A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Por que o “recorde” do Jaguar F-Pace SVR em Interlagos pode ser algo bom

Para haver um recorde de verdade, é preciso concorrência – que o diga a movimentada tabela de voltas mais rápidas em Nürburgring, com dezenas de categorias diferentes, cada uma em sua disputa pela soberania no Inferno Verde. Nürburgring é uma verdadeira Meca para os entusiastas, isto é fato – como também é fato que, com seus 20 km de asfalto, diferentes condições de piso, dezenas e dezenas de curvas e muita variação topográfica, um bom tempo no ‘Ring é uma ótima forma de medir a excelência de um projeto. Mesmo que não seja um esportivo puro-sangue. Até mesmo SUVs têm sua própria disputa de recordes em Nürburgring – e, atualmente, o Audi RSQ8 é o detentor do tempo mais rápido: 7min42s253, aferidos no fim de 2019.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

 

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

Agora, vamos voltar para o Brasil. Mais precisamente para São Paulo, no Autódromo José Carlos Pace – nosso adorado Interlagos. Por mais que não seja o destino dos sonhos de todos os fãs de carros do Planeta, Interlagos é algo nosso – um circuito cheio de história, que fez parte da gênese do automobilismo brasileiro, que já recebeu dezenas de edições da Fórmula 1, e que precisa ser valorizado, ainda mais nestes tempos de mudança na indústria automobilística e no próprio automobilismo.

E é por isso que achamos interessante a última ação da Jaguar no Brasil – eles levaram um F-Pace SVR, a versão mais potente e veloz de seu SUV, para uma volta rápida em Interlagos com o piloto Sérgio Jimenez, da Jaguar Brasil Racing, que recentemente foi o campeão da temporada 2018/2019 da Jaguar I-Pace Trophy, categoria monomarca feita para o utilitário elétrico da fabricante.

É um cara que conhece Interlagos e tem experiência com SUVs velozes. Confira o onboard abaixo – no qual dá para ouvir muito bem o delicioso rosnado do V8 supercharged de cinco litros, 550 cv e 69,3 kgfm de torque.

Com o Jaguar F-Pace nas mãos, Sérgio conseguiu virar 1min54s576 nos 4,3 km de Interlagos – e, de quebra, chegou aos 244 km/h na reta dos boxes. Para se ter ideia, um carro da Stock Car geralmente chega aos 250 km/h no fim da reta. Se você não está familiarizado com os tempos do circuito, fique sabendo: é uma bela marca. E uma boa forma de constatar isto é comparar este tempo com o ranking da Fullpower Lap, já tradicional disputa de tempos em Interlagos promovida pelos nossos colegas da revista.

Começando com a concorrência “dentro de casa”, de certa forma: no ranking de 2019, o Jaguar F-Type R, que tem exatamente o mesmo motor, mas pesa menos (1.665 kg, contra 2.070 kg do F-Pace SVR), virou 1min50s320 – pouco mais de quatro segundos mais rápido que o SUV, suficiente para ficar na quarta posição.

Para efeito de comparação, no topo do ranking de 2019 está o Porsche 911 Carrera S, com seu flat-six biturbo de três litros, 420 cv e câmbio PDK de dupla embreagem e sete marchas – ele virou 1min46s140. O segundo colocado foi o Audi R8 V10, com 610 cv e tração nas quatro rodas, que virou 1min47s641.

Na lista de 2019 da Fullpower Lap, o F-Pace SVR ficaria entre o 11º colocado, o Porsche 718 Boxster, que tem um flat-four biturbo de dois turbos e 300 cv e virou 1min54s210; e o 12º colocado, o BMW M2 – que tem 410 cv em seu seis-em-linha, também biturbo, e virou 1min57s692.

É claro que aqui estamos lidando com mundos totalmente diferentes – o F-Pace SVR é um SUV de duas toneladas que aposta na força bruta para ser veloz, e não um esportivo compacto, de entre-eixos curto, que nasceu para divertir ao volante e se sair bem na pista. Isto é um atestado à qualidade do trabalho que a Jaguar fez com o SVR, incluindo o acerto da suspensão, a adoção de discos de freio de 395 mm na dianteira e 396 mm na traseira, e as modificações aerodinâmicas que garantem um coeficiente aerodinâmico (Cx) de 0,37, baixo para um SUV de seu porte.

Agora, voltando à questão inicial… ainda não dá para dizer que o tempo do F-Pace SVR é um recorde, de fato, simplesmente porque não há tempos aferidos por outros SUVs para comparar. Mas seria interessante – o “algo bom” a que nos referimos no título deste post — se a iniciativa da Jaguar fosse seguida por outros fabricantes. Não temos Nürburgring, mas temos Interlagos, e seria divertido ver as as fabricantes que atuam aqui usando o autódromo em São Paulo como uma forma de medir forças, ganhar publicidade e nos entreter com onboards. Não precisam ser só SUVs!

 

Matérias relacionadas

Motor do AE86, 11.000 rpm e um piloto destemido: delicie-se com esse Toyota Starlet rasgando a montanha!

Dalmo Hernandes

Manobra PIT, TPAC e os métodos de interceptação usados pela polícia em perseguições

Leonardo Contesini

Relembre os primeiros carros importados para o Brasil nos anos 1990

Gustavo Henrique Ruffo