A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pensatas Projetos Gringos

Por que os carros antigos estão tão caros?

O sonho do antigomobilismo está cada vez mais distante para quem ainda não embarcou no seu clássico. O valor de um bom esportivo, como o Charger R/T ou o Maverick GT, saltou em quase dez vezes na última década - e, por osmose, o mesmo processo está se espalhando para os carros dos anos 1980, como Passat Pointer e Gol GTI. O que levou a este cenário de especulação e distorção de valores? E como fazer para comprar um carro antigo sem tanto sal? Como todo movimento de insatisfação, é comum a busca de um cristo. Muitos falam no sucesso dos filmes “60 Segundos” (2000) e “Velozes e Furiosos” (2001) como os grandes catalisadores do movimento de especulação. Mas é mais provável que mesmo eles já sejam o reflexo de um pano de fundo bem mais amplo e complexo: o Mustang Eleanor 1967 e o Charger 1970 de Toretto só foram sensacionais porque nossa cultura já vivia a todo vapor o resgate da cultura sessentista. Fenômenos assim não acontecem isoladamente. Um dos primeiros sinais dest

Matérias relacionadas

O que está acontecendo com a Ford — e como ela chegou à sua atual situação?

Leonardo Contesini

Retrô ao contrário: como os carros de hoje em dia seriam no passado?

Dalmo Hernandes

O maior motor de caminhão do mundo tem 24 cilindros, quatro superchargers, 3.500 cv e um ronco assustador

Dalmo Hernandes