FlatOut!
Image default
Zero a 300

Os novos Cruze RS e Midnight | Um novo Uno na forma de crossover? | Novos detalhes sobre o Nissan Z e mais!


Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

Chevrolet lança Cruze RS e Midnight no Brasil

Por essa a gente não esperava mesmo. O segmento dos sedãs e hatches médios se tornou uma mera sombra do que foi um dia. Os hatches, morreram todos exceto o Cruze Sport6. Os sedãs, foram reduzidos ao Corolla, Jetta GLI e Cruze, depois que o Civic deixou de ser produzido. Então por que raios a GM está lançando novas versões do Cruze?

Primeiro porque o carro já está por aí há algum tempo e uma novidade é sempre bem-vinda para fazer barulho e colocá-lo em evidência por um instante. Depois, porque, no caso do Sport6, ele é o único hatch médio a venda no Brasil, então a GM, no fim das contas, atualiza a única alternativa de dois volumes aos crossovers médios, tornando-o um pouco mais atraente para quem não faz questão de dirigir no segundo andar.

As duas novas versões seguem com o motor 1.4 turbo flex de 153 cv e 24,5 kgfm combinado ao câmbio automático de seis marchas, e serão trazidas da Argentina. O Cruze Sport6 RS irá custar R$154.500 e terá uma nova dianteira, com para-choques remodelado, grade e teto pintados de preto, assim como tons mais escuros nos faróis e no emblema da Chevrolet.

A GM ainda diz que o Cruze RS tem uma calibração diferente na direção para obter melhor feedback em alta velocidade, além de uma recalibragem da suspensão, que ficou mais firme com a adoção de novos amortecedores e eixo traseiro mais rígido. O Cruze RS será a única versão disponível do hatchback e poderá ser comprado nas cores branco Summit, cinza Satin Steel, preto metálico e vermelho Chili — esta última exclusiva do RS.

Já o Cruze Midnight custará pouco menos, R$ 139.350, e traz acabamento em tons mais escuros que as versões LTZ e Premier (ele se posiciona entre as duas), desde o forro do teto até o acabamento das portas e painel. Por fora, ele terá faróis com máscara negra e elementos cromados substituídos por novos de cromo escurecido. A temática, claro, se mantém na paleta de cores, que oferece azul Eclipse, cinza Satin e preto Ouro Negro.

 

O Crossover camuflado que pode ser o novo Fiat Uno

O site Motor 1 captou imagens de um Crossover camuflado na Suécia, em testes de inverno, que pode ser o novo Uno. Sim, você entendeu corretamente, o Uno pode ser agora um “SUV” também.

O site diz que faróis e lanternas traseiras são do Opel Mokka, e a Opel, sabemos, é agora parte do grupo Stellantis. O perfil do carro parece bater com o do Opel, também, principalmente na linha de cintura e coluna C. Mas o Mokka é novo, e um face-lift agora, embora possível, é improvável.

O que estamos vendo aqui, se os boatos estiverem certos, é o novo Fiat Uno, que será baseado no Mokka, segundo essa especulação corrente. Ele então dividiria a plataforma, além do Mokka com o Peugeot 2008, o Citroen C4 e DS3 Crossback. Todos esses modelos são recentes, então este veículo de teste provavelmente não é para nenhuma dessas marcas. Sabemos que se fala no mundo Fiat de um novo subcompacto usando uma plataforma compartilhada.

Certos nomes, por sua importância original, teimam em não desaparecer, mesmo que o significado do modelo que tenha origem a tudo tenha há muito se esvaído nas brumas do tempo. Um novo Uno? Deixem os mortos descansar em paz, por favor. (MAO)

Lotus revela perfil de novo carro esporte

Mais uma para desesperar de vez os puristas: os próximos lançamentos da Lotus serão um SUV, um cupê de quatro portas, e um crossover pequeno. Todos os três elétricos, e fabricados em Wuhan na China. Não acho que Colin Chapman se ofendesse com produção chinesa; seu viés mercantilista aprovaria qualquer coisa desse tipo se fosse interessante financeiramente. Mas certamente está se revirando no túmulo feito ventilador imaginando o peso desses “Lotus”.

O quarto lançamento programado é finalmente um carro esporte, o tipo 135, que deve chegar em 2026. Elétrico também, claro; a empresa diz que o atual Elvira Elmira Emira é o último carro com motor a combustão que fará. O tipo 135, porém, será produzido na sede em Hethel, e desenvolvido em conjunto com o especialista em células de bateria Britishvolt. Deve, também, ser a base para um novo Alpine elétrico. E apesar de estar ainda num futuro distante, a empresa já mostrou um teaser de como será seu estilo. Apenas um esboço conceitual, tem muito de Esprit, embora os paralamas evoquem os anos 1960, uma coisa muito em voga em supercarros hoje em dia.

