A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Zero a 300

STF libera redução do DPVAT para 2020, novo Onix tem reajuste de preços, Toyota lança Yaris GR de 260 cv e mais!

Bom dia, caros leitores! Bem-vindos ao Zero a 300, a nossa rica mistura das principais notícias automotivas do Brasil e de todo o mundo. Assim, você não fica destracionando por aí atrás do que é importante. Gire a chave, aperte o cinto e acelere conosco.

O Zero a 300 é um oferecimento do Autoline, o site de compra e venda de veículos do Bradesco Financiamentos. Nesta parceria, o FlatOut também apresentará avaliações de diversos carros no canal de YouTube do Autoline – então, clique aqui e se inscreva agora mesmo (e não esqueça de ativar o sininho)!

 

STF revê decisão e libera redução do DPVAT

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) voltou atrás em sua decisão de suspender a redução do seguro DPVAT nesta última quarta-feira (9). O ministro reconsiderou a decisão após recurso da União, no qual constava que a Seguradora Líder omitiu a informação de que há R$ 8,9 bilhões disponíveis no fundo administrado pelo consórcio.

Segundo a União “mesmo que o excedente fosse extinto imediatamente, ainda haveria recursos suficientes para cobrir as obrigações do Seguro DPVAT”. O que causa uma certa confusão na opinião pública é que os R$ 8,9 bilhões disponíveis fazem parte da reserva técnica do DPVAT, que é o valor usado para cobrir as indenizações — e não tem relação com o lucro das seguradoras e com as despesas administrativas. Daí a motivação do Conselho Nacional de Seguros Privados para reduzir o valor para 2020.

 

Com a nova decisão, passa a valer a resolução publicada pelo Conselho Nacional de Seguradoras Privadas (CNSP), que reduziu o preço do DPVAT da seguinte forma:

  • Automóveis, táxis e carros de aluguel: de R$ 16,21 para R$ 5,23 ;
  • Ciclomotores: de R$ 19,65 para R$ 5,67
  • Caminhões: de R$ 16,77 para R$ 5,78
  • Ônibus e micro-ônibus não-fretistas: de R$ 25,08 para R$ 8,11
  • Ônibus e micro-ônibus fretistas: de R$ 37,90 para R$ 10,57
  • Motos: de R$ 84,58 para R$ 12,30

Os proprietários que já pagaram o seguro terão a diferença de valores ressarcidos pela seguradora Líder. O procedimento para receber o ressarcimento será divulgado ainda nesta sexta-feira (10). Os motoristas que ainda não fizeram o pagamento deverão reimprimir as guias de pagamento pela internet. (Leo Contesini)

 

Ram 1500 deve chegar ainda em 2020

A Ram 1500, picape leve da FCA, deve ser lançada no Brasil ainda em 2020. Quem obteve a informação foram os colegas do Motor1.com, que conversaram com Breno Kamei, diretor de planejamento da empresa na América Latina, durante a CES 2020 em Las Vegas.

De acordo com a publicação, a Ram 1500 terá três opções de motorização. Confirmados estão os motores V8 Hemi de 5,7 litros, 395 cv e 56,6 kgfm de torque, a gasolina; e o V6 a diesel de três litros com 264 cv e 66,3 kgfm de torque. Haverá, ainda, uma versão com sistema híbrido de 48V, embora ainda seja uma incógnita o motor de combustão interna utilizado. É bem provável que todos os motores sejam acoplados ao mesmo sistema de transmissão, com câmbio automático de oito marchas e tração 4×4.

O motor maior e mais potente faz sentido – a Ram 1500 é maior do que as concorrentes Ranger e S10, tendo porte mais próximo da Ford F-150 e da Toyota Tacoma, por exemplo. Apesar disto, ela não exigirá carteira de habilitação do tipo C, como ocorre atualmente com sua irmã maior, a Ram 2500. O preço ainda não foi confirmado. (Dalmo Hernandes)

 

Toyota GR Yaris é revelado com motor 1.6 turbo de 260 cv

Falando em hot hatches: a Toyota revelou ontem (9) o GR Yaris, o pocket rocket que já dissemos ser um dos nossos carros mais esperados de 2020. E eles não decepcionaram: o monstrinho parece extremamente desejável.

