FlatOut!
Image default
Pensatas Zero a 300

Over restoration: alguns carros de concursos de elegância podem ser mais customizados do que fazem entender


Quando pensamos em automóveis clássicos de extrema elite – especialmente os das décadas de 20 a 40 – que vencem premiações do tipo Best in Class em concursos de elegância, é quase inevitável pensarmos em automóveis com pinturas lisas como um espelho, com zero textura de casca de laranja, gaps de portas e capô zerados como um Bentley Continental GT 2018, assoalho brilhando como a parte de cima da carroceria, cada parafuso polido e interior absolutamente perfeito em cada poro. É um nível de perfeição tal que, somado ao design atemporal destes veículos, o resultado é uma presença divina, como um monolito de 2001 na forma de um automóvel. Fotos de época dos Talbot Lago do fim da década de 30 mostram carros maravilhosos, mas um pouco mais mundanos em termos de brilho e vãos e recessos de carroceria nas junções com acabamentos do que os que vemos na fotos de carros de Pebble Beach