A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture

Quais picapes americanas deram origem às picapes clássicas brasileiras?

Oferta e procura sempre foi o modelo básico de definição de preços no mercado. Se muita gente quer algo, e não há algo para todos, os preços sobem. Se pouca gente quer algo, e há algo para mais que os poucos que o querem, os preços baixam. Funciona com praticamente tudo, dos combustíveis ao iPhone. Do Fusca 1970 à Ferrari 2021. Muita gente não compreende essa relação básica e insiste em reclamar da inflação de alguns modelos clássicos. É simples: muito mais gente quer um Gol GTI do que um Prêmio CSL. Como a oferta de ambos é praticamente a mesma, os preços do modelo mais desejado sobem. Há um tipo de carro no mercado de clássicos, contudo, cuja variação de preço parece fugir a esta regra. Ele não depende apenas de oferta e demanda. As picapes brasileiras dos anos 1980 e 1990 nunca tiveram um grande público disputando os melhores exemplares a tapa, mesmo assim, elas nunca foram trocadas por um punhado de notas de real como os Dodge V8 nos anos 1990. O motivo aqui é uma ce

Matérias relacionadas

Por que Nelson Piquet é o piloto mais zuêro  da história da Fórmula 1

Dalmo Hernandes

Porsche Doppelkupplungsgetriebe: a origem do câmbio PDK

Dalmo Hernandes

Circuito de Ebisu: onde os carros de drift levantam voo

Dalmo Hernandes