Agora temos números de potência: o motor 1.6 turbo de três cilindros entrega 260 cv a 36,6 kgfm de torque – claro, há a indução forçada, mas números desse calibre em um motor tão pequeno são sempre impressionantes.

E não é só isto: como falamos, a Toyota Gazoo Racing inspirou-se em seus recentes esforços no World Rally Championship para fazer o GR Yaris, e por isto ele tem um sistema de tração 4×4 permanente, aliado a um câmbio manual de seis marchas “inteligente” – de acordo com a fabricante, uma embregem multidisco encarrega-se de variar a distribuição de torque entre as rodas em tempo real, e pode até mesmo enviar tudo para as rodas traseiras por um período limitado.

Esteticamente, o GR Yaris também não decepciona: carroceria de duas portas, aerodinâmica mais agressiva, uma enorme grade dianteira que cumpre uma função de verdade, e rodas de 18 polegadas com pneus Michelin Pilot Sport 4S. Isto posto, não é nada exagerado. Gostamos, simples assim. Ah, as rodas acomodam freios dianteiros com discos slotados de 356 mm de diâmetro, e a GR oferecerá como opcional o Circuit Pack, que conta com diferenciais Torsen com autoblocante nos dois eixos e suspensão retrabalhada.

Ficamos empolgados com o GR Yaris simplesmente por ele existir, e mostrar que os hot hatches e pocket rockets podem, ainda, salvar os esportivos entusiastas quando tudo parecer perdido. Mesmo que o “nosso” Yaris seja um carro diferente, e que este novo Yaris não tenha muitas chances de ser oferecido no Brasil. De todo modo, em breve a Toyota deve dar mais informações técnicas a respeito do GR Yaris. (Dalmo Hernandes)

 

Honda Civic Type R é reestilizado e perde entradas de ar falsas na dianteira

O Honda Civic Type R, que infelizmente não é vendido no Brasil por falta de espaço no mercado, acaba de ser reestilizado para a linha 2020.

As mudanças são discretas, mas importantes: a dianteira agora fica um pouco menos agressiva e um pouco menos polêmica, visto que perdeu o padrão que imitava grades de ventilação falsas no para-choque dianteiro. A moldura continua lá, porém com o contorno ligeiramente atualizado e uma superfície plástica lisa. E as entradas de ar verdadeiras continuam aparecendo, bem menores que as tais molduras.

Honestamente, isto me parece implicância – na prática o carro não mudou quase nada esteticamente. E as saídas de ar falsas na traseira foram mantidas. Faz mesmo tanta diferença assim?

De todo modo, a reestilização de meia-vida pode segurar as pontas do Type R por mais alguns anos. Especialmente porque a mecânica – que é o que importa de verdade – continua a mesma, e ainda é muito atraente: um motor 2.0 turbo de 310 cv e 40,8 kgfm de torque acoplado a uma caixa manual de seis marchas com relações bem próximas. De verdade: se o Civic Type R fosse vendido no Brasil, poderia vir até com mais entradas de ar falsas que eu não iria me incomodar nem um pouco. (Dalmo Hernandes)

 

Conheça o Subaru FUCKS

Eu não sei se Singapura tem um dia da mentira, nem se ele é comemorado em 1º de abril ou em 9 de janeiro. O que eu sei é que este Subaru FUCKS (dispensa tradução, certo?) é um conceito oficial da fabricante, feito exclusivamente para o Salão de Singapura, que está rolando neste momento.

Também não sei se foi intencional ou se ninguém na Subaru percebeu o acrônimo que seria formado ao batizarem este conceito de Forester Ultimate Customized Kit Special edition — até porque as iniciais estão destacadas no estande, mas somente o “F”, o “U”, o “C” e o “K”. O “e” de edition está em minúscula, o que confunde mais do que explica.

