A revista semanal dos entusiastas | jorn. resp. MTB 0088750/SP
FlatOut!
Image default
Sessão da manhã

Super Street FF Battle: estes Honda provam que carros de tração dianteira também mandam bem nas pistas

Há seis anos a revista americana Super Street organiza um evento chamado FF Battle. “FF” vem de Front Engine, Front-wheel-drive — carros de motor e tração na dianteira. Sim, aqueles que muita ainda gente acha que não servem para nada em um autódromo. Nada melhor que vários Honda preparados para provar que eles estão errados, não é mesmo?

É claro que, se pensarmos bem, não faltam argumentos a favor dos carros de tração dianteira. Nos ralis, por exemplo, o sueco Stig Blomqvist fez história com os Saab de tração dianteira na década de 1970.  Antes disso, o Mini Cooper (o carro que popularizou a combinação motor transversal + tração dianteira, usada por virtualmente todos os compactos há décadas) se tornou uma lenda ao vencer o Rali de Monte Carlo em 1964, 1965 e 1967.

Isto sem falar em todos os esportivos de tração dianteira que foram lançados no mundo todo ao longo dos anos — vários hot hatches, como o Peugeot 205 GTI, o Golf GTI e todos aqueles que são menos conhecidos, mas também são incríveis; nas disputas pelo recorde de tração dianteira em Nürburgring Nordschleife entre o Seat León Cupra 280 e o Renault Mégane RS Trophy-R; e até mesmo nos pilotos de rua do Japão, os Kanjozoku, que têm no Civic (especialmente os hatches de quarta, quinta e sexta gerações) seus carros favoritos.

Não por acaso, os Honda também são os modelos de tração dianteira mais populares dos EUA por serem confiáveis, baratos e de enorme potencial para preparação. Sendo assim, o FF Battle é um festival de modelos da Honda (e de sua divisão americana Acura) preparados por diversas oficinas espalhadas pelos EUA. Estamos falando de todas as gerações do Civic e um punhado de Acura Integra (alguns Type-R, até) — que, ao lado dos Volkswagen e outros japoneses formam a chamada “import scene”.

ffbattle-dil (3)

O fato é que todos estes carros têm tração dianteira e sempre acabam dando um espetáculo na pista. Neste ano, o palco escolhido foi o circuito de Streets of Willow Springs que, apesar do  nome, não é um circuito de rua, mas um traçado de 2,5 km repleto de curvas de alta e “esses” — daqueles onde as retomadas e um bom acerto dinâmico são mais importantes que a velocidade final e, por isso, carros com motor girador e câmbio curto se sentem em casa.

O evento aconteceu em outubro de 2014, mas só agora a Motor Trend (publicação irmã da Super Street) publicou o vídeo especial da cobertura do evento. E, guess what, valeu a espera!

O FF Battle é um time attack de dois dias que começa com uma puxada no dinamômetro onde os competidores apresentam suas armas: as preparações de alto nível que transformam esses “imports” em verdadeiros carros de corridas para as ruas.

ffbattle-dil (4)

Tradicionalmente donos de Honda optam pela preparação aspirada (sem turbo ou compressor), mas dois dos carros eram turbinados: o Civic de nona geração de Ken Suen (abaixo), equipado com um compressor mecânico e capaz de entregar 262 cv, e o Civic 1994 turbo de Jason Lee (acima), preparado pela Sportcar Motion (uma das primeiras a aparecer no vídeo acima), cujo motor K24 turbo atingiu incríveis 340 cv — o carro mais potente entre os 13 participantes.

ffbattle-dil (5)

 

O motor acabou perdendo uma biela logo nas primeiras voltas, mas Lee ainda conseguiu o quinto melhor tempo do dia. O onboard você confere abaixo:

O melhor tempo (1:27,963) ficou com o terceiro carro mais potente da pista — o Integra Type R de 211 cv de Lewis Liang. Logo atrás dele (1:28,181) ficou Kristian Wong ao volante de um Honda Civic 2000 de 177 cv. E esta foi sua volta:

Não estamos falando de pilotos famosos mundialmente e de carros preparados ao extremo de 700, 800 cv, mas certamente dá para sentir que os caras levam a sério o que fazem e, principalmente, que se divertem no processo. Podem apostar que passaríamos um dia todo acelerando esses carros com “tração nas rodas erradas” sem reclamar!

sso (4)

[ Fotos: StickyDilJoe.com, SuperStreetOnline ]

 

Matérias relacionadas

Pegue uma carona no McLaren F1 GTR com este vídeo matador

Dalmo Hernandes

HSV Maloo GTS: afinal, como é acelerar a Ute mais rápida de todos os tempos?

Dalmo Hernandes

É este o som dos 9.600 cv de dezesseis McLaren F1 GTR acelerando juntos em Goodwood

Dalmo Hernandes