A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

A brutalidade de um Chevrolet Corvette e um Porsche 911 de corrida em Road Atlanta

Às vezes, tudo o que você quer para começar bem uma quinta-feira é de um bom onboard com carros de corrida. E é exatamente isto o que a gente trouxe hoje, veja só! Como se não bastasse, são dois: um Chevrolet Corvette e um Porsche 911. Os dois são pretos, malvados, barulhentos e difíceis de guiar – e ambos os vídeos são alucinantes!

O palco é Road Atlanta, o circuito americano que recebeu o Classic Motorsports Mitty 2017, evento de clássicos do jeito que a gente gosta: corridas com bólidos antigos, exposições e mais corridas com bólidos antigos. E estamos falando de corridas mesmo, e não pegas amistosos entre cavalheiros. As voltas de classificação são brutais, e as sessões de treinos duram horas.

Todos os anos o Mitty dá destaque a uma fabricante diferente e, desta vez, foi a Porsche. No entanto, o evento tem diversas categorias e é aberto a todas as marcas. E foi por isto que o americano Jody O’Donnell pode acelerar seu Chevrolet Corvette 1969 como se deve. Ou quase.

O interior é escuro e apertado, não há mais do que o necessário para acelerar e o ronco produzido pelas saídas de escape nas laterais invade o interior do carro sem cerimônia. Mas isto é só o começo: Jody tem a visão obstruída por um enorme scoop no capô do carro, que garante que mais ar chegue ao gigantesco V8 de 7,2 litros; e ainda precisa se esforçar bastante para manter o carro na trajetória, pois a traseira escapa muito por causa do excesso de torque frente ao grip disponível, e o diferencial é autoblocante.

Jody O'Donnell, 69 Corvette

Nada disso abala Jody, que leva o carro ao limite (em vários momentos, com apenas uma das mãos ao volante (atitude badass, porém altamente irresponsável) e deixa que o V8 libere toda a sua capacidade vocal. O torque é tanto que as reduções de marcha são poucas, e o ronco embaralhado em baixas rotações mostra que o Corvette é serious business.

1200px-Road_Atlanta_track_map

Road Atlanta é um circuito longo e veloz, com mais de 4 km de extensão, doze curvas e uma boa seleção de trechos de média e alta velocidade – como os famosos “Esses” entre as curvas 3 e 5. Jody sua o macacão para dar as melhores voltas que pode e, de acordo com a descrição do vídeo, vira tempos na casa dos 1:30. Na terceira volta, porém, ele freia tarde demais no fim da reta e roda com o carro pouco antes da entrada da curva 10A, primeira metade da chicane instalada em Road Atlanta no fim da década de 1990. Apesar do imprevisto, Jody ficou com a pole position e venceu a corrida.

O outro onboard que a gente trouxe também é de um monstro com pintura negra, porém com o motor lá atrás: um Porsche 911 RSR 1974, pilotado por Todd Treffert. De cara, dá para notar que é um carro muito mais equilibrado que o Corvette. O boxer de três litros arrefecido a ar entrega sua força de forma muito mais linear, sem (muitos) atropelo, mas é fácil notar a natureza traiçoeira inerente a todo 911 clássico, com o peso concentrado nas rodas de trás. Lembrando que o 911 RSR vinha aliviado de fábrica, com interior espartano e painéis ligeiramente mais finos na carroceria, para chegar aos 900 kg.

Todd larga na primeira posição e permanece assim até o fim da corrida. Nas primeiras voltas, a pista está praticamente limpa e as voltas são feitas sem pressão. Da metade do vídeo em diante (são quase 14 minutos), porém, Todd precisa realizar algumas manobras bem calculadas para evitar incidentes. Mesmo que sejam ultrapassagens sem compromisso (afinal, são todos retardatários), é sempre impressionante ver um carro dominar todos os outros na pista.

Foi a 40ª edição do The Mitty, e o RSR de Todd foi só uma das atrações. Os carros que disputaram com ele também fizeram bonito, como a galeria abaixo comprova. Considere um bônus – e uma boa hora para escolher um novo wallpaper…

road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_1 (1) road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_10 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_8 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_17 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_6 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_33 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_3 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_29 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_30 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_25 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_24 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_23 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_22 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_18 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_16 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_11 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_13 road_atlanta_hsr_saturday_grid_170422_15

 

Fotos: Goodwood Road & Racing

Matérias relacionadas

Spa, 25 anos depois: filho de Schumacher comemora primeira vitória do pai pilotando Benetton do 1º título

Dalmo Hernandes

Este cara dirige um Porsche 911 GT1 de Le Mans nas ruas e estradas

Dalmo Hernandes

Você não vai encontrar quem pilote um BMW M3 melhor do que este cara

Dalmo Hernandes