer algo realmente exclusivo.

IMG-20160512-WA0033

O material usado é utilizado em náutica e, por isto, é resistente ao sol e à umidade, sendo muito difícil danificá-lo. A durabilidade pode ser até cinco vezes maior que a de um envelopamento comum.

 

Envelopamento “enferrujado”

ferrugem-carro-vw-transporter-3

Você já deve ter visto aqueles carros enferrujados de maneira proposital que ficaram bastante na moda há uns cinco anos, especialmente entre a comunidade de fãs da Volkswagen. Ou seja, nada de anormal com esta Volkswagen Transporter, não é?

ferrugem-carro-vw-transporter-2-620x465

Não é bem assim: ela não está enferrujada — é uma Transporter de última geração novinha, com pintura e carroceria impecáveis. Seu dono é um escocês que, para evitar que o carro fosse roubado, decidiu envelopá-la para parecer que está enferrujada. E, olha, ficou convincente.

ferrugem-carro-vw-transporter-620x465

A oficina responsável foi a Clyde Wraps, de Glasgow, que precisou tomar as medidas exatas do carro para tornar o “padrão” de ferrugem mais realista possível. De acordo com eles, não foram precisos mais que três dias para que o dono da van fosse parado pela polícia, que quis saber o que estava acontecendo com aquela perua enferrujada, preocupada com a segurança do motorista.

ford-mustang-rust-wrap-13 download_20150828_134515

O caso ficou famoso na web há alguns meses — e, claro, acabou lançando moda: não foi preciso procurar muito na Internet para encontrar mais carros com a curiosa decoração.

Matérias relacionadas

Esta serra com motor V8 é o cúmulo do desnecessário – hellyeah!

Juliano Barata

High Downforce: o McLaren F1 mais raro do mundo é ainda mais especial

Dalmo Hernandes

A história do Toyota Celica que Zico ganhou depois do Mundial Interclubes de 1981

Dalmo Hernandes