A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

Renault 5 voltará como carro elétrico, Lada Niva terá nova geração, o fim da embreagem dupla na BMW e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

Ainda não é assinante do FlatOut? Considere fazê-lo: além de nos ajudar a manter o site e o nosso canal funcionando, você terá acesso a uma série de matérias exclusivas para assinantes – como conteúdos técnicoshistórias de carros e pilotosavaliações e muito mais!

FLATOUTER

Plano de assinatura com todos os benefícios: acesso livre a todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site, download de materiais exclusivos, participação em sorteios e no grupo secreto no Facebook (fique próximo de nossa equipe!), além de veiculação de até 7 carros no FlatOuters e até 3 anúncios no site GT40, bem como descontos em oficinas e lojas parceiras*!

R$20,00 / mês

*Benefícios sujeitos ao único e exclusivo critério do FlatOut, bem como a eventual disponibilidade do parceiro. Todo e qualquer benefício poderá ser alterado ou extinto, sem que seja necessário qualquer aviso prévio.

CLÁSSICO

Plano de assinatura na medida para quem quer acessar livremente todas as edições da revista digital do FlatOut e demais matérias do site1, além de veiculação de até 3 carros no FlatOuters e um anúncio no site GT402.

De R$14,90

por R$9,90 / mês

1Não há convite para participar do grupo secreto do FlatOut nem há descontos em oficinas ou lojas parceiras.
2A quantidade de carros veiculados poderá ser alterada a qualquer momento pelo FlatOut, ao seu único e exclusivo critério.

 

Alpine será marca de elétricos e terá parceria com a Lotus

A Renault apresentou nesta quinta-feira um plano completo de reestruturação de suas marcas e modelos, e, entre as novidades, está a transformação da Alpine em uma marca de carros elétricos com uma pegada mais esportiva.

O plano, intitulado Renaulution (um trocadilho infame com Renault e “revolution”), foi apresentado em um documento de 82 páginas e traz uma imagem de três carros diferentes da Alpine que formam, segundo a Renault, a “garagem dos sonhos”: um modelo compacto com a legenda “for me” (para mim), seguido por algo que parece ser um crossover, com a legenda “for us” (para nós) e um esportivo com a legenda “for the weekend” (para o fim de semana). Este último parece ser o sucessor do Alpine A110.

O esportivo será desenvolvido em parceria com a Lotus, que também ingressou no ramo dos esportivos elétricos recentemente com o Evija — o carro mais pesado de sua história. Há uma expectativa de que os carros sejam leves, já que a Alpine deu uma lição de como se faz um carro leve com o A110 e até inspirou Gordon Murray em seu T.50, mas eu não apostaria nisso porque tanto a Lotus quanto a Alpine são formadas por engenheiros e não mágicos, e carros elétricos ainda precisam de baterias.

 

Os outros dois modelos da Alpine, contudo, não terão relação com a Lotus, e serão baseados nas plataformas CMF-B e CMF-EV. Ainda não há data para a chegada dos Alpine elétricos, mas a Renault diz que espera tornar a marca lucrativa a partir de 2025, então eles não devem demorar a aparecer.

 

Renault 5 voltará a ser produzido como elétrico

Outro ícone francês de outrora que será transformado em um modelo elétrico é o clássico Renault 5. A fabricante apresentou o conceito 5 Prototype, que é uma releitura moderna e descolada do compacto que foi o antecessor do Clio e ícone do Grupo B do WRC.

O conceito foi uma grata surpresa, porque conseguiu modernizar os elementos do design original de forma criativa, interessante e coerente. O que mais me chamou a atenção pela boa sacada foi o antigo logotipo do losango listrado, que ganhou uma versão hi-tech em que as listras remetem a um circuito elétrico vibrante.

A tomada de ar no capô, deslocada para a esquerda do carro, presente nas versões mais apimentadas do clássico, foi usada aqui para abrigar a tomada de recarga, enquanto os icônicos faróis de milha da versão mais radical foram lembrados na forma das DRL do conceito.

O Renault 5, como os Alpine, também não tem data para ser lançado, mas também não deve demorar a aparecer porque a Renault espera que os elétricos correspondam a 30% de suas vendas até 2025. Para isso ela terá sete novo modelos elétricos nos próximos quatro anos — três da Alpine, este R5 Prototype e uma renovação eletrificada do Renault 4. Não é interessante como as fabricantes vêm apelando ao passado para  nos conquistar com os elétricos?

