FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Sabe o que acontece quando alguém dá 1.000 cv a um hot hatch japonês?


Quem acompanha as preparadoras europeias sabe que os alemães não sabem brincar — eles já chegam com os dois pés na porta. Veja a Brabus, por exemplo. Eles pegam um Mercedes Classe C e dão a ele um V12 de 700 cv. O mesmo acontece com a Alpina, que faz a versão esportiva do Série 7 que a BMW nunca quis fazer, e com a RUF, que faz os únicos Porsche 911 de oito cilindros do planeta e já teve o carro mais rápido do mundo.

Imagine então o que acontece quando esse tipo de maluco coloca as mãos em um hot hatch japonês da década de 90 e decide levá-lo ao limite? Não precisa imaginar. A resposta é este Mitsubishi Colt com nada menos do que 978 hp e 88,8 mkgf!

A brincadeira foi invenção da Boba Motoring, que já fez alguns Golf de 1.000 cv. Aparentemente o motor 2.0 original deu lugar a outro de comando duplo — provavelmente do Eclipse ou Lancer — e recebeu um turbocompressor que produz 3,4 bar de pressão máxima a (está sentado?) 9.000 rpm! Quem disse que motores turbo não podem girar alto?

Toda essa grosseria combinada com o sistema de tração integral e o baixo peso do carro (1.120 kg), resulta em um desempenho que deixaria certos europeus morrendo de inveja: zero a 100 km/h em 3 segundos, 100 a 200 km/h em 3,7 segundos e velocidade máxima de 315 km/h limitada pela relação do câmbio/diferencial. Caramba, o que esses caras estão esperando para instalar um câmbio de seis marchas do Lancer Evo?

Este Uno 1.5R pode ser seu!

Participe!

Clique aqui e veja como

Compartilhe agora