A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Zero a 300

Prepare-se para ficar louco pelos Mustangs do SEMA Show 2017

Como você já deve estar sabendo a esta altura da semana, está rolando em Las Vegas a edição de 2017 do SEMA Show, o Salão dos preparadores e fornecedores de componentes e acessórios de personalização e preparação dos EUA. O fato de ser um evento criado pela turma do aftermarket, contudo, não impede que os fabricantes também façam seus carros exclusivamente para o evento — quase sempre em parceria com estas empresas terceirizadas. Já vimos o que a Dodge preparou para o SEMA, o que a Chevrolet levou a Vegas e agora vamos ver os Mustangs do evento.

Embora a Ford tenha colocado o Mustang Hoonicorn V2 de Ken Block — e seu V8 biturbo de 1.400 cv — no centro de seu estande, o Mustang que mais chamou a atenção neste ano é o Boss 302 1970 restomod de Robert Downey Jr. Esse aí embaixo:

1970-Ford-Mustang-Boss-302-by-SpeedKore-and-Robert-Downey-Jr-front-three-quarter-01

O carro foi feito pela Speedkore, a mesma preparadora que levou um Mustang com carroceria de fibra de carbono ao SEMA do ano passado, e contou com o envolvimento do ator durante todo o processo. O ponto-chave da restauração/atualização foram os painéis de fibra de carbono da carroceria. Nem tudo foi substituído, claro, mas o capô, os para-lamas, para-choques, tampa do porta-malas e spoiler dianteiro foram todos feitos do compósito de carbono. A pintura usa o tom amarelo Khaki da PPG.

1970-Ford-Mustang-Boss-302-by-SpeedKore-and-Robert-Downey-Jr-rear-three-quarter

O motor também recebeu atenção especial: trata-se de um Ford Performance Aluminator 5.0 V8, sobrealimentado por um supercharger Ford Performance/Roush — que também é um dos lançamentos da Ford para este SEMA. A SpeedKore também fabricou um sistema de escape exclusivo para o modelo. Só faltou divulgar a potência do carro… mesmo assim, pode apostar em algo na casa dos 600 cv, no mínimo.

1970-Ford-Mustang-Boss-302-by-SpeedKore-and-Robert-Downey-Jr-engine-01

A potência vai para as rodas traseiras através do câmbio Bowler T56 e um diferencial Detroit Speed Ford 9 — a mesma fabricante dos subchassis e da suspensão traseira Quadralink. Aliás, as rodas são feitas pela HRE, e lembram as rodas Minilite do Boss 302 de corrida dos anos 1970.

O interior do carro foi feito pela Gabe Street Rod Custom Interiors, que usou bancos esportivos revestidos de couro e tweed, o mesmo material no console central, um ar-condicionado com visual retrô, quadro de instrumentos com estilo clássico e alavanca de câmbio vazada.

A SpeedKore também levou ao SEMA um Mustang 2018 conversível com carroceria de fibra de carbono. Diferentemente do clássico, o modelo moderno teve todos os seus paineis substituídos pelo compósito, o que reduziu o peso do carro em 180 kg. O interior ganhou um novo revestimento de couro italiano marrom.

2018-speedkore-mustang-gt-014

As rodas são as belas HRE P204 de 20 polegadas, calçadas em pneus Michelin e cobrindo os discos de freio Brembo de 381 mm e as pinças de seis pistões na dianteira e quatro pistões na traseira. A suspensão sutilmente rebaixada usa coilovers Eibach Pro Street. O visual agressivo é completado pelo splitter dianteiro de carbono, dos para-lamas traseiros alargados, e pelo novo para-choques traseiro e difusor, também de fibra de carbono — e com o sistema de escape exclusivo da SpeedKore.

2018-speedkore-mustang-gt-015

Sob o capô o V8 5.0 ganhou o compressor Ford/Roush, que elevou a potência do powertrain para 700 cv e torque para 84,2 kgfm — ambos medidos no virabrequim.

E já que falamos na Roush, a preparadora fecha o ciclo dos Mustang do SEMA voltando ao Boss 1970, porém a versão 429. Batizado de Mustang 729, o modelo ganhou um kit de alargadores dos para-lamas impressos em 3D, uma nova pintura Grabber Green (que fazia parte do catálogo do Boss em 1969 e 1970), um scoop funcional no capô.

ROUSH-729-1

Como os demais Mustang, este também abusa da fibra de carbono, usando o material em seu splitter frontal, saias laterais e spoiler traseiro, além das capas dos retrovisores. A grade foi modificada enquanto a traseira recebeu um aplique preto, como no modelo clássico. Outra semelhança com o Mustang da SpeedKore é o conjunto de coilovers ajustáveis, os freios Brembo com pinças de seis pistões e as rodas de 20 polegadas, aqui fornecidas pela Vossen.

ROUSH-729-3

O motor recebeu, adivinhem só, um compressor Ford/Roush, que elevou a potência para 700 cv e 84,2 kgfm no virabrequim.

Matérias relacionadas

O que significam os símbolos e adesivos mais comuns da cultura JDM?

Leonardo Contesini

Pronto Spyder: o roadster de motor central-traseiro que poderia ter salvo a Plymouth

Dalmo Hernandes

O novo Mercedes-AMG GLA35, McLaren terá Senna Can-Am, os detalhes do novo carro de Gordon Murray e mais!