O conceito não é nada muito relevante para nós, brasileiros — mesmo os subaristas. Trata-se de um Forester com uma pintura azul aparentemente mais forte que o clássico “Blue Mica” da marca, combinado a faixas rosa, cor tradicional da divisão STI. Além disso, ele tem um spoiler desajeitado na traseira e rodas de 20 polegadas instaladas sobre as pinças de freio amarelas.

No porta-malas nada de colchões d’água ou compartimentos acarpetados. Em vez disso ele tem um sistema de áudio com amplificadores e subwoofers da Focal, e bancos de couro com suede. E o carro nem tem um desempenho tão FUCKS assim: o motor 2.0 é aspirado e tem 156 cv que são distribuídos para as quatro rodas e moderados pela transmissão CVT. (Leo Contesini)

 

Honda Biz 125 2020 chega com novas cores e parte de R$ 10.077

A Honda apresentou nesta semana a nova linha 2020 da Biz, sua popular underbone – que, não por acaso, foi a segunda motocicleta mais vendida do Brasil em 2019, com 155.920 exemplares emplacados.

A Honda Biz 2020 não mudou tecnicamente: ela continua equipada com um monocilíndrico arrefecido a ar de 124,9 cm³, 9,2 cv e 1,04 kgfm de torque, mais câmbio de quatro marchas com embreagem automática. A novidade fica por conta das novas cores – Branco Perolizado, Cinza Metálico, Vermelho Perolizado e Prata Metálico. Além disso, o desenho das rodas de liga leve também é novo.

Custando R$ 10.077, a nova Biz 2020 continua oferecendo freios combinados CBS, com disco na frente e tambor atrás; e painel digital do tipo blackout. (Dalmo Hernandes)

 

Chevrolet revela novos preços do Onix com reajuste

A Chevrolet enfim revelou a nova tabela de preços do Onix, que havia recebido um reajuste de preços no início do mês. No Onix hatch os aumentos variam de R$ 1.000 a R$ 1.900, o sedã Onix Plus os aumentos variam entre R$ 500 e R$ 1.900. O reajuste afera apenas nos preços, o pacote de equipamentos do Onix passou para 2020 inalterado.

O Onix mais barato é o hatch 1.0 na versão básica sem nome, que se aproxima da faixa de R$ 50.000 com o novo preço de R$ 49.690. No outro extremo da gama tem o Onix Plus Premier que se aproxima do valor de R$ 80.000, com preço de R$ 75.090, isso sem os opcionais. (Eduardo Rodrigues)

VERSÃO PREÇO ANTERIOR PREÇO ATUAL DIFERENÇA
Novo Onix 1.0 R$ 48.590 R$ 49.690 R$ 1.100
Novo Onix 1.0 LT R$ 51.590 R$ 52.890 R$ 1.300
Novo Onix 1.0 LT (completo) R$ 55.590 R$ 56.990 R$ 1.400
Novo Onix 1.0 Turbo AT R$ 55.590 R$ 56.990 R$ 1.400
Novo Onix LT 1.0 Turbo MT R$ 57.990 R$ 59.290 R$ 1.300
Novo Onix LT 1.0 Turbo AT R$ 62.890 R$ 64.790 R$ 1.900
Novo Onix LTZ 1.0 Turbo MT R$ 60.990 R$ 62.490 R$ 1.500
Novo Onix LTZ 1.0 Turbo AT R$ 66.290 R$ 67.890 R$ 1.600
Novo Onix Premier AT R$ 69.990 R$ 71.790 R$ 1.800
Novo Onix Premier AT (completo) R$ 72.990 R$ 74.790 R$ 1.800
Novo Onix Plus 1.0 LT MT R$ 54.990 R$ 56.190 R$ 1.200
Novo Onix Plus 1.0 LT MT (completo) R$ 58.990 R$ 60.290 R$ 1.300
Novo Onix Plus 1.0 Turbo AT R$ 58.790 R$ 60.090 R$ 1.300
Novo Onix Plus LT 1.0 Turbo MT R$ 61.190 R$ 63.090 R$ 1.900
Novo Onix Plus Turbo LT 1.0 Turbo AT R$ 66.490 R$ 68.390 R$ 1.900
Novo Onix Plus 1.0 Turbo LTZ MT R$ 65.790 R$ 66.290 R$ 500
Novo Onix Plus 1.0 Turbo LTZ AT R$ 70.990 R$ 71.590 R$ 600
Novo Onix Plus Premier R$ 74.090 R$ 75.090 R$ 1.000
Novo Onix Plus Premier (completo) R$ 77.090 R$ 78.090 R$ 1.000

