A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Car Culture Vídeo

Seat Leon Cupra ST é a perua mais rápida de Nürburgring Nordschleife

Há quem acredite que timing é tudo nessa vida: a capacidade de estar no lugar certo e fazer a coisa certa na hora certa é a chave para o sucesso. E, nesse caso, o timing da Seat foi perfeito: eles acabam de divulgar que o Leon Cupra ST é o novo recordista no Nürburgring Nordschleife entre as peruas, com um tempo de 7:58,12 – bem no início do Wörthersee e a poucos dias das 24 Horas de Nürburgring do WTCC.

“Mas o Seat Leon Cupra já não tinha um recorde?”, talvez você esteja se perguntando. E, se estiver, é porque provavelmente lembra que no ano passado a briga pelo recorde de tração dianteira em Nürburgring foi cabulosa: em março de 2014, o Seat Leon Cupra SC (o hatchback) superou o recorde anterior, que pertencia ao Renault Megane RS Trophy 265, ao completar uma volta no anel norte do Inferno Verde em 7:58,4. Isso é quase dez segundos mais rápido que os 8:07,97 do hatchback francês de 265 cv, medidos em 2011. O onboard abaixo vai ajudar a refrescar sua memória.

Foi uma questão de tempo até que a Renault reagisse. Extraindo mais 10 cv do 2.0 turbo do Mégane, que passou a se chamar RS Trophy 275, o piloto francês Laurent Hurgon recuperou o trono de Nürburgring (que já havia sido dele em 2011) ao cravar 7:54,36. Foi um tempo que colocou o Mégane ao lado de caras como o Porsche 911 Turbo 997 (que também virou 7:54) e o tornou mais rápido que a Ferrari F430 (7:55).

E era o recorde até março de 2015, quando a Honda anunciou que, em maio de 2014, um exemplar de pré-produção do novo Civic Type R virou impressionantes 7:50,63 – e a fabricante garante que o modelo final será ainda mais rápido.

 

De qualquer forma, o recorde de hoje é importante porque a Seat conseguiu superar seu próprio recorde com o Cupra ST, equipado com um 2.0 turbo de 280 cv muito parecido com o encontrado no Golf R (e câmbio manual de seis marchas!), por exemplo, e porque eles o fizeram com a versão wagon, que se tornou a perua mais rápida a percorrer o Nürburgring em todos os tempos, com 7:54,12. São quase 15 segundos a menos que a recordista anterior, a Audi RS4 Avant e seu recorde de 8:09 estabelecido em 2006.

Mas como foi que o piloto Jordi Gené conseguiu superar o recorde anterior com uma versão maior e mais pesada do Seat Leon Cupra SC, equipada com o mesmo motor de 280 cv?

leon-cupra-ring (3)

leon-cupra-ring (6) leon-cupra-ring (2)

De acordo com a ficha técnica, a perua Cupra ST pesa 45 kg a mais que o hatch Cupra SC e é 27 cm mais longa. Tecnicamente seriam duas desvantagens importantes, mas Gené explicou ao TopGear.com que o eixo traseiro do ST se comporta de forma mais previsível e progressiva nas curvas de alta, enquanto o ganho de velocidade nas retas é maior graças ao menor coeficiente de arrasto aerodinâmico. Assim, se nas saídas de curva a perua é um pouco mais lenta, nas curvas de alta e nas retas a velocidade extra compensa a perda.

leon-cupra-ring (1)

“Com a carroceria mais longa dá para brincar com a traseira e posicionar melhor o carro. Dá uma sensação muito boa quando você desconecta o controle eletrônico de estabilidade”, comenta Gené.

leon-cupra-ring (7)

Além disso, a exemplo do hatch SC, a perua tem diferencial dianteiro de deslizamento limitado com controle eletrônico de estabilidade e atuador eletrônico. Como já comentamos, o sistema é capaz de transferir até 100% do torque para uma única roda, o que ajuda a reduzir o subesterço ao colocar a força na roda que fica do lado de fora da curva.

E como é tudo isso em ação? O divertido vídeo divulgado pela Seat abaixo dá uma pista:

O que a gente gostaria mesmo de ver, porém, é o onboard completo. Provavelmente não vai demorar muito mais tempo para que ele seja disponibilizado online, e nós vamos atualizar o post quando isto acontecer.

Matérias relacionadas

Qual é a deste cara dirigindo um caminhão com três alavancas de câmbio?

Dalmo Hernandes

O incrível e bizarro Fusca widebody com motor Porsche feito pela Oettinger

Dalmo Hernandes

Carros e espaços: onde a cena acontece espontaneamente (e uma breve reflexão)

Dalmo Hernandes