A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História Projetos Gringos Zero a 300

Quando o Porsche 911 se chamava “901” – e por que ele não se chama mais assim

Nine-eleven, novecentos e onze, 911. Todo entusiasta reconhece a importância deste nome, seja um fã ou um hater do esportivo da Porsche. Mas houve um tempo em que o 911 se chamava 901, e isto só mudou por causa da Peugeot. Você sabe que todo Peugeot, até pouco tempo atrás, tinha seu nome composto por três numerais, sendo que o numeral do meio era sempre o zero. Recentemente, alguns Peugeot começaram a ser batizados com nomes de quatro númerais, com dois zeros no meio – geralmente, crossovers baseados em modelos já existentes –, mas a tradição é mesmo de ter um zero só. Pois bem: como dissemos, houve um tempo em que o Porsche 911 se chamava 901. Era assim, por exemplo, quando ele foi apresentado no Salão de Frankfurt de 1963, como sucessor do incrivelmente bem sucedido 356. Levou um tempo ainda, porém, para que ele começasse a ser vendido. Isto só aconteceu no fim de 1964, depois que o Porsche 901 foi levado para o Salão de Paris em outubro de 1964. O novo Porsche foi tão be

Matérias relacionadas

Fiat Toro aparece sem disfarces na linha de produção, Ford lança EcoSport 1.6 com câmbio Powershift, Bugatti Chiron flagrado e mais!

Leonardo Contesini

Rádio-controlados: grandes pilotos e seus modelos de controle remoto

Leonardo Contesini

Mitsubishi Legnum V6 à venda: uma perua de Gran Turismo na sua garagem

Dalmo Hernandes