A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Pergunta do dia

Qual é o melhor site ou aplicativo para gerenciar gastos e despesas do seu carro?

Um dos primeiros conselhos que ouvi ao comprar meu primeiro carro dizia que “carros são uma segunda família”. Na época isso não fez muito sentido, afinal, tudo o que eu ganhava poderia ser torrado no carro, mas depois que comecei a pagar contas e, de fato, tive uma família o conselho se mostrou certeiro.

Não é apenas a questão de comprar comida, roupas, pagar a escola e o plano de saúde. Isso é o básico do negócio. Às vezes seu filho decide usar seu cartão de crédito para fazer compras na internet, apronta no condomínio e acaba trazendo uma multa no fim do mês. Um dia você liga a máquina de lavar e ela não enche de água, outro dia é o telefone que queima depois da tempestade, sua esposa fica doente e precisa de exames, sua filha detona sua conta telefônica, e todos aqueles imprevistos que toda família encontra de vez em quando.

Seu carro é exatamente como ela: você abastece apenas com gasolina aditivada ou premium, troca o óleo dentro dos intervalos previstos, os pneus são substituídos logo ao chegar no TWI e seu seguro — o estacionamento estão sempre em dia. Só aí já temos uma senhora despesa, às vezes muito maior que o combo padrão da casa — luz, telefone, TV, internet e água.

Mas às vezes você entorta a roda naquele buraco que o prefeito dos radares não tampou, algum troglodita abre a porta sem cuidado no supermercado, um desocupado acha que seu carro é uma tela em branco para uma pintura com pregos, o ventilador do ar-condicionado resolve entrar em greve por trabalhar demais no verão, o rolamento do cubo de roda começa a roncar mais que o seu sogro no domingo à tarde e por aí vai.

O fato é que carros, assim como você e sua família, estão sempre prontos para trazer uma despesa extra não prevista, e que você irá bancar sem arrependimentos, afinal, você ama esse negócio. Quem mantém uma planilha de custos certamente já ficou surpreso ao ver quando seu querido, amado e adorado automóvel gasta ao longo dos 365 dias de um ano. Outro dia, um grande amigo me enviou suas planilhas: seu Honda Fit 2011 consumiu nada menos do que R$ 16.328 durante um ano entre abastecimentos, multas, seguro, estacionamento e manutenção. Quase 50% do valor de tabela do carro.

Claro, esse argumento é usado por muitos vendedores para te convencer a comprar um carro novo — em vez de pagar mais 50% do valor do carro em despesas, use os 50% para comprar um mais novo. Como se um carro novo não tivesse despesas…

Você talvez não seja metódico como esse amigo do Honda Fit e nem guarde suas notas de abastecimento ou do estacionamento, mas não é por isso que você ficará sem saber quanto seu carro te custa por ano, ou por dia. Há alguns dias, o leitor Henrique Romano compartilhou um link bacana que calcula os gastos médios que você tem com seu carro.

Captura de Tela 2015-02-07 às 15.27.31

O nome do site é “Meu Carro é um Monstro”, uma brincadeira com o fato de nossos carros serem de fato monstros comedores de dinheiro. Você insere informações básicas sobre seu carro — modelo, ano de fabricação, de compra — e preenche os campos com suas despesas médias. Então ele calcula automaticamente quanto seu carro te custou até hoje, por dia, mês, ano e acumulado.

Captura de Tela 2015-02-07 às 15.31.55

O site tem jeitão de campanha de internet e de fato parece ser uma forma de mostrar que seu carro pode ser mais caro que o sistema de compartilhamento de carros que deverá ser lançado em breve por quem está por trás do “Meu Carro é um Monstro”. Mesmo assim, é uma das ferramentas mais interessantes para descobrir se seu carro está gastando muito o seu dinheiro, ou também para simular quanto você gastará por mês financiando aquele carro bacana que você está de olho — basta somar o valor do financiamento ao valor médio mensal da manutenção/desvalorização.

Captura de Tela 2015-02-07 às 15.32.42

 

Captura de Tela 2015-02-07 às 15.33.01

Ele só tem algumas falhas e limitações: ele considera o valor de tabela do seu carro — se você comprou abaixo da tabela o resultado será impreciso; seu carro não pode ser fabricado antes de 1985 — provavelmente por causa do valor comercial distorcido pelo mercado de antigos; e você não pode tê-lo comprado antes de 2001. Outro inconveniente é que mesmo tendo um carro econômico e que não gasta com seguro e estacionamento, o site irá considerá-lo “gastador”. Ignore esse resultado, atenha-se aos números e seja feliz (ou morra de raiva descobrindo que você torra uma fortuna com ele).

Agora, esta é a mais básica das ferramentas para controle de gastos e despesas com seu carro. A internet e as lojas de aplicativos para smartphones – Google Play, iTunes Store e a Loja do Windows Phone – estão repletos de alternativas bacanas para controlar a grana que você torra com seu carro. Qual é o melhor site ou aplicativo para gerenciar gastos e despesas do seu carro? A caixa de comentários é toda de vocês.

 

Matérias relacionadas

Qual carro teve a evolução mais significativa de uma geração para a outra?

Dalmo Hernandes

Que carro você compraria gastando entre R$ 60 mil e R$ 70 mil?

Dalmo Hernandes

Que carro você compraria gastando entre R$ 45 mil e R$ 55 mil?

Dalmo Hernandes