A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture História

Santa Matilde: o fora-de-série com mecânica de Opala que fez sucesso nos anos 1980

Foto: Pedro Meurer/Flickr Antes de 1990, carros importados não tinham espaço nas ruas do Brasil – automóveis que não fossem fabricados aqui eram simplesmente proibidos de entrar no País. Boa parte dos automóveis que saía das fábricas era de projetos com dez anos de idade ou mais, atrasados em relação ao resto do mundo. Mas as fabricantes de eram criativas e, na maioria das vezes, conseguiam manter seus modelos atualizados ao longo dos anos, valendo-se de facelifts inspirados em carros vendidos lá fora e atualizações mecânicas nos motores que já existiam. É claro que, com o tempo, ficou evidente que nossos carros estavam ultrapassados, mas isto não significa que alguns deles não fossem memoráveis. Foto: Ennyus/Flickr Uma solução alternativa para quem queria um carro diferenciado era comprar um fora-de-série: os modelos produzidos com base em carros que já existiam, por companhias menores, geralmente de forma artesanal e em menor escala – por um misto de falta de re

Matérias relacionadas

Chrysler Viper GTS-R: a primeira versão de corrida do ícone da Dodge nos anos 90

Dalmo Hernandes

Alpine A110 ou Renault 5 Turbo: estas duas lendas do rali francesas estão à venda – e você só pode escolher um deles!

Dalmo Hernandes

Trailers e motorhomes: como surgiram as casas sobre rodas?

Dalmo Hernandes