Deve usar a arquitetura E-Sports recém-desenvolvida, e será posicionado abaixo do hipercarro Evija.  Dependendo da configuração, a plataforma está sendo projetada para potências que variam entre 469 e 872 cv, bem como tração traseira e nas quatro rodas. Sua estrutura será 37% mais leve em comparação com a do Emira, enquanto as baterias podem ficar atrás dos assentos como um carro de motor central.

Já sabemos que a plataforma está sendo desenvolvida para acomodar baterias de 66,4 kWh e 99,6 kWh, com uma autonomia estimada de 483 a 724 km com uma única carga. Detalhes adicionais serão divulgados nos próximos anos, antes do lançamento confirmado de 2026. (MAO)

 

Documento revela peso do novo Nissan Z

Embora lançado em agosto de 2021 muitos detalhes do novo Nissan Z continuam desconhecidos. Agora, graças a um guia de pedidos vazado para o mercado canadense, alguns detalhes foram revelados. Para este mercado, por exemplo, três versões de acabamento serão oferecidos: Sport, Performance e Proto Spec. E este documento vazado dá um dado importante: o peso do carro nessas versões.

O Sport, básico, com caixa de câmbio manual, pesa nada menos que 1.581 kg. Troque o manual de seis marchas por um automático de nove marchas opcional e mais 29 kg aparecem, para um total de 1.610 kg. Como o 370Z básico MT pesava 1.511 kg, isso indica um aumento de 70 Kg. O Proto Spec automático pesará 1.634 kg.

Como as versões tem diferenças apenas visuais, de rodas e pneus (apenas o básico tem rodas de 18 polegadas, os outros, 19), e de equipamentos básico, certamente a versão básica será a de melhor desempenho. O Sport recebe freios dianteiros de 320 mm e traseiros de 308 mm, enquanto o Performance e o Proto Spec tem 355 mm e 350 mm.

O documento vazado, compartilhado pelo Nissan Z Club confirma também que o V6 biturbo de 3,0 litros produz 400 cv e 48 mkgf de torque. O carro deve estar disponível nas concessionárias do primeiro mundo durante fevereiro. (MAO)

 

Lee Noble funda mais uma marca: Exile

O Exile, segundo a revista Autocar

Uma boa notícia: Lee Noble, o designer e engenheiro que criou o Ultima, e o fabricante de carros esporte Noble, vai retornar à indústria de baixo volume com mais uma nova marca chamada Exile.  O primeiro carro, claro, é um carro esporte de dois lugares com motor central traseiro, e desempenho de supercarro moderno.

Equipado com um Ford Ecoboost V6 de 3,5 litros com turbo duplo de 504 cv, o Exile deve acelerar de 0 a 96 km/h em 3,5 segundos e atingir uma velocidade máxima de 270 km/h, de acordo com seu fabricante. A tração é traseira, por meio de um transeixo manual de seis marchas e diferencial blocante Graziano. Atualmente pesando apenas 1100kg em forma de protótipo, o Exile será um dos carros de alto desempenho mais leves de seu tipo.

Lee Noble e o primeiro Ultima, em 1982

Sua suspensão de duplo A sobreposto é controlada por amortecedores ajustáveis ​​de três vias, e pinças Wilwood em discos de freio ventilados aparecem em cada canto. Como é tradição com os carros de Noble, e para o desespero de muitos, o Exile não tem freio ABS, controle de tração ou controle de estabilidade.

O carro tem chassi em aço e carroceria em fibra de vidro, e mede 4.216 mm de comprimento e 1.828 mm de largura, com distância entre eixos de 2.438 mm. A produção pretende ser de  200 carros por ano a um preço unitário de “menos de £ 100.000”, segundo Noble declarou à Autocar. (MAO)


Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicos, histórias de carros e pilotos, avaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: 30% OFF na loja durante a 3ª temporada do Goodguys, acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, participação no nosso grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!). Exponha ou anuncie até sete carros no GT40 e ainda ganhe descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$ 26,90 / mês

ou

Ganhe R$ 53,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura básico. 15% OFF na loja durante a 3ª temporada do Goodguys, acesse todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de poder expor ou anunciar até três carros no GT402.

R$ 14,90 / mês

ou

Ganhe R$ 29,80 de
desconto no plano anual
(pague só 10 dos 12 meses)

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

ESTA Chevy GMC 500 2.0 16V Turbo
PODE SER SUA!

Clique aqui e veja como