A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Carros Antigos

Rapid Transit System: a história do programa de preparação oficial da Plymouth nos anos 70

Não parece, mas a era de ouro dos muscle cars já aconteceu há meio século – quando "não havia melhoramento como mais deslocamento", como dizia Carroll Shelby. Quando, para vender um carro esportivo, bastava dar a ele uma bela seleção de motores V8, grandes ou maiores ainda, arranjar um nome bacana e colocá-lo para vencer corridas. Fosse nas mãos de profissionais, ou de semáforo em semáforo com pilotos de rua. A demanda era grande, a gasolina era barata e a concorrência, feroz – o cenário perfeito para que as fabricantes explorassem formas criativas de tornar seus muscle cars e pony cars ainda mais atraentes para seu público, que já era apaixonado e fiel. O mercado era um terreno fértil para versões especiais, programas de preparação e campanhas de marketing divertidas, irreverentes e bem humoradas. Os carros da Plymouth são um bom exemplo disto. A Dodge tinha o Charger B-Body como representante dos muscle cars maiores, um carro cujo nome significava "cavalo de batalha" em tradu

Matérias relacionadas

Touro no porão: a história do cara que construiu um Lamborghini Countach dentro de casa

Eduardo Rodrigues

Mitsubishi Lancer Evolution IX: a evolução em busca da perfeição

Leonardo Contesini

Este carro elétrico feito por um estudante deve ser o automóvel mais bonito já feito na China

Dalmo Hernandes