A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Automobilismo Zero a 300

Robert Kubica na Fórmula 1: a trajetória, o drama e a incrível volta por cima

Era 6 de fevereiro de 2011, e a 20ª edição do Ronde di Andora estava começado. A prova era a segunda etapa do Italy Ronde, campeonato regional de rali realizado na Itália – uma competição pequena, à moda antiga, disputada por pilotos jovens e promissores que esperam ser notados por seu desempenho; por amadores que podiam ou não ter talento, mas que tinham carros; e por pilotos profissionais que queriam aproveitar seu tempo longe dos carros de corrida... acelerando em carros de corrida. Era o caso do polonês Robert Kubica, então com 26 anos de idade e cinco de Fórmula 1. Em seu tempo livre ele participava de ralis pela Europa, e aquela era a primeira vez que ele corria com o Škoda Fabia S2000, versão de competição do hatchback feito sobre a plataforma do Volkswagen Polo e movido por um quatro-cilindros aspirado de dois litros, preparado para entregar cerca de 270 cv. Por sua origem tcheca, os carros da Škoda são bastante populares

Matérias relacionadas

Hypercars: conheça todos os detalhes técnicos da nova categoria das 24 Horas de Le Mans 

Leonardo Contesini

Como nascem os ícones: a força e a importância da rivalidade nas pistas (e nas ruas)

Leonardo Contesini

A nova cara da Ford Ranger, Pirelli será vendida aos chineses, Christian Fittipaldi vence as 12 Horas de Sebring e mais!

Leonardo Contesini