 

BMW deixará de usar embreagem dupla nos modelos M

Não acho que alguém seja fã de transmissões de dupla embreagem, mas caso você seja um e queira um BMW com esse tipo de caixa, é melhor se apressar para garantir os últimos M2 desta geração, porque eles serão os últimos BMW equipados com um câmbio DCT. Depois disso, a única alternativa aos manuais será o câmbio automático de oito marchas com conversor de torque — nos modelos M, inclusive.

Segundo o pessoal do BMW Blog, que apurou a informação, a BMW decidiu aposentar os câmbios de sete marchas e embreagem dupla porque o atual ZF8HP de oito marchas já se iguala ao DCT em termos de tempo de troca e controle; porque a marcha adicional permite um escalonamento “close ratio”, é mais econômico e permite o uso do sistema de tração integral xDrive, com ou sem o modo drift.

 

Ecurie Ecosse anuncia série de continuação do Jag C-Type

A lendária Ecurie Ecosse anunciou que irá produzir sete exemplares de continuação do Jaguar C-Type, o carro com o qual ela conquistou nada menos que 59 pódios entre 1951 e 1955.

Os carros serão praticamente idênticos aos dos anos 1950, construídos a mão em Coventry, como os originais, com direito à carroceria de alumínio aeronáutico revestindo os chassis de treliça espacial (spaceframe) de aço, como idealizado por Malcolm Sayers, o criador do C-Type.

Todos, claro, terão a combinação de azul e branco dos carros da equipe, que era identificado pelas cores nacionais da Escócia, incluindo até mesmo os escudos Ecurie Ecosse pintados a mão.

Por dentro, os bancos concha de época também serão feitos de alumínio com revestimento de couro azul. À única concessão à modernidade são os cronômetros Tag Heuer “Master Time”, afixados ao painel do carro.

Debaixo do capô os C-Type escoceses terão uma versão do motor XK seis-em-linha da Jag, capaz de produzir 300 cv com uma pequena alteração no deslocamento, que não terá 3,4 litros como o original, e sim 4,2 litros, além de injeção mecânica de combustível. O câmbio também não será exatamente idêntico, porque originalmente o C-Type usava um manual de quatro marchas e esta continuação terá um manual de cinco marchas.

Além do motor, a suspensão e os freios também foram modificados e melhorados, e com todas as mudanças este novo C-Type vai de zero a 100 km/h em 5,2 segundos e segue até os 250 km/h, segundo a Ecurie Ecosse.

O primeiro dos sete exemplares já está concluído e disponível para testes na loja da Ecurie Ecosse em Londres, mas os preços não foram divulgados.

 

Lada Niva ganhará nova geração

As novidades da Renault atingiram até o veterano Lada Niva. O modelo também fará parte da renovação da marca — que agora pertence aos franceses — e ganhará uma nova geração até 2025.

O novo Niva será baseado na plataforma CMF-B, a mesma do novo Clio e do Captur, e será um pouco mais compacto que sua versão original. Isso, porque ele deixará de ter a versão de duas portas para ser feito apenas com quatro portas — as portas traseiras deverão ter maçanetas embutidas na coluna C.

Quanto ao visual, ele é mais um conceito retrô que a Renault apresentou nesta manhã. Embora tenha sido apenas na forma de esboço, ele irá manter os piscas sobre os faróis, a dianteira “achatada” e os faróis circulares que marcam o design original do carro.

Não há detalhes sobre motorização nem do visual da traseira do carro, mas a plataforma CMF-B dá pistas de que ele irá compartilhar os motores com os demais carros construídos sobre esta base, notadamente o atual 1.3 turbo que também é compartilhado com a Mercedes-Benz.

 

Matérias relacionadas

Fiat revela o interior do Cronos, Ford Ka de cara nova (e interior também), o fim da “family face” da Audi  e mais!

Leonardo Contesini

O fim do Ford Focus no Brasil, Mercedes lança nova geração do Classe B, Porsche confirma produção do 911 Speedster e mais!

Leonardo Contesini

FlatOut 56 conta a história do Santana no Museu da Imprensa Automotiva!

Juliano Barata