 

Lifan desmente que saiu do Brasil e anuncia parceria com a Brilliance

O presidente da Abeifa (Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores), José Luiz Gandini, declarou durante a última coletiva mensal da associação que as operações da Lifan estão paradas no Brasil e o fabricante não faz mais parte da associação. O fabricante não apresenta novidades desde o lançamento do SUV de sete lugares X80 en 2018.

Mas apesar da declaração da Abeifa a Lifan desmente que encerrou suas operações em uma nota em sua página oficial no facebook. O fabricante inclusive afirma que iniciou uma parceria com a chinesa Brilliance para voltar a produzir na fábrica do Uruguai. A Lifan diz que a fábrica comporta a produção dos carros das duas marcas e a divisão dos custos tornaria a operação mais viável.

O fabricante também diz que os modelos MyWay e X70, que estavam programados para serem lançados em 2019, sofreram atrasos por fatores externos como a alta do dólar e a guerra comercial entre os EUA e a China. Os modelos ainda estão cotados para serem produzidos no Uruguai e iniciarão a produção junto dos modelos da Brilliance.

Sobre a situação com a Abeifa, a Lifan disse na nota que desfez a afiliação com a associação por motivos estratégicos, mas isso não impede que seus veículos sejam vendidos. O fabricante diz que a rede de concessionárias continua funcionando normalmente assim como a assistência técnica para os consumidores.

A Lifan chegou no Brasil em 2009 com o hatchback 320, que ganhou fama rapidamente por ser uma cópia do Mini. Em 2012 a Lifan assumiu as operações da marca no país oficialmente e construiu uma fábrica no Uruguai, de onde sairia o SUV X60 a partir do ano seguinte. Em 2019 a Lifan teve vendas baixas, apenas 229 unidades de carros, contra 2.312 de 2018. Desde julho o fabricante chinês vendeu abaixo de 10 unidades por mês. O fabricante não dá prazos para os lançamentos ou para o retorno da produção junto da Brilliance. A Brilliance também não dá notícias, desde 2011 o fabricante ensaia uma chegada ao Brasil e ainda não declarou sobre essa parceria com a Lifan. (Eduardo Rodrigues)

 

McDonald’s e FCA fazem parceria para fazer pedidos de dentro do carro

A Fiat Chrysler Automóveis (FCA) e a rede de restaurantes de fast-food McDonald’s anunciaram uma parceria para facilitar os pedidos de clientes. Os motoristas de carros da Fiat, Jeep e RAM poderão realizar seus pedidos do McDonald’s diretamente pela central multimídia do carro. O aplicativo cuida dos pedidos, da forma de pagamento e indica qual restaurante se encaixa melhor na rota do usuário.

Os testes dessa função tem expectativa de começar no primeiro trimestre de 2020. A FCA e o McDonald’s dizem que essa parceria vem para buscar uma maior comodidade para o cliente, a operadora de cartões de créditos Visa também faz parte dessa parceria. O Burguer King, rival do McDonald’s também busca em soluções para os famintos do trânsito fazendo entregas em carros presos em congestionamentos. (Eduardo Rodrigues)

Matérias relacionadas

BMW X3 agora é nacional, Nissan GT-R poderá ter versão sedã, Audi Q1 poderá ser produzido no Brasil e mais!

Leonardo Contesini

Mais uma polêmica do novo Top Gear, o Mercedes-AMG GT-R em ação, Fiat Mobi aparece em versão básica e mais!

Leonardo Contesini

Land Rover Defender volta em edição limitada, a Ferrari de Pininfarina à venda, um Isetta elétrico e modernizado e mais!

Leonardo Contesini